Manoel Honório – Forró em Família

*Video enviado pelo Everaldo Santana

“Manoel Honório é irmão de Zé Honório e toca muito bem. Ele fez um churrasco de confraternização em sua residencia e convidou vários amigos forrozeiros; entre os quais estavam o Tico dos 8 Baixos e Téo dos 8 Baixos.”

post image

CD – Tr3s Tinguá – Escritório

Colaboração do Luiz André.

…“Eu sou doido por forró Pode acreditar, pior que eu não há Chego numa festa, quero ouvir forró Quero dançar forró até o dia clarear”…
Trecho de “F.O.R.R.O”

“A História tem início em São Paulo, 02 de agosto de 2007. Sob o intuito de fazer um “forrozinho”, a convite Anzol (Zabumba e voz), Cabelo (triangulo e voz) e Luiz André (sanfona e voz) formaram o Trio.

Com repertório baseado em musicas próprias, clássicos (Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Jacson do Pandeiro, Trio Nordestino, Tom Zé, etc.) e resgatando o forró pé de serra (João do Vale, Joci Batista, Trio Mossoró, João Gonçalves, etc.), o Três Tinguá a cada dia ganha mais espaço, se apresentando nas mais tradicionais casas de Forró do Brasil, como Remelexo – SP, Forró da Lapa – RJ, Arena do Forró – DF, entre outras.

No meio de muitas conquistas, uma das maiores foi a apresentação no FENFIT-2009, Festival Nacional de Forró de Itaúnas, conquistando além do publico, o premio de Melhor Trianguleiro.

Com idade média de 28 anos e muita bagagem musical, mergulham de cabeça neste ritmo centenário, sempre levantando a bandeira do Autêntico Forró Pé-de-Serra.” (Release)

Tr3s Tinguá – Escritório
2011

01 – Tinguá (Anzol)
02 – Bem me quer (Luiz André)
03 – Doido por forró (Luiz André)
04 – Não posso deixar (Luiz André)
05 – Entre a cruz e a espada (Anzol)
06 – As coisas acontecem (Luiz André)
07 – Pica o pé (Anzol)
08 – Não desarrume (Luiz André)
09 – Pra você me ter (Luiz André)
10 – Me acalma o coração (Luiz André)
11 – Zoim de amendoim (Anzol)
12 – Escritório (Luiz André)
13 – Amigo (Luiz André)
14 – Na boca do crocodilo (Anzol)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

Osvaldo Oliveira – Voltei pra ficar

Colaboração do Lourenço Molla, de João Pessoa – PB

Um disco composto por várias baladinhas, na linha da jovem guarda.

Pra dançar a dois sobram apenas dois sambinhas no final do lado B, “Sou de Belém” de Osvaldo Oliveira; e
“Deixe a Vida dos Outros” de Toninha e Tarcisio Capistrano.

Osvaldo Oliveira – Voltei pra ficar
1979 – CBS

01. Ela Hoje Sai Comigo (Delmiro Ramos / Toninha)
02. Voltei Pra Ficar (Osvaldo Oliveira / Adão Ferreira)
03. Você Não Presta Nem Eu (Osvaldo Oliveira)
04. Deus Assim Disse (Osvaldo Oliveira)
05. Encegueirados (Toninha)
06. Você Não Tem Jeito (Osvaldo Oliveira)
07. Estou Com Você e Não Abro (Julio César / Osvaldo Oliveira)
08. A Distância (Elói Santos / Toninha)
09. Varão Varela e Varunca (Osvaldo Oliveira / Guajará Cialdini)
10. Sou de Belém (Osvaldo Oliveira)
11. Deixe a Vida dos Outros (Toninha / Tarcisio Capistrano)
12. Na Despedida (Jorge Paiva / Toninha)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

CD – Carneiro do Acordeon – O coração da sanfona é o zabumba

Colaboração da Gorete

Infelizmente as informações sobre as autorias das faixas não veio impressa nem na capa e nem no CD.

Participação especial de Evaldo Paraíba nas faixas “Forró de cima a baixo” e “Um dia D”.

Carneiro do Acordeon – O coração da sanfona é o zabumba

01 – Coração da sanfona é o zabumba
02 – Nos braços da ilusão
03 – Chegou São João – Sinfonia dos animais – Seu Januário
04 – Vou mais demora
05 – Foi tudo ilusão
06 – Sanfoneiro macho
07 – forró de cima a baixo
08 – Um dia D
09 – Forró novela
10 – A vida é uma escola
11 – No pé do tocador
12 – De fio a pavi
13 – São João a dois
14 – Cego
15 – Toque ai um vaneirão
16 – Feliz de novo

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

Dominguinhos – Nas Quebradas do Sertão

O áudio é uma colaboração do Arlindo, as capas são minhas.

Mais um belíssimo álbum do Dominguinhos.

Arranjos de Heraldo do Monte, destaque para “Forrozeiro Apaixonado” de João Gonçalves.

Dominguinhos – Nas Quebradas do Sertão
1994 – Continental

01. Tô Berando (João Silva / Zé Mocó)
02. Esse Brasil É Meu (Antônio Barros / Cecéu)
03. Eu Sou do Mundo (Dominguinhos / Climério)
04. Um Minuto É Muito Tempo (Nando Cordel / Dominguinhos)
05. Forrozeiro Apaixonado (João Gonçalves)
06. Não Esqueça a Rapadura Tchê (Hermeto Pascoal)
07. Nem Me Deu Bola (João Silva / Zé Mocó)
08. Quem Foi Que Viu (Dominguinhos / Oliveira)
09. Forró Reveillon (Zezum)
10. Casa, Comida E Paixão (Dominguinhos / Fausto Nilo)
11. Brincadeiras de Rua (Dominguinhos / Carlos Alberto)
12. A Moça do Metrô (M. Raide / Dominguinhos)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

Paulo Tito – Baiano da Guanabara

O áudio é uma colaboração do Zé Lima, de Niteroi – RJ e do José de Sousa, de Guarabira – PB; As capas foram enviadas pelo DJ Xiita, de Salvador – BA.

Em 1960 – Paulo Tito gravou o LP “Baiano da Guanabara”, pela Carrossel. Esta gravação de Paulo Tito tem a honra de ter sido a primeira a trazer a música Súplica Cearense, de Gordurinha e Nelinho.

Conforme relata Roberto Torres no livro Gordurinha (Coleção Gente da Bahia) “… a história deste disco é engraçada. Gravei esse disco por acidente. Quem iria gravá-lo era o Gordurinha. No dia da gravação, quando todos os úsicos do Regional do Conhoto, que tinha um cachê altissimo, já estavam em estúdio, Gordurinha ligou avisando que estava doente, sem poder gravar”, conta Paulo Tito.

O Regional do Canhoto (conjunto musical instrumental brasileiro de choro criado em 1951) sem dúvidas, um dos mais famosos da época, era famoso por Canhoto (cavaquinho), Altamiro Carrilho (flauta), Dinho (violão sete cordas), Jaime Florence (violão seis cordas) e Gilson (pandeiro)… Diante desse impasse, o dono da gravadora indagou a Paulo Tito se ele conhecia o repertório que iria ser gravado. E, em função da resposta positiva, decidiu que seria o cantor do Rio Grande do Norte, quem colocaria a sua voz no disco “BAIANO DA GUANABARA”/GORDURINHA/PAULO TITO/CARROUSSEL/SE-1.006-a/1960.

Paulo Tito conta que: “…no começo resisti, não queria gravar. Até porque era um disco de forró, baião, e meu estilo era outro. Sou um cantor romântico. Terminei gravando e o disco nasceu de um acidente. O elepê terminou sendo um sucesso, pois foi lançado na época que Juscelino Kubistischek transferiu a capital do país do Rio de Janeiro para Brasília e a música de Gordurinha que dá título ao disco “Baiano da Guanabara” fazia uma gozação com os cariocas por causa dessa mudança. Foi muito interessante. Exatamente, porque os cariocas viviam gozando os baianos. Com a música o contrário passou a acontecer”.

Baiano da Guanabara
Composição: Gordurinha

Carioca amigo, tu sempre mexeu comigo
Eu nunca me zanguei
Vê se agora não se invoca
Meu amigo carioca
Pois eu nunca me invoquei
Tu zombava, Tu dizia
Que eu sou pau de arara
É, mas JK se afogou
E o carioca já virou
Baiano da Guanabara

Escute aqui: sou filho do interior
E tú também!
Tô longe da capital
E tú também!
É o baiano pau de arara
è o baiano da Guanabara
Que diferença é que tem?

Vou te ensinar o meu sotaque
pois você não tem nenhum
Olha: aipim é macaxeira
(viu bichinho?)
E abóbora é jirimum

Que tá gozado tá
Carioca com sotaque de pau de arara
É, mas JK se afogou
E o carioca já virou
Baiano da Guanabara

Gordurinha não participou da gravação do disco mais assinou a metade das músicas de “Baiano da Guanabara”, são elas: “Pelé”, “Baiano da Guanabara”, “Larga o Coco”, “Súplica Cearense” e “Não Tá Certo Não” (Gordurinha e Nelinho): e “Perigo de Morte”, (Gordurinha e Wilson de Moraes). (Fonte)

Paulo Tito – Baiano da Guanabara
1961 – Carroussel

01. Baiano da Guanabara (Gordurinha)
02. Quem É (Osmar Navarro / Oldemar Magalhães)
03. Larga o Coco (Gordurinha)
04. E Você Não Vem (Almeida Rego)
05. Súplica Cearense (Gordurinha / Nelinho)
06. Não Tá Certo Não (Gordurinha)
07. Pelé (Gordurinha)
08. Ainda Te Espero (Rubens Machado / Claudionor Santos)
09. Perigo de Morte (Gordurinha / Wilson de Morais)
10. Ninguém É de Ninguém (Umberto Silva / Toso Gomes / Luis Mergulhão)
11. O Galo do Lugar (P. Sobrinho / Milton Gomes)
12. Tristeza de Juriti (Bidú Reis / Murillo Latini)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

Aquilo del nisso – Aquilo del nisso

Esse é um grupo que eu admiro muito, mesmo com talento de sobra, tiveram que lançar esse seu primeiro disco de forma independente.

Formação: André Magalhães (Bateria), Celso Marques (Flauta e Sax tenor), Emerson de Biaggi (Viola), Paulo Padilha (Baixo), Paulo Rubens (Piano e Teclados) e Rogério Costa (Sax alto)

A HISTÓRIA “Por que Aquilo Del Nisso? A pergunta constante nas entrevistas, traz à tona uma longa história: 1986 músicos amigos, amigos músicos se encontram na mesma idéia: inventar um espaço para estudo e criação, troca de experiências e livre experimentação. A formação diversificada dos integrantes do grupo abria o leque de possibilidades e fechava a porta para os preconceitos.

Sem uma proposta fechada e definitiva, a diversidade de formas de expressão era a marca mais forte.Com o Free Som em 1989, um pré-festival que escolheu entre 300, dois grupos para participar do Free Jazz Festival, o Aquilo encontra seu rumo”. “ AQUILO DEL NISSO “– 1990 , o grupo grava seu primeiro disco, já com uma proposta instrumental brasileira. Traz composições originais, sambas, baiões e chorinhos trabalhados de uma forma muito original e espontânea. O mestre Hermeto Pascoal abençoa: “É um grupo muito animado, dá pra perceber um firme começo. Se continuarem juntos, vão longe”. (trecho do release)

Aquilo del nisso – Aquilo del nisso
1990

01. Baião Dodecafônico (Rogério Costa)
02. Hum (Paulo Padilha)
03. Baião Serrense (Rogério Costa)
04. Realejo (Paulo Rubens Costa)
05. Trem Fantasma (Celso Marques)
06. Ao Mestre (André Magalhães)
07. Coração Sambinha (Rogério Costa)
08. Segredo (Paulo Padilha)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

CD – Dominguinhos & Convidados – Cantam Luiz Gonzaga, Vol. 1

Colaboração do Francisco Alves, de Várzea Alegre – CE

Coletânea em dois volumes onde o grande Dominguinhos encontrou diversos artistas, tanto do meio do forró, quanto da MPB.

Participaram de duetos com o Dominguinhos os seguintes artistas: Gilberto Gil, Marinês, Djavan, Nando Cordel, Genival Lacerda, Jane Duboc, Sergio Reis, Waldonys, Daniela Mercury, Daniel Gonzaga, João Bosco, Alcymar Monteiro e Geraldo Azevedo.

Dominguinhos & Convidados – Cantam Luiz Gonzaga, Vol. 1
1997 – Velas

01. Asa Branca (Luiz Gonzaga / Humberto Teixeira) Citação: “Baião”
02. Forró de Mané Vito (Luiz Gonzaga / Zé Dantas) Gilberto Gil
03. Cintura Fina (Luiz Gonzaga / Zé Dantas) Marinês
04. Estrada de Canindé (Luiz Gonzaga / Humberto Teixeira) Djavan
05. Olha Pro Céu (Luiz Gonzaga / José Fernandes) Nando Cordel
06. Capim Novo (Luiz Gonzaga / José Clementino) Genival Lacerda
07. Juazeiro (Luiz Gonzaga / Humberto Teixeira) Jane Duboc
08. Treze de Dezembro (Luiz Gonzaga / Zé Dantas) Instrumental
09. Baião da Garoa (Luiz Gonzaga / Hervé Cordovil) Sergio Reis
10. Lorota Boa (Luiz Gonzaga / Humberto Teixeira) Waldonys
11. Paraíba (Luiz Gonzaga / Humberto Teixeira) Daniela Mercury
12. Pense N’eu (Gonzaguinha) Daniel Gonzaga
13. O Xote das Meninas (Luiz Gonzaga / Zé Dantas) João Bosco
14. A Morte Do Vaqueiro (Luiz Gonzaga / Nelson Barbalho) Alcymar Monteiro
15. Canta Luiz (Luiz Gonzaga / Oliveira) Geraldo Azevedo

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Zé Honório – Na Casa do Manoel Honório

*Video enviado pelo Everaldo Santana

“No dia 11/03 estive com o Tico dos 8 Baixos na casa do Manoel Honório irmão do Zé Honório que fez um churrasco de confraternização e convidou vários forrozeiros.
Gravei vários vídeos; aí vai o Link do primeiros que postei no meu canal.”

“O Youtube vem me cobrando uma prova de Autoria dos videos e autorização para divulgar; por esse motivo coloquei no início deste vídeo um depoimento gravado junto com o Zé Honório e Manoel Honório que é seu irmão. Zé Honório toca na casa do seu irmão, durante um churrasco de confraternização, acompanhado por Ivan no Zabumba, Teo dos 8 Baixos no Triangulo e Manoel Honório no Pandeiro. Zé Honório tocou muitas músicas que ainda não gravou mas, me disse que ainda vai gravá-las.”

post image

foto do LP Forró safado

*Foto enviada pelo Damião Rodrigues

1 2 3 4

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook