Vital Farias – Sagas Brasileiras

vital-farias-1982-sagas-brasileiras-capa

Colaboração do Zé Geraldo, de Taperoá – PB.

vital-farias-1982-sagas-brasileiras-selo-avital-farias-1982-sagas-brasileiras-selo-b

Vital Farias (23 de janeiro de 1943) cantor e compositor brasileiro, nasceu no sítio Pedra d’Água, município de Taperoá, estado da Paraíba.

“Caçula entre 14 irmãos, Vital alfabetizou-se com as irmãs. Vital viveu em Taperoá até a conclusão do curso ginasial. Aos 18 anos mudou-se para a capital do estado da Paraíba, João Pessoa, onde prestou o serviço militar no 15º Regimento de Infantaria. Ao deixar o serviço militar continuou em João Pessoa e deu prosseguimento aos seus estudos no Lyceu Paraibano. Nesse período começou a estudar violão por conta própria.

Depois passou a dar aulas de violão e de teoria musical no Conservatório de Música de João Pessoa. Em 1975 mudou-se para o Rio de Janeiro, onde participou de vários e importantes eventos artísticos, entre os quais a peça ‘Gota d’água’, de Chico Buarque de Hollanda. Em 1976 prestou vestibular para Faculdade de Música, formado-se em 1981. A primeira composição gravada de Vital Farias foi ‘Ê mãe’, em parceria com Livardo Alves e gravada por Ari Toledo. Em 1978 gravou seu primeiro disco ‘Vital Farias’. O segundo, ‘Taperoá’, surgiu dois anos depois.” (Kuarup)

vital-farias-1982-sagas-brasileiras-verso

“Fazem parte deste lançamento as antológicas sagas: ‘Saga da Amazônia’, ‘Saga de Severinim’ e ‘Saga do Boi de Mamão’, esta última oferecida ao Mestre Antõim do Boi de Mamão de Taperoá. ‘Forrofunfá’ é uma outra homenagem ao maior folista de oito baixos que o mundo já produziu: Abdias dos Oito Baixo, natural de Taperoá e primo do Vital Farias. ‘Belo Belo’ é um estudo para violão oferecida a Herminio Belo de Carvalho, e ‘Sete cantigas para voar’, oferecida a sua amiga-irmã Elba Ramalho.”(Extraído do sítio oficial)

Vital Farias – Sagas Brasileiras
1982 – Lança

01. Do meu jeito natural (Vital Farias)
02. Forrofunfá (Vital Farias / Livardo Alves)
03. Sete cantigas para voar (Vital Farias)
04. Ai que saudade de ocê (Vital Farias)
05. Saga de Severinin (Vital Farias)
06. Saga da Amazônia (Vital Farias)
07. Trem da consciência (Vital Farias / Salgado Maranhão)
08. Belo belo (Vital Farias)
09. Apesar da solidão (Vital Farias / Salgado Maranhão)
10. Saga do boi de mamão (Vital Farias)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Vital Farias – Taperoá

vital-farias-1980-taperoa-capa

Colaboração do Zé Geraldo, natural da cidade, que empresta o nome a esse álbum do Vital Farias, de Taperoá – PB.

vital-farias-1980-taperoa-selo-avital-farias-1980-taperoa-selo-b

Arranjos leves na maioria das faixas, com alguns forrós dançantes pra temperar.

vital-farias-1980-taperoa-imagem

Participação especial de Eustáquio Sena na faixa de abertura do disco, “Pra você gostar de mim” de Vital Farias.

vital-farias-1980-taperoa-verso

Arranjos do próprio Vital Farias, destaque para “Nós sofre mas nós goza” e para o instrumental curtíssimo, um choro “General da banda”, ambas de sua autoria.

Vital Farias – Taperoá
1980 – Epic

01. Pra você gostar de mim (Vital Farias)
02. Eu sabia sabiá (Vital Farias / Jomar Souto)
03. Assim diziam as almas (Vital Farias)
04. Nave mãe (Vital Farias)
05. (Tudo vai bem) Nós sofre mas nós goza (Vital Farias)
06. Repente paulista (Vital Farias)
07. Tema de beija-flor (Vital Farias / Gavião)
08. Veja (Margarida) (Vital Farias)
09. Meu coração por dentro (Herman Torres / Salgado Maranhão)
10. General da banda (Vital Farias)
11. Prazer pelo avesso (Vital Farias / Salgado Maranhão)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Vital Farias – Vital Farias

vital-farias-1978-vital-farias-capa

Colaboração do Zé Geraldo, natural de Taperoá – PB, conterrâneo do Vital Farias, artista do qual ainda não tinhamos publicado nada, este é o seu primeiro LP. Um excelente álbum, para todos os gostos.

vital-farias-1978-vital-farias-selo-avital-farias-1978-vital-farias-selo-b

“No começo, Vital Farias fez seus primeiros estudos em casa, com seus irmãos mais velhos, lendo folhetos de cordel, ainda na Pedra D’Água, sítio onde nasceu, no município de Taperoá – Paraíba.

Na década de 1970, foi professor do estado, ministrando aulas de teoria e violão. Realizou trabalhos no teatro e no cinema. No Pau-de-Arara, em 1975, rumou para o Rio de Janeiro. Fez vestibular e foi aprovado para o curso da Faculdade de Música, onde se formou em 1981.

Vital, nunca teve muitas parcerias. Só para não esquecer, a ditadura campeava cerceando direitos e maltratando quem fizesse a verdadeira arte cidadã neste país, sendo achacado, diversas vezes impedido de cantar certas obras, etc.

vital-farias-1978-vital-farias-verso

Em 1978, faz na Poligram seu primeiro LP, ‘Vital Farias’. Laureado por toda crítica brasileira. Durante todo esse tempo, Vital continuou lendo, debatendo, fazendo palestras, cantorias.” (Trechos extraídos do sítio do artista)

Participação especial de Tânia Alves na faixa “Bate com o pé xaxado”, destaque para “Deixe de afobação” e para “Ê mãe” ambas de Vital Farias.

Vital Farias – Vital Farias
1978 – Polydor

01. Canção em dois tempos (Era casa era jardim) (Vital Farias)
02. O sobressalto (Vital Farias / Livardo Alves)
03. Bate com o pé xaxado (Vital Farias)
04. Bandeira desfraldada (Vital Farias)
05. Via crucis da mulher brasileira (Vital Farias / Livardo Alves)
06. Alice no curral das maravilhas (Vital Farias / Salgado Maranhão)
07. Deixe de afobação (Vital Farias)
08. Expediente interno (Vital Farias)
09. Poema verdade (Vital Farias)
10. Caso você case (Vital Farias)
11. Ê mãe (Vital Farias / Livardo Alves)
12. Estudo nº 2 (Napoleon Coste) Instrumental

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook