CD – Cascabulho – Fome dá dor de cabeça

CAPA p

Colaboração do Nilton Maia, do Rio de Janeiro – RJ.

ENCARTE 1 p

“Cascabulho é um grupo recifense e que existe desde 1995.
O grupo surgiu com um trabalho que girava em torno do mito de Jackson do Pandeiro, sem, no entanto, prender-se a ele e deixar de aflorar a personalidade singular ‘cascabulhesca’.
Formado, inicialmente, por Silvério Pessoa (percussão e voz), Jorge Martins (percussão e vocal), Marcos Lopes (percussão, guitarra e vocal), Wilson Farias (percussão, bateria e vocal), Kléber Magrão (percussão, teclado e vocal) e Lito Viana (baixo, cavaquinho e vocal), o Cascabulho foi a revelação do Abril Pro Rock em 1997, participou do Free Jazz Festival deste mesmo ano e, ainda sem ter gravado um CD, viajaram para a Europa e Canadá.

ENCARTE 2 p

Em 1998 lançaram, ainda com a primeira formação, o ‘CD Fome Dá Dor de Cabeça’. Com esse disco, ganharam o Prêmio Sharp de Melhor Álbum Regional e Melhor Canção Regional, com a música ‘Quando Sonhei que era Santo’.
No ano 2000, Silvério Pessoa deixou a banda, buscando uma carreira solo, pondo em dúvida a continuidade do grupo. Mas, o grupo seguiu com uma nova formação.
O CD ‘Fome Dá Dor de Cabeça’ foi lançado em 2000 na Europa, pelo selo Piranha Records, e no Japão, pela Nikita Records.
O grupo já lançou quatro CDs, sendo que o mais recente em julho de 2014.
FORMAÇÃO ATUAL: Kleber Magrão, Leo Lira, Jackson Rocha, Alexandre Ferreira, Jr do Jarro, Oroska e Bactéria.”

INTERNO ESTOJO p

Ficha técnica:
Produção e direção musical: Zé da Flauta
Arranjos: Cascabulho
Gravação: Estúdio Plug – Recife/PE
Técnico de gravação: Jair Paixão
Mixagem: Paulo Rafael (Estúdio LR – Rio de Janeiro/RJ)
Produção executiva: Paulo André e Melina Hickson
Masterização: Ricardo Garcia
Projeto gráfico: Sonaly Macêdo – Lama Produções
Fotografia: Fred Jordão – Imago

VERSO ESTOJO p

O grupo: Silvério Pessoa (percussão e voz), Jorge Martins (percussão e vocal), Marcos Lopes (percussão, guitarra e vocal), Wilson Farias (percussão, bateria e vocal), Kléber Magrão (percussão, teclado e vocal) e Lito Viana (baixo, cavaquinho e vocal)

Músicos convidados: Genaro – sanfona; Walter Júnior – contrabaixo; Will Calhoun – wave drum; Bozó – violão de sete cordas; Antúlio Madureira – cabala; Elias Paulino – cavaquinho; Neilton – guitarra; Márcio Miranda – órgão; Zé da Flauta – pífanos; Virgínia, Cristina, Isaar e Aninha – coro feminino.

Participação especial: Zé Neguinho do Coco (na faixa “Pau de Quiri”).

Cascabulho – Fome dá dor de cabeça
1998 – Mangroove
2000 – Piranha Records
2000 – Nikita

01. Vovó Alaíde (Silvério Pessoa)
02. A Mulher de Mané Amaro (Déo do Baião)
03. 17 na Corrente (Edgar Ferreira – Manoel Firmino Alves)
04. Na Bocada da Mata (Lendas de Açudinho) (Silvério Pessoa – Kleber Magrão)
05. Clementina de Jesus no Morro da Conceição (Delírios da Ressurreição) (Silvério Pessoa)
06. Boi Catimbó (Silvério Pessoa)
07. Quando Sonhei que Era Santo (Da Baixa do Galo à Tracunhaém) (Silvério Pessoa – Wilson Farias – Jorge Martins)
08. Festança no Canavial (Silvério Pessoa)
09. Poeira no Terreiro (Silvério Pessoa e Kleber Magrão)
10. Balanço de Maria (Buco do Pandeiro e Mourão)
11. Vendedor de Amendoim (Fome Dá Dor de Cabeça) (Silvério Pessoa)
12. Xodó do Sanfoneiro (Gerson Filho e João Silva)
13. Pau de Quiri (Zé Neguinho do Coco)
14. Prosa de Rio é Oferenda de Siri (Silvério Pessoa)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

CD – Oswaldinho do Acordeon – Forró novo

oswaldinho-do-acordeon-forra-novo-capa

Colaboração do Omar Campos, produtor musical e multi-instrumentista que acompanha o Oswaldinho nos seus shows, mundo a fora, pelo menos nos últimos 15 anos.

oswaldinho-do-acordeon-forra-novo-berao

Um disco que, aqui no Brasil é praticamente inédito. Foi gravado na Alemanha e lançado somente por lá. A última faixa, segundo Omar, foi composta e gravada de ‘improviso’ no estúdio, nos 44 minutos do segundo tempo.

oswaldinho-do-acordeon-forra-novo-a-masica

Um encarte muito rico em informações, tentando situar para os gringos do que se trata o forró. No encarte tem uma mini-biografia do Oswaldinho que resume e conta um pouquinho da vida dele.

oswaldinho-do-acordeon-forra-novo-foto

Acima Borel, Oswaldinho e Durval.

Fiquei com esse disco em minhas mãos apenas por um dia, então captei o máximo de imagens possível. Dentro do arquivo tem todo o encarte e suas informações.

oswaldinho-do-acordeon-forra-novo-ficha

O que esse disco tem de mais interessante é o fato de ter duas linhas de mixagem, onde uma, mais tradicional, claramente evidencia o formato trio de forró: sanfona, zabumba e triângulo e a outra é um pouco mais democrática, abrindo espaço para a genialidade de seus instrumentistas, com maestria.

oswaldinho-do-acordeon-forra-novo-lista

Virtuosismo, técnica apuradíssima e muito bom gosto, sem demagogia, é um dos melhores álbuns intrumentais e de forró que já ouvi!

Oswaldinho do Acordeon – Forró novo
1997 – Piranha

01. Baião (Luiz Gonzaga)
02. Concorde (Dominguinhos)
03. Guada e Live no forró (Dominguinhos – Guadalupe)
04. Vira e mexe (Luiz Gonzaga)
05. Um Tom para Jobim (Oswaldinho Do Acordeon – Sivuca)
06. Paraiba, mulher macho (Luiz Gonzaga)
07. Bom e bonito (Oswaldinho Do Acordeon)
08. Oito baixos (Oswaldinho Do Acordeon)
09. Nilopolitano (Dominguinhos)
10. Segura as calças (Oswaldinho Do Acordeon)
11. Sorriso de Samantha (Oswaldinho Do Acordeon)
12. Forró em Timbaúba (Dominguinhos)
13. Forrozando em Berlim (Oswaldinho Do Acordeon)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook