CD – Oswaldinho do acordeon – Forró feroz

Colaboração do Omar Campos, músico e produtor musical, me emprestou esse CD para eu “tirar uma cópia”. Oswaldinho autografa o encarte do CD com a data de 1996, indicando a data. Essa gravadora, Acervo discos, não existe mais, sendo assim esse disco é tão ou mais raro que um vinil, não é mesmo?

É uma pena que um som tão bom corra o risco de cair no esquecimento, apenas por que não há mais interesses econômicos que façam com que grandes empresas invistam e tentem vender os discos.

Eles só querem saber de dinheiro, explorar a cultura é apenas um meio de se ganhar dinheiro. como agora as vendas de CDs cairam muito, as gravações da década de 1990 estão caindo no esquecimento também, assim como a maioria dos vinis.

Dentre as músicas cantadas, destaque para “Fato consumado” de autoria do Djavan e dentre as instrumentais, destaque para “Um tom para Jobim” de Sivuca e Oswaldinho, para “Segura as calças” de Oswaldinho do Acordeon e Paulo Nascimento e para a faixa que dá nome ao disco, “Forró feroz” de Oswaldinho do Acordeon.

Oswaldinho do acordeon – Forró feroz
1996 – Acervo

1. Forró feroz (Oswaldinho do Acordeon)
2. Fato consumado (Djavan)
3. Pé no asfalto, outro na buraqueira (Dominguinhos)
4. Sete Marias (Luis Carlos Sá – Guarabyra)
5. Um Tom para Jobim (Sivuca – Oswaldinho do Acordeon)
6. Luz da Ira (Biguá – Oswaldinho do Acordeon)
7. Macambira (Oswaldinho do Acordeon)
8. Vem cá morena (Oswaldinho do Acordeon – Paulo Nascimento)
9. Segura as calças (Oswaldinho do Acordeon – Paulo Nascimento)
10. Vem comigo (Paulo Nascimento – Oswaldinho do Acordeon)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook