Silvinho do acordeon – Meu lugar

Colaboração do Lourenço Molla, de João Pessoa – PB

“Silvinho do acordeon, iniciou sua carreira aos 12 anos de idade, quando recebeu de seu pai uma sanfona de 12 baixos; neste instrumento foi exercitando suas primeiras melodias, que naquela época (1961), eram captadas através do Rádio. Silvinho é um sanfoneiro auto-didata, não teve o privilégio de ter um professor de musicalização, portanto cada música que tocava, era memorizada pouco a pouco, a cada vez que era executada nas emissoras de rádio.

Com o passar do tempo, seu pai que era fazendeiro do baixo Amazonas, percebeu que o filho estava sendo muito solicitado para bailes, festas e circos que vinham para região, então decidiu comprar uma sanfona melhor, desta vez comprou um acordeon de 120 baixos; daí por diante Silvinho não parou mais, seguiu para capital Belém do Pará, onde conquistou prestígio o suficiente para fazer seu primeiro disco em 1971, no Stúdio Gravodisc em São Paulo, que até hoje existe na rua General Ozório, próximo a São João.

Na época o estúdio pertencia a gravadora Continental, e foi lá, naquele local, que Silvinho construiu grandes amizades com os nomes que mais tarde marcariam a hístória da música nordestina, como Dominguinhos, Luiz Gonzaga, Trio Nortista, Anastácia, Severino Januário, Pedro Sertanejo e outros. Por motivos familiares, Silvinho teve de deixar São Paulo e regressar para Belém, onde fixou residência e seguiu sua carreira.

Já com vários CDs no mercado, em 1997 inaugurou sua própria gravadora e editora, com o nome AR Music, onde lançou vários artistas paraenses, e teve em seu catálogo mais de 180 produtos com gêneros diferentes do forró, que valorizavam a cultura paraense. Por este empreendimento Silvinho se destacou como um dos maiores empresários do ramo fonográfico paraense, e teve a oportunidade de ajudar artistas que hoje fazem parte do cenário nacional.

Depois de 13 CDs, Silvinho volta a São Paulo para lançar seu primeiro DVD, com o mais autêntico forró pé-de-serra. O DVD é uma amostra dos shows que Silvinho vem apresentando pelo Brasil, foi gravado em Belém do Pará, com um público de aproximadamente 20.000 pessoas que prestigiavam seu querido sanfoneiro.

Além de músicas inéditas, apresenta uma seleção dos melhores clássicos do forró pé de serra e a interpretação da música de maior sucesso de Silvinho, obra intitulada “Vida do lavrador”, brilhante composição do compositor Carlos Guilherme, que conta a história do homem sofrido, que trabalha de sol a sol, no serviço pesado na lavoura no Sertão, obra que se tornou um clássico paraense nas noites de São João.” (Extraído do perfil do Orkut)

Silvinho do Acordeon – Meu lugar
1971 – Gravodisco

01.
Xote ciumento (Silvinho do Acordeon)
Xotezinho de pé de serra (Silvinho do Acordeon)
Xote agarradinho (Piúca)
02. Meu lugar (Silvinho do Acordeon)
03. Respeite o verde (Jorge Lisboa)
04. Professora do amor (Cezarino Silva)
05. Fruta gostosa (Miguel Lima – Paulo Gesta)
06. Minha esmeralda (Silvinho do Acordeon)
07. Meus desejos (Cezarino Silva)
08. Gaiteiro do norte (Silvinho do Acordeon)
09. Saudade é companheira (Piúca)
10. Nosso segredo (Cezarino Silva)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook