Zé Ramalho – De Gosto, de Água e de Amigos

pcapa

Colaboração do Arlindo

pseloapselob

“Esse disco traz músicas inéditas, que falam de amizade, amores e lembranças. Marca também o momento difícil pelo qual eu estava passando. As canções refletem sofrimento e solidão. Nessa época (1985), eu estava me mudando definitivamente para o Rio de Janeiro, onde resido até hoje. Não foi um estouro imediato, mas aconteceu de me encomendarem uma música para a telenovela ‘Roque Santeiro’, sobre um personagem que virava lobisomem.

pverso

Fiz, então, a canção ‘Mistérios da Meia-Noite’, que tornou-se um sucesso nacional na novela e no rádio. Esta música entrou no disco, mesmo depois de ele ter sido lançado. Foi retirada uma faixa e incluída ‘Mistérios da Meia-Noite’ neste meu sétimo álbum, que conta ainda com a presença de Tavito na regravação que fiz de “Paralelas”, de autoria de Belchior. ”

Zé Ramalho – De Gosto, de Água e de Amigos
1985 – Epic

01. De Gosto de Água e de Amigos (Zé Ramalho / Lula Cortes)
02. Desejo de Mouro (Zé Ramalho)
03. Mestiça (Zé Ramalho)
04. Sensações Brancas (Zé Ramalho)
05. Absurdo Blues (Zé Ramalho / Alceu Valença)
06. Forrobodó (Chico Pio / Alano de Freitas)
07. Martelo dos 30 Anos (Zé Ramalho / Flaviola)
Five Hundred Miles (Hedy West)
08. Chuva Pesada (Zé Ramalho)
09. Um Corpo Que Sai (Zé Ramalho / Teca Calazans)
10. Paralelas (Belchior) Participação: Tavito

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Zé Ramalho – Opus Visionário

capa

Colaboração do Arlindo

seloaselob

Esse é o oitavo disco da carreira do Zé Ramalho.

encarte

verso

Participações especiais de Claudia Olivetti, na faixa “Parceria”, de Zé Ramalho; e de Geraldo Azevedo na faixa “Pedras e moças” de Zé Ramalho e Geraldo Azevedo.

Zé Ramalho – Opus Visionário
1986 – Epic

01. Zyliana (Zé Ramalho) Mus. Inc. “O Guarani” (Carlos Gomes) – Part. Cláudia Olivetti
02. Um Índio (Caetano Veloso)
03. Quasar do Sertão (Zé Ramalho / Flaviola) Música incidental: “Na Hora Do Almoço” (Belchior)
04. Parceria (Zé Ramalho)
05. Bê (Zé Ramalho)
06. Visionária (Zé Ramalho)
07. Botões de Osso (Zé Ramalho)
08. Tamarineira Village (Zé Ramalho)
09. Olhares Sem Destino (Zé Ramalho / Téo Azevedo)
10. Pedras e Moças (Zé Ramalho / Geraldo Azevedo)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Zé Ramalho – Décimas de um Cantador

pcapa

Colaboração do Arlindo

pseloapselob

Esse disco não é muito dançante para os forrozeiros de plantão, mas trás bonitas canções.

pverso

Uma das músicas que ficou mais conhecida foi “Mulher Nova, Bonita E Carinhosa Faz O Homem Gemer Sem Sentir Dor” de Zé Ramalho e Otacílio Batista

Zé Ramalho – Décimas de um Cantador
1987 – Epic

01. Acredite Quem Quiser (Zé Ramalho / Mauro Motta)
02. Number 9 (Zé Ramalho) Instrumental
03. Décimas de Um Cantador (Zé Ramalho / Flaviola)
04. Pelos Telefones (Zé Ramalho / Mauro Motta)
05. Lua Semente (Zé Ramalho / Zé Neumanne)
06. Aldeias da Borborema (Zé Ramalho)
07. Mary Mar (Zé Ramalho)
08. Ser Boy (This Boy) (John Lennon / Paul McCartney / Vrs. Mauro Motta)
09. Hino de Duran (Chico Buarque) Mus. Inc. “Deixa Isso Pra Lá” (Alberto Paz – Édson Menezes)
10. Mulher Nova, Bonita E Carinhosa Faz O Homem Gemer Sem Sentir Dor (Zé Ramalho / Otacílio Batista)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Zé Ramalho – Zé Ramalho

pcapa

Colaboração do Arlindo

pseloapselob

Primeiro disco solo do Zé Raamalho.

pverso

Participação de Patrick Moraz na faixa “Avôhai” de Zé Ramalho.

Zé Ramalho – Zé Ramalho
1978 – Epic

01. Avôhai (Zé Ramalho)
02. Vila do Sossego (Zé Ramalho)
03. Chão de Giz (Zé Ramalho)
04. Noite Preta (Zé Ramalho / Lula Cortes / Alceu Valença)
05. Dança das Borboletas (Zé Ramalho / Alceu Valença)
06. Bicho de 7 Cabeças (Geraldo Azevedo / Zé Ramalho / Renato Rocha) Instrumental
07. Adeus 2ª Feira Cinzenta (Zé Ramalho / Geraldo Azevedo)
08. Meninas de Albarã (Zé Ramalho)
09. Voa Voa (Zé Ramalho)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Elba Ramalho – Capim do vale

capa

Colaboração do Arlindo

seloaselob

Esse é o segundo disco de carreira da Elba.

verso

Destaque para “Imbalança” de Luiz Gonzaga e Zé Dantas.

Elba Ramalho – Capim do vale
1980 – Epic

01. Caldeirão dos Mitos (Bráulio Tavares)
02. Nó Cego (Pedro Osmar)
03. Pés de Milho (Augusto Jatobá)
04. Légua Tirana (Luiz Gonzaga / Humberto Teixeira)
05. Porto da Saudade (Alceu Valença)
06. O Violeiro (Elomar)
07. Banquete de Signos (Zé Ramalho)
08. Espiral do Tempo (Geraldo Azevedo / Carlos Fernando)
09. Capim do Vale (Sivuca / Paulinho Tapajós)
10. Fulô da Margem (Mirabeau / Capinan)
11. Imbalança (Luiz Gonzaga / Zé Dantas)
12. Veja (Margarida) (Vital Farias)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Elba Ramalho – Ave de prata

capa

Esse é o primeiro LP da Elba.

seloaselob

Direção musical e arranjos de Geraldo Azevedo.

verso

Destaque para “Não Sonho Mais” de Chico Buarque; e para “Bodocongó” de Humberto Teixeira e Cícero Nunes.

Elba Ramalho – Ave de prata
1979 – Epic

01. Canta Coração (Geraldo Azevedo / Carlos Fernando)
02. Não Sonho Mais (Chico Buarque)
03. Veio D’água (Luiz Ramalho)
04. Razão de Paz (Novelli / Márcio Borges)
05. Baile de Máscaras (Pedro Osmar)
06. Filho das Índias (Vinícius Cantuária)
07. Ave de Prata (Zé Ramalho)
08. Kukukaya (Jogo da Asa da Bruxa) (Cátia de França)
09. Cartão Postal (David Tygel / Cacaso)
10. O Dia do Criador (Walter Franco)
11. Bodocongó (Humberto Teixeira / Cícero Nunes)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

Zé Ramalho – Pra não dizer que não falei de rock

Não é um disco de forró, é mais pra um disco de rock mesmo. O título é duplo: “Para Não Dizer que Não Falei de Rock” ou “Por Aquelas que Foram Bem Amadas”

Durante a elaboração do álbum de duplo nome, em 1984, Zé Ramalho hospedou-se no luxuoso Hotel Meridien – por 2 meses… Hedonismo que gerou uma dívida de farras com bebidas importadas e refeições caras regadas a drogas sortidas. Na época, o valor da brincadeira ultrapassou a casa dos U$100 mil.

Procurado pelo presidente da gravadora, Marcos Maynard, Ramalho ficou sabendo que deveria repor os gastos excedentes. “Mistérios da Meia-Noite” (assista o clipe abaixo), que vendeu mais de 300 mil cópias, foi a salvação. No disco, o compositor relê “Made in PB” – composição registrada por Marconi Notaro em No Sub Reino dos Metazoários, de 1973 – numa versão rockabilly. (Fonte)

Zé Ramalho – Pra não dizer que não falei de rock
1984 – Epic

01 Made in PB (Zé Ramalho)
02 Frágil (Zé Ramalho)
03 Tolo na colina (Fool on the hill)(McCartney, Lennon)
04 Brejo da Cruz (Zé Ramalho)
05 Jacarepaguá blues (Zé Ramalho)
06 Paisagem da flor desesperada (Israel Semente)
07 Dança das luzes (Zé Ramalho)
08 Dogmática (Zé Ramalho)
09 Mulheres (Jards Macalé, Zé Ramalho)
10 Dupla fantasia (Zé Ramalho)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Zé Ramalho – A terceira lâmina

Essa é uma boa oportunidade de ouvirmos as músicas do Zé Ramalho no seu álbum original, dentro do contexto no qual foram compostas.

Dessa época, é comum encontrarmos as gravações do Zé Ramalho em coletâneas, as mais famosas já tiveram suas regravações, até com o próprio Zé.

Todas as composições são de autoria do Zé Ramalho, que é conhecido letrista, prova que também domina o instrumento, ouçam a faixa “Violar”, que é instrumental.

As mais conhecidas são “Canção agalopada”, “A terceira lâmina” e “Galope rasante” e um xote que ficou pouco conhecido é “Um pequeno xote”.

Zé Ramalho – A terceira lâmina
1981 – Epic

01. Canção agalopada (Zé Ramalho)
02. Filhos de Ícaro (Zé Ramalho)
03. A terceira lâmina (Zé Ramalho)
04. Um pequeno xote (Zé Ramalho)
05. Atrás do balcão (Zé Ramalho)
06. Galope rasante (Zé Ramalho)
07. Kamikaze (Zé Ramalho)
08. Violar (Zé Ramalho) Instrumental
09. Cavalos do cão (Zé Ramalho)
10. Ave de prata (Zé Ramalho)
11. Dia dos adultos (Zé Ramalho)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Patativa do Assaré – Poemas e canções

patativa-do-assara-1979-poemas-e-canaaues-capa

Colaboração do DJ Rogérinho, de São Paulo – SP.

patativa-do-assara-1979-poemas-e-canaaues-foto2

“Antônio Gonçalves da Silva, dito Patativa do Assaré, nasceu a 5 de março de 1909 na Serra de Santana, pequena propriedade rural, no município de Assaré, no Sul do Ceará. É o segundo filho de Pedro Gonçalves da Silva e Maria Pereira da Silva. …

patativa-do-assara-1979-poemas-e-canaaues-apatativa-do-assara-1979-poemas-e-canaaues-b

… Patativa inspirou músicos da velha e da nova geração e rendeu livros, biografias, estudos em universidades estrangeiras e peças de teatro. Também pudera. Ninguém soube tão bem cantar em verso e prosa os contrastes do sertão nordestino e a beleza de sua natureza. Talvez por isso, Patativa ainda influencie a arte feita hoje.” (Fonte)

patativa-do-assara-1979-poemas-e-canaaues-foto1

“… em 1956 publicou seu primeiro livro, “Inspiração Nordestina”. Mais tarde teve outras coletâneas de poemas publicadas, além de diversos folhetos de cordel. Conheceu a fama em 1964, quando Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, gravou “Triste Partida”, de sua autoria. Gravou seu primeiro LP Poemas e Canções (1979) uma produção do cantor e compositor cearense Fagner.” (Biografia completa)

patativa-do-assara-1979-poemas-e-canaaues-verso

“Não sou político, sou apenas um simples poeta roceiro que fala contra as injustiças e quer a verdadeira democracia.” (Trecho final do texto de auto apresentação, extraído da contra capa)

Patativa do Assaré – Poemas e canções
1979 – Epic

Lado A
01- Abertura: Dor gravada (Patativa do Assaré)
02- Cante lá que eu canto cá (Patativa do Assaré)
03- O retrato do sertão (Patativa do Assaré)
04- O rádio ABC (Patativa do Assaré)

Lado B
05- Poética (Patativa do Assaré)
06- Triste partida (Patativa do Assaré)
07- Senhor Doutor (Patativa do Assaré)
08- Casinha de palha (Patativa do Assaré)
09- Lamento de um nordestino (Patativa do Assaré)
10- Adeus (Patativa do Assaré)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

Terezinha de Jesus – Frágil Força

O áudio é uma colaboração do Roberto Brito, as capas foram enviadas posteriormente pelo Pedro Ferreira, de Mossoró – RN.

Esse é o quinto e último LP da Terezinha de Jesus, nacida em Florânia – RN, surgiu no cenário artístico no fim dos anos de 1970.

Após gravar cinco LPs, saiu de cena, voltando a residir em Natal – RN.

Terezinha de Jesus – Frágil Força
1983 – Epic

01 Odalisca em flor (Moraes Moreira – Waly Salomão)
02 Frágil força (Luiz Melodia – Ricardo Augusto)
03 Hora adora (Beti Niemeyer)
04 Mar azul (Chico Guedes – Terezinha de Jesus – Babal)
05 De mansinho (Enoch Domingos – Jotagê Campanholi)
06 Baú de brinquedos (Abel Silva – Nonato Luiz)
07 Vento leste (Paulo Debétio – Waldir Luz)
08 A paixão (Mirabô – Capinan)
09 Bumerangue (Moraes Moreira – Abel Silva)
10 Beijo na bochecha (Moacir Albuquerque – Tavinho Paes)
11 Linda flor (Yayá) (H.Vogeler – Marques Porto – Luiz Peixoto)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

1 2

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook