post image

CD – Coletânea – Salve 100 anos Gonzagão

Colaboração do Tiziu do Araripe

Uma reunião de artistas pra homenagear o Gonzagão.

Nessa coletânea participam: Dominguinhos, Téo Azevedo, Genival Lacerda e João Lacerda, Mano Véio e Mana Véia, Caju e Castanha, Tiziu do Araripe, Jackson Antunes, José Fábio, José Carlos, Luiz Wilson e Fatel, Os Nonatos e Assis Ângelo.

Coletânea – Salve 100 anos Gonzagão
2012 – W.disc

01 Padroeira da visão (Luiz Gonzaga – Téo Azevedo)
02 Requiem a Gonzagão (Téo Azevedo)
03 Oxente, cabra da peste (Téo Azevedo – Genival Lacerda)
04 Causos gonzagueanos (Mano Véio – Mana Véia)
05 O sonho de Téo Azevedo com Gonzagão no Parque Asa Branca (Téo Azevedo – Caju – Castanha)
06 O buraco (Téo Azevedo – Jairo Ribeiro)
07 O Brasil nunca mais terá um trio, como Senna, Pelé e Gonzagão (Os Nonatos)
08 Maria cangaceira (Téo Azevedo)
09 Saudade do corneteiro (Téo Azevedo)
10 Forrozeiro (Téo Azevedo)
11 Abecedario catrumano (Téo Azevedo – Braúna)
12 Voando na Asa Branca (Téo Azevedo)
13 Casa do Bras (Téo Azevedo)
14 Puxe o fole sanfoneiro, Dominguinhos tocador (Téo Azevedo)
15 Poema – Um baiãozinho para o rei do Baião (Assis Ângelo)
16 Quanto mais mexe mió (Téo Azevedo – João Evengelista)
17 Romario eterna (Téo Azevedo – Maurilio Arruda)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

Coletânea – José de Abreu – Coração nordestino

Colaboração do Jorge Paulo, o Bandeirante do Norte

Coletânea feita em homenagem a José de Abreu, à Radio Atual e ao CTN (Centro de Tradições Nordestinas), reunindo os artistas que la se apresentavam na época.

Acordeons de Cezar do Acordeon, Ciriaco da Sanfona e Antonio Lira, Oito Baixos de Heleno dos Oito Baixos, participaram da coletânea os seguintes artistas: Glória Rios, Dedé Paraíso, Trio Natal, Fatel, João Claudio, Bibiu de Caruarú, Heleno dos Oito Baixos, Daudeth Santana, Cajú e Castanha, José Teotônio, Dedé Laurentino, Fenelon Dantas e Sebastião Marinho.

Coletânea – José de Abreu – Coração nordestino
1993 – Disco Kid

01 Coração nordestino (Téo Azevedo) Glória Rios
02 Pagode da Jacofer (Téo Azevedo – Dedé Paraíso) Dedé Paraíso
03 O nosso amigo (Téo Azevedo) Trio Natal
04 Cavalheiro nordestino (Téo Azevedo) Fatel
05 Projeto atual (Cesar Abianto – João Cláudio) João Claudio
06 Zé da conexão (Téo Azevedo) Bibiu de Caruarú e Heleno dos Oito Baixos
07 Amor ao nordeste (Daudeth Santana) Daudeth Santana
08 Vamos mudar (Téo Azevedo) Cajú e Castanha
09 Xote do CTN (Téo Azevedo) João Claudio
10 Aboio do Zé (José Teotônio) José Teotônio
11 Sextilhas ao amigo Zé (Dedé – Fenelon) Dedé Laurentino e Fenelon Dantas
12 Pavilhão cultural (Sebastião Marinho) Sebastião Marinho
13 O nordeste em São Paulo (Téo Azevedo) Sebastião Marinho
14 Sem preconceito – Texto de agradecimento (José de Abreu)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

CD – Caju & Castanha – Vindo Lá da Lagoa

Colaboração do sergipano Everaldo Santana

Um dos trabalhos mais recentes da dupla de repentistas emboladores.

Ao contrário da maioria dos discos as músicas são todas autorais, nesse disco quase nenhuma é deles.

Para os fãs da dupla uma pergunta, creio que nesse disco um dos integrantes mudou, é isso mesmo?

Caju & Castanha – Vindo Lá da Lagoa
2000 – Trama

01 – Mulher de amigo meu (N. Silva – Bráulio de Castro)
02 – Vindo lá da lagoa (Walter dos Afogados – Castanha, Caju)
03 – Casa de corno (Bráulio de Castro)
04 – Zé Vigia (N. Silva – Bráulio de Castro)
05 – O Filho do Dr. e a criança abandonada (Pinto Cantador)
06 – Desafio do Fla-Flu
07 – A Mulher do corno rico x a do corno pobre (Téo Azevedo – Bráulio de Castro – Caju)
08 – Favela da Rocinha (Djalma Gomes – Castanha – Caju)
09 – No aboio de vaqueiro (José Rico – Téo Azevedo)
10 – Purucutruco (Bráulio de Castro)
11 – Bigorrilho (Paquito – Sebastião Gomes – Romeu Gentil)
12 – Forrómangue (João Paulo Jr.)
13 – Embolando na embolada (Castanha – Caju – Albiratan de Melo)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Caju & Castanha – No Meio da Multidão

Colaboração do sergipano Everaldo Santana

A maior parte das músicas é de composição própria da dupla, outro autor que colaborou em tres faixas foi Téo Azevedo.

Coordenação artística de Roberto Ramos, arranjos de Chiquinho do Acordeon.

Caju & Castanha – No Meio da Multidão
1993 – Sabiá

01 – Meu velho pai (Caju – Castanha)
02 – Balagulá (Venâncio – Corumba)
03 – No meio da multidão (Caju – Castanha)
04 – Pout-Pourri de Folguedos (D.P. arranjo de Téo Azevedo)
05 – Coisas do sertão (Caju – Castanha)
06 – A decisão (Téo Azevedo – João Evangelista)
07 – O nome dele não digo (Caju – Castanha – Alberon Guedes)
08 – Meu bem querer (Caju – Castanha)
09 – Eu estava na beira da praia (Caju – Castanha – Elias Nascimento)
10 – Trovas de natal (Candido Simões Canela – Téo Azevedo)
11 – Correnteza (Alcymar Monteiro – José Orlando)
12 – Na cabeça do boneco (Caju – Castanha)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Caju & Castanha – Embolando na Embolada

Colaboração do sergipano Everaldo Santana

“Este disco parece ser o primeiro da carreira da dupla.”

Caju & Castanha – Embolando na Embolada
1980 – Jangada

01 – Vou passear em Olinda (Caju – Castanha)
02 – Mourão voltado (Caju – Castanha)
03 – Vou dormir pra sonhar (Caju – Castanha)
04 – Todo mundo quer (Caju – Castanha)
05 – Improviso mal criado (Caju – Castanha)
06 – A corrução (Caju – Castanha)
07 – Eu só quero ver o sol raiar (Caju – Castanha)
08 – Quero me casar (Caju – Castanha)
09 – O mar beijando areia (Caju – Castanha)
10 – Cidade Jaboatão (Caju – Castanha)
11 – Benzinho venha ver (Caju – Castanha)
12 – Balanço do mar (Caju – Castanha)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Caju & Castanha – Álbum de Família

Colaboração do sergipano Everaldo Santana

O lançamento original é de 1984, e o exemplar do qual o áudio foi extraído é um re-lançamento de 1991.

Reparem na foto da contracapa que as crianças exibem os dois LPs que o Everaldo nos enviou anteriormente.

Caju & Castanha – Álbum de Família
1984 – Beverly

01 – Em Pernambuco é assim (Elias Nascimento – Castanha – Caju)
02 – Sete anos de idade (Caju – Castanha)
03 – Sapo numa Noite escura (Caju – Castanha – Lindolfo Ponce)
04 – Cachoeiras e rios (Walter dos Afogados – Maria Merces)
05 – Um Beijo para mamãe (Caju – Castanha – João Oliveira)
06 – Bate bate coração, que você é batedor (Castanha – Bartolomeu Santos)
07 – Eu tenho pena de morrer, deixar o mundo (Caju – Castanha)
08 – Seu Bolivar Conceição (Bráulio de Castro)
09 – Homenágem a Casa Amarela (Elias Nascimento – Caju – Castanha)
10 – Amélia Felicidade (Caju – Castanha – Amélia Felicidade)
11 – O Côco da invasão (Caju – Castanha – Jorge Brandão)
12 – A glória de uma família (Penha Guedes – Amélia Felicidade)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Caju & Castanha – Sensação estranha

Colaboração do sergipano Everaldo Santana

“Apesar de não ter nenhum disco publicado no Forró em Vinil, essa dupla é muito conecida em todo o Brasil, e é um Ícone no segmento de ‘Repentista Embolador’; Creio que você já conheça a dupla.”

“Caju & Castanha é uma dupla brasileira de embolada, formada por irmãos naturais de Recife, estado de Pernambuco. Irmãos, Castanha, José Roberto da Silva, nasceu a 05/04/1967, e Caju, José Albertino da Silva, a 15/04/1962, ambos em São Lourenço da Mata; começaram ainda na infância, quando apresentavam-se em feiras e praças de Jaboatão dos Guararapes, tocando pandeiros feitos com lata de marmelada. O nome da dupla foi dado pelo então prefeito da cidade.”

Ao que tudo indica, é o segundo disco da dupla, o lançamento original é de 1982, os selos acima são de um re-lançamento de 1991, pelo selo Beverly. Arranjos muito interessantes, com uma base bem dançante.

Caju & Castanha – Sensação estranha
1982 – Copacabana

01. Pensei que não pensava (Caju / Castanha / Walter de Afogados)
02. Vindo lá da lagoa (Caju / Castanha / Walter de Afogados)
03. Casamento do meu avô (Caju / Castanha / Ronaldo Café)
04. Bezouro mangagá (Caju / Castanha)
05. Homenagem à Nossa Senhora da Conceição (Caju / Castanha / Amélia Felicidade da Silva)
06. Coco de São João (Caju / Castanha)
07. Sensação estranha (Caju / Castanha / Walter de Afogados)
08. Calango e desafio (Téo Azevedo)
09. Pato gamela (Caju / Castanha / Oliveira)
10. Veja que besteira (Caju / Castanha / Walter de Afogados / Josan)
11. Roda rodete rodiado (Caju / Castanha)
12. Meu amor fez um balanço (Caju / Castanha / Ede Cury)
13. Pra ver o olho do sol (Caju / Castanha / Oliveira)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

CD – Coletânea – Jacinto Silva, no coração da gente

Colaboração do Nilson Araújo, da Sala Nordestina de Música

“Façam a festa com esse CD!
O CD todo é excelente, destaque para o batismo de Spok cantando ‘Aboio de um vaqueiro’
e Flavia Wenceslau arrasa em ‘Cante cantador'”

Lançamento ocorrido na Passadisco, em Recife – PE

Spok, Zé da Flauta, Maria da Penha (filha de Jacinto), Dona Lieta (viúva de Jacinto Silva), Silvério Pessoa, Edson Barbosa (produtor do CD) e Tiago Araripe.

Spok, Zé da Flauta e Silvério Pessoa

“Falecido há nove anos, quando começava ter seu talento reconhecido por outras gerações, Jacinto Silva recebe agora um tributo à altura do papel que desempenhou na música brasileira, em geral, e na nordestina, em particular. Jacinto Silva no coração da gente, um CD em que nomes feito Tiago Araripe, Xangai, Josildo Sá, Tom Zé, Isaar, Silvério Pessoa, Cajú e Castanha e Elba, para citar apenas alguns, participam, é uma homenagem ao forrozeiro alagoano, que morou a maior parte e sua vida em Pernambuco…

‘No coração da gente’ é uma edição de luxo, com um encarte de 48 páginas e apresentação criativa, nada destas capas mambembes, quase norma na maioria dos discos de forró. Na contracapa, uma curiosidade: não há nada nela que indique ter sido o álbum realizado com incentivos governamentais. O trabalho foi gravado no estúdio Muzak, sob o selo Candeeiro. A Link, que aparece nos créditos, é uma agência de propaganda, com sede na Bahia e escritório no Recife, desde 2006. Edson Barbosa, seu presidente, um baiano de Irará, costuma bancar projetos ligados à cultura. Em discos, especificamente, foi responsável pelo elogiado Cóccix até o pescoço, de Elza Soares: ‘Gosto de fazer estes projetos com uma coisa bem nossa. Há anos fiz um trabalho com Jacinto, e então caiu a ficha. Um disco com as músicas, de um alagoano, pernambucano por opção’.

Tiago Araripe é um músico cearense que, nos anos 70, militou no udigrudi recifense, no coletivo Nuvem 33. Em seguida, em São Paulo, foi da banda Papa Poluição, gravou disco solo pela Lira Paulistana e foi parceiro de muita gente boa, entre outros, de Tom Zé. De volta a Pernambuco, como publicitário, Araripe continua envolvido em música e foi o responsável pele seleção de repertório do CD, que prima por músicas menos conhecidas, mas nem por isso inferiores aos clássicos de Jacinto Silva (que também estão presentes). O próprio Jacinto Silva canta no disco ‘Teste de cantor’, num dueto com Silvério Pessoa (extraído do último disco do forrozeiro).

Da tiragem do disco, pouco será comercializada: ‘A matriz original foi cedida à família do cantor. Vamos dar como brinde, não visamos lucro, foi também uma homenagem a Pernambuco, que tão bem nos acolheu’, diz Edson Barbosa. ” (matéria de José Teles)

Coletânea – Jacinto Silva, no coração da gente
2010

01- Aboio de um vaqueiro (Jacinto Silva) – Spok
02- Aquela Rosa (Jacinto Silva) – Margareth Menezes
03- Teste para cantador (Jacinto Silva) – Jacinto Silva & Silvério Pessoa
04- Minha professora (Jacinto Silva) – Targino Gondim
05- Cante cantador (Jacinto Silva/João Silva) – Flávia Wenceslau
06- Moleque de rua (Manoel Alves/Agenor Farias) – Caju e Castanha
07- Plantação (Jacinto Silva/Janduhy Finizola) – Maciel Melo
08- É tempo de ciranda (Onildo Almeida) – Isaar
09- Justiça Divina (Onildo Almeida) – Tiago Araripe
10- Coco de praia (Jacinto Silva) – Flor de Cactus
11- Filosofia do forró (Jacinto Silva) – Josildo Sá
12- Pisa maneiro (Jacinto Silva) – Xangai
13- Gírias do Norte (Jacinto Silva/Onildo Almeida) – Elba Ramalho
14- Coco do gago (Jacinto Silva) – Tom Zé
15- Imaginação (Jacinto Silva/Idevaldo Nunes Marques) – Petrúcio Amorim
16- Fonte de Luz (Jacinto Silva/José Roberto Souto Maior) – Aurinha do Coco

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook