Roberto do acordeon – Na base do xodó

Capa

Colaboração do Lourenço Molla, de João Pessoa – PB

Selo ASelo B

Uma bela seleção de repertório.

Verso

Gravado em 16 canais no Rio de Janeiro – RJ.

Roberto do acordeon – Na base do xodó
Somil

01. Na base do xodó (Luizinho Calixto – Zé Pretinho)
02. Arrastapé em Macaparana (Sebastião Martins)
03. Cheinho de molho (Dominguinhos)
04. Café queimado (Roberto do acordeon)
05. Meu pé de serra (Luiz Gonzaga / Humberto Teixeira)
06. Escadaria (Pedro Raimundo)
07. Baião caçula (Mario Genaro Filho)
08. Forró peneirado (Oswaldinho)
09. Festa na roça (Mario Zan)
10. Calor da vagueijada (Vavá Machado – Marcolino – Jacaré)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

Roberto do Acordeon – e seus Cabras da Peste

Colaboração do Tony Lira, de Guarabira – PB

Um repertório composto por músicas de vários autores conhecidos.

As duas últimas músicas de cada lado são cantadas, as demais são instrumentais.

Roberto do Acordeon – e seus Cabras da Peste
Beverly

01 Forró no Alecrim (Roberto do Acordeon)
02 Qui-ri-qui-qui (Luiz Gonzaga – Audizio Brizeno)
03 Toque de pífano (Dominguinhos)
04 Fazenda Nova Palmeira (Roberto do Acordeon)
05 O bom tocador (Anastácia – Dominguinhos)
06 Banho no rio (Amaury Queiroz – Francisco Saldanha)
07 Feito na hora (Roberto do Acordeon – Oswaldinho)
08 Frevo das vassorinhas (Matias da Rocha – Joana Batista Ramos)
09 Brasileirinho (Waldir Azevedo)
10 Fim de festa (Zito Borborema)
11 Xenhenhen (Pedro Sertanejo)
12 Calor da vaquejada (Vavá Machado – Marcolino – Arnaldo Farias)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Coletânea – Forró da Globo – A festa do Chapéu de Couro

Colaboração do Jorge Paulo, o Bandeirante do Norte

Coletânea idealizada pelo nosso assíduo colaborador Jorge Paulo, que também participa dela, na faixa “Cheirinho bom” de Durval Vieira e Jorge Paulo.

Participaram dessa coletânea Genival Lacerda, Marinês, Jorge Paulo, Pinduca, Oswaldinho do Acordeon, Candango do Ypê, Trio Nordestino, Sandro Becker, Sivuca, Zenilton, Tunico e Os Pirados e Roberto do Acordeon e seus Cabras da Peste.

Coletânea – Forró da Globo – A festa do Chapéu de Couro
1981 – Copacabana

01 Eu não danço discoteque (Carlos Alexandre – Graça Gois) Genival Lacerda
02 Só gosto de tudo grande (Adolpho de Carvalho – Adelio da Silva) Marinês
03 Cheirinho bom (Durval Vieira – Jorge Paulo) Jorge Paulo
04 Fuma porque pode (Pinduca – Mário Gonçalves) Pinduca
05 Tudo liga tudo (Gereba – Tuzé Abreu) Oswaldinho
06 Carimbó do vuco vuco (Candango do Ypê – Dunga) Candango do Ypê
07 Na emenda (Manoel Euzébio – Juarez Santiago) Trio Nordestino
08 O bicheiro (Carlos Santorelli – Alcymar Monteiro) Sandro Becker
09 Frevo sanfonado (Sivuca – Glorinha Gadelha) Sivuca
10 Primeiro de abril (Antonio Brasileiro – Roderiki) Zenilton
11 Forróteque (Mirian Nascimento) Tunico e Os Pirados
12 Tico tico no fuba (Zequinha de Abreu) Roberto do Acordeon e seus Cabras da Peste

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Roberto do Acordeon – Café Queimado

Colaboração do Julio Cesar Pimenta, de Natal – RN

O Julio ficou de nos enviar mais alguns preciosos LPs de sua coleção, vamos aguardar.

Direção geral de Lírio e Lário, produção do próprio Roberto do Acordeon, destaque para a regravação de “Sapo de galocha” de autoria do Dominguinhos.

Roberto do Acordeon – Café Queimado
1985 – Cancan

01. Café queimado (Roberto do Acordeon)
02. Silvino Rodrigues (Mario Zan)
03. Machucadinho (Dominguinhos)
04. Ai que tá (Alberto Calçada)
05. É isto mesmo (Dominguinhos – Anastácia)
06. Quadrilha na palhoça (Dominguinhos – Anastácia)
07. Sapo de galocha (Dominguinhos)
08. Rasta pé (Waldir Azevedo)
09. Forró em Currais Novos (Roberto do Acordeon – Leninha)
10. Chorão (Luiz Gonzaga)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Robertinho de Natal – O forró de

robertinho-de-natal-1991-o-forra-de-capa

Colaboração do José de Sousa, natural de Guarabira – PB.

robertinho-de-natal-1991-o-forra-de-selo-arobertinho-de-natal-1991-o-forra-de-selo-b

Um disco repleto de regravações, a maioria das músicas é instrumental, todas de altíssima qualidade. Um repertório finamente escolhido.

robertinho-de-natal-1991-o-forra-de-verso

Destaque para “Cheinho de molho” de Dominguinhos e para “Escadaria” de Pedro Raimundo.

Robertinho de Natal – O forró de
1991 – RPG

01. Na base do xodó (Bastinho Calixto / Zé Calixto)
02. Arrasta pé em Copacabana (Sebastião Martins)
03. Cheinho de molho (Dominguinhos)
04. Café queimado (Roberto do Acordeon)
05. Meu pé de serra (Luiz Gonzaga)
06. Xote ecológico (Arnaldo Baptista / Luiz Gonzaga)
07. Escadaria (Pedro Raimundo)
08. Baião caçula (Mario Genaro Filho)
09. Forró peneirado (Oswaldinho)
10. Festa na roça (Mário Zan)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Roberto do acordeon e seus cabras da peste – Caixão de gás

1981-roberto-do-acordeon-e-seus-cabras-da-peste-caixao-de-gas-capa

Um disco predominantemente instrumental, com os vocais de Arnaldo Farias nas faixas “Tombo do navio”, “Valor da sanfona”, “Calanguiê” e “Calor da vaquejada”.

1981-roberto-do-acordeon-e-seus-cabras-da-peste-caixao-de-gas-contra-capa

Produção executiva de Enoque Gomes, arranjos de Roberto do acordeon, destaque para “Saxofone, porque choras” de autoria do sanfoneiro Ratinho.

Roberto do acordeon e seus cabras da peste – Caixão de gás
1981 – Copacabana

01. Caixão de gás (Zé Menininho)
02. Chegando em Natal (Roberto do Acordeon)
03. Cururu do brejo (Dominguinhos)
04. Fazenda fonte (Roberto do Acordeon)
05. Tombo do navio (Zito de Souza)
06. Valor da sanfona (Dilú Mello / J. Potela)
07. Tico-tico no fubá (Zequinha de Abreu)
08. Panterinha no forró (Roberto do Acordeon)
09. Calanguiê (Sebastião Rodrigues / Antônio Euzébio)
10. Recordando o Líbano (Airton Amorim / Pedro Santos)
11. Saxofone porque choras (Ratinho)
12. Calor da vaquejada (Vavá Machado / Marcolino / Arnaldo Farias)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Roberto do Acordeon – Escadaria

roberto-do-acordeon-escadaria-capa

Nascido no Rio de Janeiro, Roberto José Belém dos Santos, o Roberto do Acordeon, foi levado, antes de completar um ano de idade, para Paratibe (PE), onde foi criado pelo avô Euclides, conhecido como “Seu Dudu”.

Aos seis anos de idade, ganhou do avô sua primeira sanfona, de quatro baixos de botão. Aos sete, ganhou a segunda sanfona, de doze baixos. Em pouco tempo, a sanfona de doze baixos tornou-se insuficiente ao seu rápido desenvolvimento no instrumento. “Seu Dudu”, então, comprou uma sanfona de oitenta baixos para o neto. Com a sanfona de oitenta baixos, Roberto começou a tocar nas festas tradicionais de sua cidade e das redondezas. Tocando em circos, em feiras livres, em festas juninas e em pastoris, adquiriu uma experiência que considera fundamental a qualquer sanfoneiro.

Aos onze anos de idade, ingressou num programa infanto-juvenil na Rádio “Jornal do Comércio”, em Recife. O sucesso foi tão grande que Roberto o tocador foi convidado a participar do programa de televisão “Gurilândia Show”, apresentado por Valdemar Garcia.

capa-verso3

O tempo foi passando, e Roberto do Acordeon, já conhecido em toda a região, continuou tocando em forrós, em comícios, em festa de aniversário e de casamento e em batizados. Aos dezoito anos, serviu ao Exército e, em seguida, ingressou na Polícia Militar de Pernambuco. Depois de um acidente em serviço, foi reformado em 1975. Nessa época, Roberto do Acordeon veio passear em Natal, onde vive até hoje. Ao se apresentar na Praça Gentil Ferreira, ao lado de Luiz Gonzaga, despertou o interesse de vários contratantes da cidade e foi convidado para realizar vários shows em Natal.

As portas do mercado foram abertas, e Roberto do Acordeon tornou-se conhecido em todo o RN. Em 1978, Roberto gravou, em São Paulo, seu primeiro LP, intitulado “Roberto do Acordeon e seus cabra da peste”. Em 1980, gravou “Caixão de Gás”, seu segundo LP. (Fonte)

Roberto do Acordeon – Escadaria
Cancan – 1983

01. Meu Rio Grande do Norte (Dobrado – Roberto do Acordeon)
02. Vamos acordar (Pedro Sertanejo – J. Luna)
03. Forró do Araripe (Dominguinhos)
04. Xote do bululu (Roberto do Acordeon)
05. Palhoção (Toco Preto)
06. Forró em Surubim (Oswaldinho)
07. Escadaria (Pedro Raimundo)
08. Homenagem a Abreu e Lima PE (Roberto do Acordeon)
09. Forró em Puxinanam (Zito Borborema)
10. Forró gaúcho (Roberto do Acordeon – Lário)
11. Fole e cavaco (Improviso Roberto do Acordeon – Toco preto)
12. Forró na caiçara (Manoel Sobrinho)

Para baixar esse disco, clique aqui

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook