Som da terra – Agreste

Frente

Colaboração do Lourenço Molla, de João Pessoa – PB

Selo ASelo B

O som revela as nossas raízes, nossa cultura, nossa história. As canções exaltam a terra amada, admirada: Pernambuco. Esta mistura fez surgir um dos mais tradicionais grupos musicais do Estado, a Banda Som da Terra. Apaixonados pela música brasileira e, principalmente, pela cultura pernambucana, os músicos seguem compondo, cantando e encantando plateias há mais de três décadas. É com prazer e, sobretudo, dedicação, que eles permanecem na estrada valorizando e divulgando a riqueza cultural do Nordeste. A temática de seu repertório apresenta o dia a dia do povo brasileiro, especialmente, o do nordestino.

Hoje a Som da Terra expande seu repertório musical e adentra ao estilo popular da música brasileira, mas sem perder a essência, o que enriquece e peculiariza qualquer canção que leva sua assinatura. O instrumental ganhou um novo agregado, “os metais”, um quarteto de sopro com dois sax, um pistão e um trombone. Os integrantes estão à altura de renomadas bandas de MPB do país, no mesmo nível de Roupa Nova ou MPB4, entre outras.

Verso

Isso é um plus e não muda em nada sua característica regional e a forte ligação com o Carnaval pernambucano. Desde o início do grupo, em palcos montados em praças e avenidas, até a introdução do trio elétrico no Estado, que foi firmada essa parceria “apaixonada” com a festa de momo. São os criadores do primeiro trio elétrico em Pernambuco, a saudosa Turma do Pinguim. Possuem vários sucessos nacionais, como “Balança o Saco”, que lhes deu o primeiro Disco de Ouro, ainda no programa do querido Chacrinha.

A produção das músicas da Som da Terra acontece seguindo o momento musical e histórico do Estado e do país, bem como as homenagens, como aconteceu em O Galo no Céu, dedicada ao saudoso Enéas, do Galo da Madrugada, e também em Do Som da Terra ao Barro de Vitalino, em reverência ao Mestre Vitalino. O grupo contabiliza 14 CDs, dentre eles: Te Vira no Frevo I, Te Vira no Frevo II, Tapete Voador, Rei Gonzaga e Noel Menestrel, além de 3 DVDs, que são: Passeando Pelo Brasil, Do Som da Terra ao Barro de Vitalino (já citado) e Rei e Menestrel, Gonzaga e Noel.

Som da terra – Agreste
1975 – Padrão

01. Terra De Lampião (Paulo F. Ferreira)
02. Frevo, Som Da Terra (Paulo F. Ferreira – Carlos Xavier)
03. Chuva Pedida (Juvenal Lopes)
04. Gibão De Couro (Paulo F. Ferreira)
05. Fim Do Dia (Paulo F. Ferreira)
06. Caravana (Josimar França)
07. Entre A Cidade E O Sertão
08. Queimada (Guido)
09. Canto Acalanto (Paulo F. Ferreira)
10. Alô Nordeste (Egildo vieira)
11. De Pesca, Amor E Ciranda (Paulo F. Ferreira)
12. Fogo Na Lage (João Lyra)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Jacinto Silva – Passando a cabeça o resto passa

1980-jacinto-silva-passando-a-cabeaa-o-resto-passa-capa

O áudio é uma colaboração de um forrozeiro conhecido do Tick, que infelizmente perdemos o contato, ele havia mandado o LP sem as capas e só depois de um tempão que fui encontrá-las, no caso, essas capas são do Jorge Paulo.

1980-jacinto-silva-passando-a-cabeaa-o-resto-passa-selo-a1980-jacinto-silva-passando-a-cabeaa-o-resto-passa-selo-b

Esse disco é mais um ótimo álbum do Jacinto Silva, alguns arrasta-pés e, é claro, belos cocos, marca registrada do Jacinto.

1980-jacinto-silva-passando-a-cabeaa-o-resto-passa-verso

Direção de produção de Osvaldo Cadaxo, gravado no estúdio Rozemblit, em Recife – PE, destaque para “Cata piolho” de autoria do próprio Jacinto Silva.

Jacinto Silva – Passando a cabeça o resto passa
1980 – Padrão

#01. Eu quero ver (Zanoni Vieira)
#02. Olha o urso (Jacinto Silva – Cabo França)
#03. Cata piolho (Jacinto Silva)
#04. Chorando pra voltar (Jacinto Silva – Genesio Guedes)
#05. Côco nordestino (Jacinto Silva)
#06. Terreiro em festa (Janduhy Finizola)
#07. Forró da ressaca (Juares Santiago – Adolfo da modinha)
#08. A barca virou (Jacinto Silva)
#09. Estelita (José Antonio)
#10. Forró na ribeira (João Firmino – Jacinto Silva)
#11. Cajueiro abalador (Jacinto Silva)
#12. Disse me disse (Luiz do Sinal – Jacinto Silva)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook