Som da terra – Agreste

Frente

Colaboração do Lourenço Molla, de João Pessoa – PB

Selo ASelo B

O som revela as nossas raízes, nossa cultura, nossa história. As canções exaltam a terra amada, admirada: Pernambuco. Esta mistura fez surgir um dos mais tradicionais grupos musicais do Estado, a Banda Som da Terra. Apaixonados pela música brasileira e, principalmente, pela cultura pernambucana, os músicos seguem compondo, cantando e encantando plateias há mais de três décadas. É com prazer e, sobretudo, dedicação, que eles permanecem na estrada valorizando e divulgando a riqueza cultural do Nordeste. A temática de seu repertório apresenta o dia a dia do povo brasileiro, especialmente, o do nordestino.

Hoje a Som da Terra expande seu repertório musical e adentra ao estilo popular da música brasileira, mas sem perder a essência, o que enriquece e peculiariza qualquer canção que leva sua assinatura. O instrumental ganhou um novo agregado, “os metais”, um quarteto de sopro com dois sax, um pistão e um trombone. Os integrantes estão à altura de renomadas bandas de MPB do país, no mesmo nível de Roupa Nova ou MPB4, entre outras.

Verso

Isso é um plus e não muda em nada sua característica regional e a forte ligação com o Carnaval pernambucano. Desde o início do grupo, em palcos montados em praças e avenidas, até a introdução do trio elétrico no Estado, que foi firmada essa parceria “apaixonada” com a festa de momo. São os criadores do primeiro trio elétrico em Pernambuco, a saudosa Turma do Pinguim. Possuem vários sucessos nacionais, como “Balança o Saco”, que lhes deu o primeiro Disco de Ouro, ainda no programa do querido Chacrinha.

A produção das músicas da Som da Terra acontece seguindo o momento musical e histórico do Estado e do país, bem como as homenagens, como aconteceu em O Galo no Céu, dedicada ao saudoso Enéas, do Galo da Madrugada, e também em Do Som da Terra ao Barro de Vitalino, em reverência ao Mestre Vitalino. O grupo contabiliza 14 CDs, dentre eles: Te Vira no Frevo I, Te Vira no Frevo II, Tapete Voador, Rei Gonzaga e Noel Menestrel, além de 3 DVDs, que são: Passeando Pelo Brasil, Do Som da Terra ao Barro de Vitalino (já citado) e Rei e Menestrel, Gonzaga e Noel.

Som da terra – Agreste
1975 – Padrão

01. Terra De Lampião (Paulo F. Ferreira)
02. Frevo, Som Da Terra (Paulo F. Ferreira – Carlos Xavier)
03. Chuva Pedida (Juvenal Lopes)
04. Gibão De Couro (Paulo F. Ferreira)
05. Fim Do Dia (Paulo F. Ferreira)
06. Caravana (Josimar França)
07. Entre A Cidade E O Sertão
08. Queimada (Guido)
09. Canto Acalanto (Paulo F. Ferreira)
10. Alô Nordeste (Egildo vieira)
11. De Pesca, Amor E Ciranda (Paulo F. Ferreira)
12. Fogo Na Lage (João Lyra)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

CD – Som da terra – Ao Barro de Vitalino

frente

Colaboração do Lourenço Molla, de João Pessoa – PB

cd

A Som da Terra nasceu em 1975, da ideia de um grupo de amigos de Casa Amarela, bairro popular do Recife. Interessados em tocar a riqueza cultural pernambucana, eles começaram a se apresentar ali próximo, no bairro da Encruzilhada, na Avenida Norte, no Bar Veneza. Já no primeiro ano de formação recebeu um incentivo extra, sendo considerada “A Melhor Banda do Ano”, título concedido pela Rede Bandeirantes. Depois disso, mudou algumas vezes seus integrantes, mas não parou mais de tocar.

No Recife, apresentou-se durante 13 anos no famoso “No Meio do Mundo”, bar que cativou uma geração. Iniciou as apresentações musicais no “Cavalo Dourado”, do Jockey Club, e, em 1983, introduziu o Trio Elétrico “Tropical Som da Terra” no Carnaval. Eles invadiam com alegria a Avenida Boa Viagem e a Ilha de Itamaracá, tendo participado da criação da Turma do Pinguim, na qual permaneceram por mais de 6 anos.

verso

O sucesso tamanho é mantido até hoje. Em todos os anos no desfile do Galo da Madrugada, o Som da Terra, em cima de um trio elétrico, arrasta uma multidão com sua música autenticamente pernambucana. Durante os mais de 30 anos de carreira, o grupo também acompanhou grandes nomes da Música Popular Brasileira, a exemplo dos grandes Jair Rodrigues, Luiz Gonzaga, Paulo Diniz, Dominguinhos, Sivuca, Alceu Valença, Roupa Nova, MPB-4, Elba Ramalho, Geraldo Azevedo, Lenine, entre outros.

São vários discos gravados, um deles premiado com o Disco de Ouro, pela vendagem de 140 mil cópias, quando obteve reconhecimento nacional e internacional com a música “Balança o Saco”. A canção foi tida pela crítica nacional como a mais tocada no carnaval de 1986. Depois disso, o grupo se apresentou em todos os estados do país, participando de várias gravações de programas de TV, como Chacrinha, Som Brasil, Clube do Bolinha, Sílvio Santos, Raul Gil, entre outros, e também realizou apresentações em outros países. Diversas músicas da banda foram ainda temas de novelas e peças teatrais.

As letras são marcantes e retratam seus costumes: o namoro, o trabalho, a praça da cidade, a devoção aos santos, histórias infantis, folguedos, o rio São Francisco, tantas vezes evocado. Além do trabalho autoral, no qual revela toda a efervescência cultural de Pernambuco, a banda também gravou canções de importantes compositores brasileiros, dando-lhes, na maioria dos casos, novos arranjos.

Som da terra – Ao Barro De Vitalino

01 Cem Anos De Vitalino (Rominho – Kayto – Zé Carlos)
02 Balançando A Praça (Rogério Rangel)
03 Alfazenda (ricardo Cardoso)
04 Saudade Da Minha Terra (rodrigo Porto)
05 Queimada (Guido Uchôa)
06 São Sebastião (Kayto – Zé Carlos)
07 Chico Das Águas (Xico Bizerra – Toinho Alves)
08 Gibão De Couro (Paulinho Viola)
09 Sarro De Amor (Paulinho Viola)
10 Terra De Lampião (Paulinho Viola)
11 Boi Tatá (Marcos Accioly – César Barreto)
12 Fonte De Inspiração (Kayto – Zé Carlos)
13 Se É Bom Me Diga (Mário Teles – Neném)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

CD – Galo da Madrugada 2012 – Galo, Frevo e Folião – Homenagem a Gonzagão

Colaboração do Jairo Melo, de Vicência – PE

“O CD Galo da Madrugada 2012 – Galo, Frevo e Folião em homenagem ao centenário do Rei Luiz Gonzaga. O disco vem composto pelas 12 músicas que concorreram a música oficial do Galo da Madrugada 2012.

A música vencedora é a do título do CD, a faixa 8, Galo, Frevo e Folião, composição de Nuca e Eriberto Sarmento, com interpretação do forrozeiro Josildo Sá.”

Galo da Madrugada 2012 – Galo, Frevo e Folião – Homenagem a Gonzagão

01 – A Asa Branca e o Galo Multicor – intérp. João Lima (Cláudio Almeida)
02 – O Rei do Baião no Reino de Momo – intérp. Ed Carlos (Ed Carlos)
03 – O Galo e o Rei – intérp. Gil Cordas (Edson Rodrigues e Paulinho Mafe)
04 – O Galo no Terreiro do Sertão – intérp. Fernando Azevedo (Fernando Azevedo)
05 – Luiz, Lua, Luar – intép. Alessandra e Bia Cavalcanti (Getúlio Cavalcanti)
06 – O Galo Canta pra Gonzaga – intérp. Almir Rouche (Jota Michiles)
07 – O Galo e o Rei do Baião – intérp. Nena Queiroga (Nena Queiroga)
08 – Galo, Frevo e Folião – intérp. Josildo Sá (Nuca e Eriberto Sarmento)
09 – Luiz Gonzaga no Galo – intérp. Quinteto Violado (Dudu Alves)
10 – Romance da Asa Branca com o Galo da Madrugada – intérp. Rogério Rangel (Rogério Rangel)
11 – Vira e Mexe do Galo – intérp. Banda Som da Terra (Rominho, Zé Carlos e Cayto)
12 – No Mundo do Lua – intérp. Ligia Miranda (Tiago Asfora)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook