Jorge Veiga – 1951 – Continental – 78 rpm

seloa

Colaboração do Joca, o Rojão Stéreo, de Brasília – DF.

selob

Raríssimo disco de 78 RPM do Jorge Veiga é sobretudo mais raro ainda pois está cantando baião.

Jorge Veiga – 78 rpm
1951 – Continental

01. A Primeira Umbigada (Manezinho Araújo – Fernando Lobo) Baião
02. Charlando No Flamengo (José Leocádio) Samba

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Mario Gennari Filho – 1951 – 78RPM

selo a p

Colaboração do Roberto Galvão

selo b p

Raro disco de 78 RPM, com o acordeonista Mario Gennari Filho tocando o clássico choro “Odeon” de Ernesto Nazareth; e o baião “Casinha da Colina” de Luiz Peixoto e Pedro de Sá Pereira.

Mario Gennari Filho – 78RPM
1951 – Odeon

01.Odeon (Ernesto Nazareth) Choro
02.Casinha da Colina (Luiz Peixoto – Pedro de Sá Pereira) Baião

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Ademilde Fonseca – 78 RPM

selo-1

Dessa vez realmente fui surpreendido. Agora nosso caro colega Dj Rick pegou muito pesado, um 78 RPM simplesmente sem comentários.

Ademilde Fonseca Delfim, nasceu em 03 março de 1921 Macaíba -RN. Aos quatro anos de idade, foi viver com a família em Natal – RN onde morou até o início da década de 1940. Desde criança gostava de cantar. Ainda na adolescência, começou a se interessar pelas serestas e travou conhecimento com músicos locais. Pouco mais tarde casou-se com um desses seresteiros, Naldimar Gedeão Delfim. Com ele mudou-se para o Rio de Janeiro em 1941, onde conheceu Waldir Azevedo, compositor e cantor, ambos trabalharam em diversas músicas em parceria.

Em 1951, gravou em 78 rpm o baião “Delicado”, de Waldir Azevedo e Ari Vieira, foi uma das suas gravações mais marcantes. Delicado, também regravada posteriormente por artistas consagrados como Canhoto, Chiquinho do Acordeon, Oswaldinho do Acordeon, Zé Calixto, Toco Preto, Biro do Cavaco, Pepeu Gomes, Dominguinhos e por ai vai. A segunda música desse 78 rpm é o baião “Arrastapé” composto por Rafael Carvalho, que é uma homenagem ao gênero musical, o Arrastapé, que tem como significado literário farra, confusão e desordem. Então como diz a letra da música “vamos cair no sertão para ver como é que é…”. (dois últimos parágrafos escritos por Dj Rick)

Essa é a primeira vez em que escuto a versão de delicado cantada, se alguem tiver notícias de outras gravações dela cantada ficaremos muito gratos com a colaboração.

Ademilde Fonseca – 78 RPM
Todamerica – 1951

01. Delicado (Ari Vieira / Waldir Azevedo)
02. Arrastapé (Rafael de Carvalho)

Para baixar esse disco, clique aqui

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook