post image

Severino Januário – Arrasta pé baiano

Frente

Colaboração do Lourenço Molla, de João Pessoa – PB

Selo ASelo B

Participação de João Silva cantando em quatro faixas.

Verso

A maioria das faixas é instrumental, passeando pelos vários ritmos que compõe o forró.

Severino Januário – Arrasta pé baiano
1970 – Japoti

01. Forró em Aliança (R. Stanganelli)
02. Xaxado na fazenda (Severino Januário)
03. Arrasta pé do Azulão (Severino Januário)
04. Forró dos macumbeiros (Severino Januário)
05. Ai morena, moreninha (Arr. João Silva – Severino Januário)
06. Forró da ingratidão (R. Stanganelli – João Silva)
07. Arrasta pé baiano (R. Stanganelli)
08. Xotes rodado (Severino Januário)
09. Nordestão (R. Stanganelli)
10. Madame porão (R. Stanganelli)
11. Pra dançar forró tem hora (R. Stanganelli – João Silva)
12. Xotes balanceado (R. Stanganelli)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

João Silva – Pra não morrer de tristeza

Capa

Colaboração do Jhonatas Pasternack, de São Paulo – SP.

Verso

Esse é o disco mais raro do saudoso João Silva gravado no final da década de 60 .

Nesse disco apenas três músicas não tem a assinatura de João Silva em suas autorias.

Destaco as faixas Seca de 77 “João Silva e J. B de Aquino”, Carta Aberta “João Silva” e Se Madalena Não For “Severino Ramos”

João Silva – Pra não morrer de tristeza
Elpa

01 – Pra Não Morrer de Tristeza (João Silva – Caboclinho)
02 – Vendendo Gado (João Silva)
03 – Seca de 77 (João Silva – J.B. Aquino)
04 – Carta Aberta (João Silva)
05 – Atola o Pé (Dilson Dória – João Silva)
06 – Se Madalena Não For (Severino Ramos)
07 – Pra Não Morrer na Bebida (João Silva – J.B. Aquino)
08 – É Folguedo, É São João (J.B. Aquino – Jacy Barboza)
09 – Forró do Tião (João Silva – Sebastião Rodriguez)
10 – Meu Juazeiro (João Silva – Alventino Cavalcanti)
11 – Depois de Junho (João Silva – José Jesus)
12 – Vem Cá Morena (João Barone)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

João Silva, Severino Januário e Zé Cupido – Talento brasileiro n° 12

frente

Colaboração do Lourenço Molla, de João Pessoa – PB

selo-aselo-b

Coletânea com músicas consagradas do rei.

verso

Metade das faixas foi gravada por João Silva e Severino Januário, e a outra metade por Zé Cupido.

João Silva, Severino Januário e Zé Cupido – Talento brasileiro n° 12
1986 – CID

01. Baião (Luiz Gonzaga – Humberto Teixeira) João Silva e Severino Januário
02. Asa branca (Luiz Gonzaga – Humberto Teixeira) João Silva e Severino Januário
03. Baião de dois (Luiz Gonzaga – Humberto Teixeira) Zé Cupido
04. Assum preto (Luiz Gonzaga – Humberto Teixeira) Zé Cupido
05. Forró no escuro (Luiz Gonzaga) Zé Cupido
06. Seu Januário (Luiz Gonzaga) João Silva e Severino Januário
07. Siridó (Luiz Gonzaga – Humberto Teixeira) João Silva e Severino Januário
08. Juazeiro (Luiz Gonzaga – Humberto Teixeira) João Silva e Severino Januário
09. No meu pé de serra (Luiz Gonzaga – Humberto Teixeira) Zé Cupido
10. Lorota boa (Luiz Gonzaga – Humberto Teixeira) Zé Cupido

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Video – Na Sala do compositor João Silva – [2015] – Maranhas Filmes

*Colaboração do Dewis Caldas, maranhense que vive em Lisboa, Portugal.

O filme Na sala do compositor João Silva é uma conversa íntima com um dos maiores compositores brasileiros, festejado em diferentes gerações, tanto pelo público quanto pela crítica. É difícil encontrar alguém que não conheça canções como Pagode Russo, Nem se despediu de mim, Danado de Bom, Pra não Morrer de Tristeza, que são hinos da música nordestina. Em seu apartamento, no Conjunto Pernambucano, no bairro da Boa Viagem, em Recife, João falou sobre o início da carreia, discos, composições e momentos marcantes na vida daquele que é considerado um gênio dos bastidores do mercado fonográfico e um dos mais bem-sucedidos produtores musicais brasileiros de 60 a 80.

As suas mais de duas mil composições gravadas fazem parte de uma enciclopédia musical brasileira construída ao longo de 70 anos de carreira, que teve o rei do baião como maior intérprete (Luiz Gonzaga gravou 88 músicas do compositor). Nascido na cidade de Arcoverde, região da caatinga pernambucana, aos 17 anos decidiu ir tentar a sorte como artista no Rio de Janeiro. Quando voltou, quase cinquenta anos depois, as músicas de João tinham atingidos todas as esferas do forró, do universo do samba, e de outras especialidades rítmicas (e de gênero musical), que ele dominava como poucos.

Direção Dewis Caldas, uma produção Maranhas Filmes

Cartaz João Silva

EU E O MESTRE JOÃO SILVA

“Novembro de 2012, Recife.

Já era noite quando liguei para o celular do João Silva. Segurei a respiração e “oi, desculpe por ligar tão tarde, eu sou um jornalista que mora no Mato Grosso e estou gravando um documentário sobre o Gonzagão, o senhor poderia me dar um depoimento em vídeo?” E João se vira todo, “mas quem disse que oito horas da noite é tarde, e pode vir sim, amanhã, só se for bem cedo”, falou do jeito arretado que lhe é famoso. As 7h30 eu estava numa avenida do bairro da Boa Viagem com ele ao telefone de novo: “ei, não tô achando o ponto que tu está me esperando”, já rolava até uma intimidade. Cinco minutos depois eu o avistei, sentado todo impaciente numa cadeira da lanchonete de um supermercado. Era o mito.

Acenei e gritei pelo seu nome. Sentei e expliquei a narrativa de como seria a entrevista, ele gostou. Saquei a câmera e já fui gravando — na rua mesmo – enquanto percorríamos o caminho até o seu apartamento, a poucos metros dali. Durante toda a manhã conversamos não só sobre Luiz Gonzaga, mas sobre sua infância, obra, composições e da sua relação com a música, quase sempre nos bastidores dos discos, sendo uma dos mais produtivos produtores musicais brasileiros de 60 a 80. As suas mais de 2 mil composições gravadas, por todos os grandes astros da música brasileira que você possa imaginar, fazem parte de uma enciclopédia musical brasileira construída ao longo dos 50 anos de carreira. Ainda sim, ele continuava sendo um menino de Arco Verde, município que fica bem no meio do Estado do Pernambuco, região do rio Moxotó. Era o artista.

O filme ‘Na sala do compositor João Silva’ é uma conversa íntima com um dos maiores compositores brasileiros, festejados em diferentes gerações, tanto pelo público como pela crítica. É difícil encontrar alguém que não conheça canções como Pagode Russo, Nem se despediu de mim, Danado de Bom, Pra não Morrer de Tristeza, que são hinos da música nordestina. E João foi o responsável não só por essas mais de outras centenas que atingiram todas as esperas do universo do forró, do samba, e de outras especialidades rítmicas (e de gênero musical) que esse menino João possuía.

Viva João Leocádio da Silva, o ‘Mestre João Silva’ [1935 – 2013]”

Dewis Caldas

Foto – João Silva

João Silva

*foto originalmente publicada no livro “O Fole Roncou”, de Carlos Marcelo e Rosualdo Rodrigues.

Coletânea – Respeita o forró

Frente

Colaboração do Lourenço Molla, de João Pessoa – PB

Selo ASelo B

Uma bela reunião dos sanfoneiros e intérpretes que estavam em evidência na época.

Verso

Dessa coletânea participaram: Renato Leite, Caçulas do Baião, Zé do Peba, João Silva, Oswaldinho do Acordeon, Zenilton, Zé do Forró, Saraiva, Gerson da Sanfona, Severino Januário, Tony Martins e José Bettio.

Coletânea – Respeita o forró
1981 – Fermata

01 – Respeita o forró (Renato Leite) Renato Leite
02 – Saudade do cariri (Juarez major – Antonio Livino) Caçulas do Baião
03 – Forrozeiros (Zé do Peba) Zé do Peba
04 – Xaxadão do xililique (João Silva – J.B. de Aquino) João Silva
05 – Lamento nordestino (R. Stanganelli – Oswaldinho) Oswaldinho
06 – Todinha pra mim (R. Stanganelli – Francisco Barreto) Zenilton
07 –
Asa branca (Luiz Gonzaga – Humberto Teixeira) Zé do Forró
Mulher rendeira (D.P. arranjo: Zé do Forró) Zé do Forró
08 – Vassourinha (Matias da Rocha – Joana B. Ramos) Saraiva
09 – O xote das meninas (Luiz Gonzaga – Zé Dantas) Gerson da Sanfona
10 – Polquinha fogueteira (Severino Januário) Severino Januário
11 – Festa em recife (Tony Martins) Tony Martins
12 – Acordeon manhoso (Roberto Stanganelli) José Bettio

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Coletânea – Uma festa no norte

capa

Colaboração do DJ Vinny, de Belo Horizonte – MG

seloaselob

Essa é uma interessante e rara coletânea.

verso

Além de João Silva, participam da coletânea: Genaro do Acordeon, Neusa, Pato Preto, Taysa e Nivaldo Santos (Castanheiro).

Coletânea – Uma festa no norte
1979 – Aladdin

01. Delicadinho (João Silva / Romualdo Araújo) Genaro do Acordeon
02. Convidando Pra Dançar (João Silva / Zeca Freire) João Silva
03. Pedacinho de Chão (Darci Caxambú / João Lima) Neusa
04. Dance o Carimbó (Pássaro Triste / Pedro Maranguape) João Silva
05. No Fundo da Terra (Darci Caxambú / João Lima) Pato Preto
06. Baião do Retirante (Ely Miller / Guglinar Santos) Taysa
07. Carimbó da Saudade (Nelson Trigueiro) Neusa
08. Os Dançarinos (João Silva / Antônio Rodrigues) João Silva
09. Forró do Genaro (Genaro) Genaro do Acordeon
10. Angra do Meu Tempo (Abelardo Caipira) Neusa
11. Lagoa Grande (Joaquim Borges / Moreira Júnior) João Silva
12. Paquetá Ilha dos Amores (Francis Caldwel / Nivaldo Santos) Nivaldo Santos

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Severino Januário – Forró animado

capa

Colaboração do João Gabriel, de Niteroi – RJ

seloaselob

“Severino Januário grande instrumentista e compositor, irmão do Rei do Baião
Severino convida para cantar nesse LP , o grande compositor João Silva que infelizmente nos deixou em 2013 e a saudosa e maravilhosa cantora de forró Severina.

verso

Um disco recheado com músicas de compositores do mais alto nível do forró pé de serra, entre eles : Luiz Gonzaga , Humberto Teixeira, João Silva, Benício Guimarães, Roberto Stanganelli, Italúcia , etc..

Destacamos as clássicas: ‘Forró no escuro’ de Luiz Gonzaga, ‘Assum Preto’ de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira e ‘Pra não morrer de tristeza’ de João Silva e kaboclinho), os forrós ‘Coisa boa e um xodó’ de Italúcia, ‘Forró animado’ de Italúcia e Benício Guimarães, e o Baião ‘Lição de baião’ de Kazinho e Italucia.”

Severino Januário – Forró animado
1984 – Itamaraty

01- Coisa boa e um xodó (Italúcia)
02- Vai falar com o delegado (Italúcia – R. Stanganelli)
03- Eu to pegando fogo (Italúcia – Luiz Moreno)
04- Pra não morrer de tristeza (João Silva – Kboclinho)
05- Forró animado (Italúcia – Benício Guimarães)
06- Prece ao criador (Wilson Rodrigues – Marumbi)
07- Lição de baião (Kazinho – Italúcia)
08- Forró no escuro (Luiz Gonzaga)
09- Quando eu chego ele adora (R. Stanganelli – F. Barreto)
10- Flores enamoradas (Italúcia – Jota Pinheiro)
11- O seresteiro (R. Stanganelli – João Silva)
12- Assum preto (Luiz Gonzaga – Humberto Teixeira)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Coletânea – Isto é quadrilha

capa

Essa é mais uma coletânea com a temática das quadrilhas.

seloaselob

O disco reúne vários artistas conhecidos.

verso

Essa coletânea reúne: Nardinho, Pirigoso, Zezitinho dos 8 Baixos, Tororó do Rojão e Nelson do Acordeon, Waldomiro, Chiquinha Gonzaga e Severino Januário, João Silva, Ciço do Pará e Samburico.

Coletânea – Isto é quadrilha
1980 – Campeiro

01 Quadrilha de São João (Nardinho – Valtiria Costa) Nardinho
02 Quadrilha no chapadão (Pirigoso) Pirigoso
03 Quadrilhando (Agenor Farias – Jú da Sanfona) Zezitinho dos 8 Baixos
04 São João em minha terra (Tororó do Rojão) Tororó do Rojão e Nelson do Acordeon
05 Festa de São João (Waldomiro) Waldomiro
06 Arrastape mexido (Severino Januário – Pedro Maranguape) Chiquinha Gonzaga e Severino Januário
07 Santo Antonio Casamenteiro (Pirigoso – Noel Costa) Pirigoso
08 Que beleza (João Silva – Manoel Euzébio) João Silva
09 Arrastapé chamuscado (Severino Januário – Pedro Maranguape) Chiquinha Gonzaga e Severino Januário
10 Quadrilha das crianças (Pirigoso) Pirigoso
11 Festa junina nas capitais (Ciço do Pará – Aureliano) Ciço do Pará
12 São João em Palmares (Samburico – Pedro Maranguape) Samburico

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Coletânea – Zé Paraíba x Roberto Stanganelli

capa

O álbum reúne dois sanfoneiros, Zé Paraíba e Roberto Stanganelli.

seloaselob

O disco alterna músicas cantadas com instrumentais.

verso

Participações vocais de Severina, João Silva e Cléa Mara.

Coletânea – Zé Paraíba x Roberto Stanganelli
1978 – Premier

01 Xamegão (Roberto Stanganelli – F. Barreto)
02 Arrastapé de cangaceiro (Roberto Stanganelli – F. Barreto)
03 Nordeste bom (Roberto Stanganelli)
04 Forró animado (Italúcia – Benício Guimarães)
05 Eu to pegando fogo (Luiz Moreno – Italúcia)
06 Lição de baião (Kazinho – Italúcia)
07 Pra não morrer de tristeza (João Silva – K.Boclinho)
08 Xaxadão no chililique (João Silva – J.B. de Aquino)
09 Explosão do forró (João Silva – J.B. de Aquino)
10 Saxofone por que choras (Ratinho)
11 Bandido coração (Roberto Stanganelli – Cléa Mara)
12 Fim de papo (Roberto Stanganelli – Cléa Mara)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

1 2 3 4

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook