Trio Nordestino – Forró de cima a baixo

nordestino-frente1

Esse é o segundo disco dessa formação do Trio Nordestino com Genário à frente dos vocais do trio, juntamente com Coroné e Cobrinha. Já com uma roupagem renovada e com um som mais pra frente.

Composições de Antônio Barros, Onildo Almeida , Kim de Oly e Assisão, entre outros.

nordestino-verso1

Direção de produção de Oséas Lopes, arranjos de Chiquinho do acordeon, Destaque para “Furrubiando” de Cecéu e para o xote “Bichinho danadinho” de Pinto do acordeon e Cobrinha.

Trio Nordestino – Forró de cima a baixo
1985 – Copacabana

* 01. Furrubiando (Cecéu)
* 02. Bichinho danadinho (Pinto do Acordeon – Cobrinha)
* 03. Vai meu bem (Cecéu)
* 04. Coisas da Bahia (Pinto do Acordeon)
* 05. Gamadinho gamadinho (Kim de Oly – Evaldo dos Santos)
* 06. Da cabeça até o pé (Antonio Barros)
* 07. Flor da madrugada (Agripino Aroeira – Rosilda Santos)
* 08. Forró de cima a baixo (Onildo Almeida)
* 09. Canto de pardal (Pinto do Acordeon – Genário)
* 10. És minha vida (Midian Alves – Mariazinha)
* 11. Modelo de amor (Pinto do Acordeon)
* 12. Raiz do forró (Assisão)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Trio Nordestino – Aqui mora o Xaxado

capafrente8

Atendendo a mais um pedido, dessa vez o do Genaro, postaremos hoje o disco do Trio Nordestino gravado em 1965, “Aqui mora o xaxado”.

Assim que começamos a ouvi-lo, podemos conferir a faixa que da nome ao disco, um belo xaxado de João Silva com parceria de K-Boclinho. Esse foi o penúltimo disco pelo trio gravado pela Copacabana na decada de 1960, após esse álbum eles começaram a gravar pela gravadora CBS, onde ficaram até 1972, quando então no disco “Primeiro e único” voltaram a Copabana.

capaverso8

Nesse LP o Trio Nordestino mostra belas composições dos mais consagrados compositores como Gordurinha, Manézinho Araújo e do sambista bahiano Riachão.

Trio Nordestino – Aqui mora o xaxado
Copacabana – 1965

01. Aqui mora o xaxado (João Silva – K-Boclinho)
02. Que diabo é 9 que 10 não ganha? (Gordurinha)
03. Casinha velha (Geraldo Nunes – Oscar Barbosa)
04. Volta à Bahia (Vilobaldo Teles)
05. Homenagem a Zé do Baile (Buco do Pandeiro – Jayme A. Rosa)
06. Como tem Zé na Paraíba(Manezinho araújo – Catulo de Paula)
07. No terreiro da fazenda(João Silva – K-Boclinho)
08. Carta ao Rio(Julio Ricardo – Demetrio Silva)
09. Então vou casar(Lindolfo Barbosa – Antonio Ceará)
10. Bererê(Clodoaldo Brito)
11. Vamos simbora neném(Avarése)
12. A papuda Ouvir(Riachão)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Luiz Gonzaga – Forró de cabo a rabo

gonzaga-frente

Um disco belíssimo do rei Lua. Luiz Gonzaga, que em 1986 estava na Europa em um grande festival de música, teve esse seu álbum lançado aqui no Brasil enquanto estava fora. Quando voltou, viu que o trabalho era um grande sucesso, recebeu dois discos de ouro e um disco de platina.

Entre outros compositores, Onildo Almeida e Zé Marcolino. Participações especiais de Renato Borghetti na música “Forrónerão” e de Chico Anísio na faixa “Quadrilha chorona”.

gonzaga-verso

Produção executiva de Oséas Lopes, arranjos, regência e acordeon de Chiquinho do acordeon, Dominguinhos também no acordeon, Borel, Durval e Hermelinda Lopes como ritmistas, destaque para “Xote machucador” de Dominguinhos e João Silva e para “Engambelando” um ótimo forró de Cecéu e Bella Maria.

Luiz Gonzaga – Forró de cabo a rabo
1986 – RCA

* 01. Forró de cabo a rabo (João Silva – Luiz Gonzaga)
* 02. Forró da miadeira (Antonio Barros)
* 03. Açucena cheirosa (Romulo Paes – Celso Garcia)
* 04. Passo fome, mas não deixo (João Silva – Zé Mocó)
* 05. Boca de caieira (Zé Marcolino – Zé Mocó)
* 06. Rodovia Asa Branca (João Silva – Luiz Gonzaga)
* 07. Xote machucador (Dominguinhos – João Silva)
* 08. Viva meu padim (João Silva – Luiz Gonzaga)
* 09. Engabelando (Cecéu – Bella Maria)
* 10. Forrónerão (Renato Borguetti – Lupicínio Rodrigues)
* 11. Queimando lenha (Onildo Almeida)
* 12. Quadrilha chorona (Luiz Gonzaga – Maranguape)
* 13. Eu e meu fole (Zé Marcolino)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Venâncio e Corumba – Pagodeando no côco

capafrente7

Tá ai uma dupla de sucesso e de grande desconhecimento por parte dos apreciadores da boa música brasileira.

Marcos Cavalcanti de Albuquerque, o Venâncio é de Recife, PE e nasceu em 07/10/1909, Manoel José do Espírito Santo, o Corumba também é da mesma cidade e nasceu em 11/6/1914.

Venâncio iniciou a carreira artística cantando cocos nas festas de São João, Santana e São Pedro. Um dia foi convidado para substituir um ator numa apresentação teatral e acabou gostando tanto que foi fazer curso de teatro no Círculo Operário. Tornou-se diretor teatral do grupo de teatro do próprio círculo. Em 1928, conheceu Manoel José, o Corumba, formando uma das mais longas parcerias da música nordestina.

capaverso7

Começaram a se apresentar na Rádio Clube de Pernambuco, onde permaneceram durante 11 anos, apresentando programas musicais e humorísticos. No princípio da década de 1940 resolveram mudar para o Rio de Janeiro para dar prosseguimento à carreira artística. Trabalharam nas rádios Tupi e Tamoio. (texto retirado do site Dicionário Cravo Albim da Música Popular Brasileira)

Compositores, cantores, radialistas e produtores tiveram suas músicas interpretadas por praticamente todos os maiores nomes da nossa música nordestina, entre eles estão: Jackson do Pandeiro, Marinês, Ary Lobo, Zito Borborema, Anastácia, Luis Wanderley, Sebastião do Rojão, Trio Nordestino entre diversos outros.

Nesse LP lançado em 1969 a dupla canta sucessos seus e músicas também de outros compositores. Destaco dessa dupla a bela adaptação “Boi da Cajarana” também gravada por Luis Vanderley e “O navio de Valença” de Antônio Valença.

Venâncio e Corumba – Pagodeando no côco
Premier – 1969

01. Mandaú quebrando pedra (Guriatã de Coqueiro – J. Haidar)
02. O navio de valença (Antônio Valença)
03. Minha Bahia (Venâncio – Corumba)
04. Sulandá (Motivo Popular do Norte – Adaptação: Venâncio – Corumba)
05. Côco rimado em Caruaru (Guriatã de Coqueiro – Vanderley Giacomini)
06. O côco sou eu (Venâncio – Corumba)
07. O boi da cajarana (Motivo Popular – Adaptação: Venâncio – Corumba)
08. Quando chego numa sala (Motivo Popular – Adaptação: Venâncio – Corumba)
09. É ou não é (Venâncio – Corumba)
10. Côco do B (José Luiz)
11. Côco do Ceará (Guriatã de Coqueiro – Reginaldo Santos)
12. Nossa saudação (Luiz de França – Venâncio – Corumba)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Entrevista com João Gonçalves

Continuando a série de entrevistas, o entrevistado da vez é o cantor e compositor João Gonçalves e o entrevistador é, novamente, Osvaldo Travassos, produtor e locutor do programa “Paraíba é sucesso”, da Radio Tabajara FM de João Pessoa – PB.

João Gonçalves, nascido em Campina Grande – PB, em 29 de maio de 1936, teve gravadas cerca de 1000 músicas de sua autoria e chegou a lançar uma dúzia de LPs, a maioria pela Tapecar. Nos anos 70 foi o rei do forró de duplo sentido, e tinha Genival Lacerda como seu principal intérprete. Diversos artistas já gravaram suas músicas, entre eles Dominguinhos, Elba Ramalho, Elino Julião, Trio Nordestino, Os 3 Do Nordeste e Quinteto Violado.

Para baixar a entrevista, clique aqui.

CD – João do Vale – João Batista do Vale

cd-joao-do-vale

Esse CD foi idealizado por Chico Buarque e ganhou o premio Sharp de melhor disco de música regional, em 1994, ano de seu lançamento.

“Foi o quinto de oito irmãos, dos quais apenas três sobreviveram à infância pobre. Os pais eram agricultores pobres e sem terra. Por volta dos seis anos de idade foi apelidado de “Pé de xote”, pois vivia pulando e dançando.”(Trecho extraído do Dicionário Cravo Albin de MPB)

O trabalho reúne diversos artistas, como Alcione, Alceu Valença, Chico Buarque, Ednardo, Edu Lobo, Fagner, Geraldo Azevedo, Ivon Cury, João Bosco, Luiz Vieira, Maria Bethânia, Marinês, Miucha, Paulinho da viola, Quinteto violado e Zé Ramalho.

Cada música tem um time diferente de instrumentistas e arranjadores, a maioria dos arranjos foi feito por Sivuca, Zé Américo e Marquinhos, destaque para “Pisa na fulô”, “De terezina a São Luiz”, “Forró do beliscão”, “Na asa do vento”, “Peba na pimenta” e “”Matuto transviado”.

João do Vale – João Batista do Vale
1994 – RCA

01 Minha história (Raimundo Evangelista – João do Vale)
02 Pisa na fulô (Silveira Jr. – Ernesto Pires – João do Vale)
03 De Terezina a São Luiz (Helena Gonzaga – João do Vale)
04 Carcará (José Cândido – João do Vale)
05 Pipira (José Batista – João do Vale)
06 O canto da ema (Alventino Cavalcanti – Ayres Vianna – João do Vale)
07 Forró do beliscão (Ary Monteiro – João do Vale)
08 A voz do povo (Luiz Vieira – João do Vale)
09 Estrela miúda (Luiz Vieira – João do Vale)
10 Na asa do vento (Luiz Vieira – João do Vale)
11 As morenas do grotão (José Cândido – João do Vale)
12 Peba na pimenta (Adelino Rivera – José Batista – João do Vale)
13 Uricuri (José Cândido – João do Vale)
14 Matuto transviado (Luiz Wanderley – João do Vale)
15 Maria Filó (Luiz Vieira – João do Vale)
16 O bom filho à casa torna (Eraldo Monteiro – João do Vale)

Para baixar esse disco, clique aqui

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Zenilton – O grilo dela

capafrente6

Mais um disco do Zenilton que consegui graças ao meu amigo Tick, dessa vez ainda não tive nem o trabalho de digitalizá-lo, pois a curiosidade o consumiu e ele mesmo passou o áudio pro computador e me mandou pela net antes mesmo de me entregar o vinil.

José Nilton Veras, conhecido como Zenilton será uma das atrações do Festival Rootstock 2008, onde cantará seus sucessos, de suas duas fases, a inicial, com letras comportadas e um balanço incomparável e da fase na qual esse disco foi lançado, onde cultuava abertamente as músicas de duplo sentido.

capaverso6

Arranjos de Maestro Chiquinho, destaque para a faixa cujo refrão dá nome ao disco, o xote “Cri – cri” de Durval Vieira e Adolfo da modinha, para o forró “O boi lambeu” de Durval Vieira e Jorge Paulo e para outro xote “A tristeza do jacu” de João Caetano.

Zenilton – O grilo dela
1982 – Beverly

01 Cri -cri (Durval Vieira – Adolfo da Modinha)
02 O boi lambeu (Durval Vieira – Jorge Paulo)
03 Linguarada (Namd – Antonio Lima – Roderiki)
04 Faça amor não faça guerra (João Caetano)
05 Centavos novos (João Caetano – Zenilton)
06 O remoído da cabra (Zenilton)
07 Pobre honesto (Zenilton)
08 O repentista da praça (João Caetano – Tony Dim)
09 A tristeza do jacú (João Caetano)
10 Os segredos da cigana (Antonio Brasileiro)
11 Deixe comigo (José Valdivino da Silva – José Duarte Filho)
12 A pobreza (Zenilton)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Zé Mamede – Arrasta-pé no sertão

za-mamede-frente

Aqui vai mais um disco dedicado ao sanfoneiro PC, mais um disco de instrumentais gravadas com fole de oito baixos, o álbum reúne aquelas mesmas músicas carimbadas que todo sanfoneiro que se preze sabe tocar.

za-mamede-verso

Há quem diga que essas gravações são as mesmas, só muda a capa do disco e o nome do sanfoneiro. Como saber? Bom, cada um pode ouvir e comparar com as gravações de outros discos e tirar sua própria conclusão.

Esse disco foi originalmente lançado pela Copacabana, mas o exemplar de onde extraí o audio foi um re-lançamento pela Bervely. Destaque para “Forró na fazendinha” e para o clássico das quadrilhas “Só tocava isso”.

Zé Mamede – Arrasta-pé no sertão
1973 – Copacabana

* 01. Forró na fazendinha (Assis Barros)
* 02. Forró do Zé do fole (Ernesto Pires)
* 03. Arrasta-pé no brejo (Elias Salomão)
* 04. Alegria do sertão (Raymundo Mundola)
* 05. Cavalo manco (Elias Salomão)
* 06. Forró alegre (Amadeo Alves – Antonio Sobrinho)
* 07. O sanfoneiro só tocava isso (Geraldo Medeiros)
* 08. Não pise no meu calo (Raymundo Mundola)
* 09. Forró em Goiania (João Bezerra)
* 10. Dançando mazurca (José Caldas)
* 11. Forró sem briga (Amadeo Macêdo – Garcia Santos)
* 12. Fim de festa (Zito Borborema)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Coletânea – Forró Vol 1

forra-vol1-frente

A capa dessa coletânea sugere um disco com músicas soladas em fole de oito baixos, porém, ela reúne diversos artistas com diferentes características. O curioso é que só se encontra essas informações no rótulo do disco, na contra capa só tem o nome das músicas.

forra-vol1-verso

Os artistas são Enoque e Paquito, Renato Leite, Edivaldo do Pifano, Braga Neto, Severino Januário, Julio Silva e Zé do Rojão. O disco passeia por vários dos ritmos que compõe o forró, a maioria instrumentais, mas com várias falas e algumas cantadas.

Destaque para a instrumental “Meu sertão” de Edivaldo do pífano e entre as cantadas para “Família de cantador” de Zé do Rojão.

Coletânea – Forró Vol 1
Nortson

* 01. Esperança de viver – Enoque e Paquito (Enoque – Pauito)
* 02. Um português no forró – Renato Leite (Renato Leite)
* 03. Meu sertão – Edivaldo do Pifano (Edivaldo do Pifano)
* 04. São João a nossa moda – Braga Neto (Braga Neto)
* 05. Foi embora – Severino Januário (Severino Januário)
* 06. Negativo – Julio Silva (Julio Silva)
* 07. Meu nordeste – Severino Januário (Severino Januário)
* 08. Sertanejo – Edivaldo do Pifano (Edivaldo do Pifano)
* 09. Puxa gente – Enoque e Paquito (E. Gomes)
* 10. Espanhol no forró – Severino Januário (Severino Januário)
* 11. Cheinho de molho – Renato Leite (Renato Leite)
* 12. Familia de cantador – Zé do Rojão (Zé do Rojão)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Adolfinho – Galo de briga

adolfinho_galo-de-briga_frente

Primeiramente gostaria de agradecer ao meu compadre PC por emprestar esse disco, que lhe foi dado de presente por mim mesmo, para que pudéssemos disponibilizá-lo aqui no blog.

Para o dia de hoje escolhi mais um disco de 8 baixos para os amantes das músicas instrumentais. As capas são do Lourenço Molla.

adolfinho_galo-de-briga_verso

Esse é o primeiro disco que postamos de Adolfinho, um grande tocador que infelizmente não é tão conhecido pela maioria das pessoas.

Com quase todas as faixas desse LP de sua autoria esse é um disco difícil de se destacar alguma faixa em especial, peço que escutem e apreciem todas as faixas desse disco.

Adolfinho – Galo de briga
Itamaraty – 1979

01. Eu sou o bom (Adolfinho)
02. Forró no tabuleiro (Severino Sérgio – Adolfinho)
03. Mamolengo (Adolfinho)
04. Independente (Adolfinho – Zé Araújo)
05. Ouro velho (Didi Paulino)
06. Benedito no choro (Adolfinho)
07. Galo de briga (Severino Sérgio – Adolfinho)
08. Veneno de cobra (Adolfinho – Oscar Barbosa)
09. Granjeiro Manoel (Serafim – Severo)
10. Meu rincão (Severino Sérgio – Adolfinho)
11. Jacutinga (Truvinca – Adolfinho)
12. Barro duro (Severino Narciso – Adolfinho)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

1 2 3

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook