post image

Sacy – Coisa nossa

Colaboração do DJ Xiita, de Salvador – BA

“João Batista da Silva e Silva, o Sacy, nasceu em Belém – PA em 1939. Começou a cantar no Bar do Ciondor, na sua cidade Natal, e logo começou a fazer sucesso, tendo ingressado, pouco tempo depois, na Rádio Marajoara.
Com o sucesso, mudou-se para o Rio de Janeiro.

Gravou o seu primeiro disco pela Odeon, com acompanhamento do Regional do Canhoto, e alguns 78 e 45 rotações.
Este é o seu segundo disco ‘Coisa Nossa’, destacando os côcos ‘Te alerta, cangaceiro’ e ‘Maridinho de Luxo’, este da consagrada dupla Venâncio e Corumba, e o rojão ‘Descoberta do Brasil’.”

Sacy – Coisa nossa
1963 – Sabiá

01. Descoberta do Brasil (B. Lobo – J. Martins)
02. Treis Pouquinho (Venâncio – Corumba)
03. Te Alerta Cangaceiro (Valença)
04. Do Lado de Lá (Ari de Jesus – Domingos Real)
05. Quem Não Dança o Côco É Ôco (Roberto Estrela)
06. Ô mané (João Silva – K. Boclinho)
07. Coisa Nossa (Ari de Jesus – Domingos Real)
08. Veneza Brasileira (B. Lobo – J. Martins)
09. Se o Baile Acabar (Ari de Jesus – Domingos Real)
10. Maria Sabará (B. Lobo – J. Martins)
11. Batuque na Feira (Carlos Ferreira Trindade)
12. Maridinho de Luxo (Venâncio – Corumba)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

Zé do X – O X dos oito baixos

Colaboração do José de Sousa, de Guarabira – PB

Mais um raro disco do Zé do X, todo instrumental, destaque para “Chorinho da minha terra” de Manuel de Oliveira e Cleber Barros.

Zé do X – O X dos oito baixos
Sabiá

01 Rancheira da Guanabara (Gilberto Barros – J. Gonçalves de Queiroz)
02 Forró de Chica Gorda (José Sacramento – Libiano dos Santos)
03 Desafiando (José Benovenuti – Zé do X)
04 Forró em Cabedelo (Alberto de Azevedo – Sebastião Inácio)
05 Apimentado (Zé do X – Coronel Narcizinho)
06 Canto da siriema (Zé do X – Coronel Narcizinho)
07 Dedilhando (Gilberto Barros – J. Gonçalves de Queiroz)
08 Frevo da fava verde (Manuel de Oliveira – Cleber Barros)
09 Preste atenção nos oito baixos (Zé do X – Jesiel Gonçalves)
10 Balance o fole (Zé do X – Jesiel Gonçalves)
11 Chorinho em Tambaú (Alberto de Azevedo – Sebastião Inácio)
12 Chorinho da minha terra (Manuel de Oliveira – Cleber Barros)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Caju & Castanha – No Meio da Multidão

Colaboração do sergipano Everaldo Santana

A maior parte das músicas é de composição própria da dupla, outro autor que colaborou em tres faixas foi Téo Azevedo.

Coordenação artística de Roberto Ramos, arranjos de Chiquinho do Acordeon.

Caju & Castanha – No Meio da Multidão
1993 – Sabiá

01 – Meu velho pai (Caju – Castanha)
02 – Balagulá (Venâncio – Corumba)
03 – No meio da multidão (Caju – Castanha)
04 – Pout-Pourri de Folguedos (D.P. arranjo de Téo Azevedo)
05 – Coisas do sertão (Caju – Castanha)
06 – A decisão (Téo Azevedo – João Evangelista)
07 – O nome dele não digo (Caju – Castanha – Alberon Guedes)
08 – Meu bem querer (Caju – Castanha)
09 – Eu estava na beira da praia (Caju – Castanha – Elias Nascimento)
10 – Trovas de natal (Candido Simões Canela – Téo Azevedo)
11 – Correnteza (Alcymar Monteiro – José Orlando)
12 – Na cabeça do boneco (Caju – Castanha)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

Trio Virgulino – Beijo moreno

Texto e áudio enviados pelo DJ Rick de SP, as capas são do DJ Vini, de BH.

O “Trio Vigulino” originalmente chamado “Trio Virgolino” foi criado em 1980, por três músicos de Parnamirim, uma cidade pequena de Pernambuco. Integra esse trio Enok Virgulino, voz e acordeon; Roberto Pinheiro, voz e zabumba e Adelmo Nascimento, voz e triângulo.

O Trio Virgulino com “u”, e não com “o”, como seria a grafia correta, por se tratar, enfim, de homenagem ao “rei dos cangaceiros” Virgolino Ferreira da Silva, lançou seu primeiro disco em 1986 (pelo selo Sabiá, da extinta gravadora Copacabana) e esse é o álbum apresentado hoje. Esse LP nomeado Beijo Moreno (faixa-título assinada por João Libório), se transformou em CD 20 anos depois, com duas músicas a mais: “Dança da Nova Era” e “Vítima”.

Um dos grupos que impulsionou o movimento Forró Universitário no sudeste do Brasil é com certeza o trio da música popular brasileira em atividade, que mais viaja ao exterior (Espanha, França, Portugal, Inglaterra, Estados Unidos) divulgando a música regional do nordeste.

Nesse ano o Trio Virgulino foi indicado ao prêmio TIM 2008 na categoria música regional.

Trio Virgulino – Beijo moreno
1986 – Sabiá

01. Assim ficou bom demais (Bosco Carvalho – Roberto Agra)
02. Vou embora para o sertão (Enok Virgolino)
03. Sanfoneiro do forró (Bosco Carvalho – Roberto Agra)
04. Feira de pequi (Bosco Carvalho – Roberto Agra – Geraldo Dantas)
05. Carimbô em Parnamirim (Enok Virgolino)
06. Flor de girassol (Enok Virgolino – Jurandir Pavan)
07. Meu corta jaca (Roberto agra – Francisco Agra)
08. Beijo moreno (João Libório)
09. Asas que voltam (Ataide Gouveia – Enok Virgolino)
10. Segundo a profecia (“Barragem do chapéu”) (Bosco Carvalho – Geraldo Dantas)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook