post image

Marinês – Maria coisa

Colaboração do José de Sousa, de Guarabira – PB

Destaque para “Carne de sol” de Onildo Almeida.

Marinês – Maria coisa
1965 – RCA Victor

01. Milho novo (João Silva / Pássaro Triste)
02. Maria coisa (João do Vale / Sebastião Rodrigues)
03. Feira de Caruaru nº 2 (Onildo Almeida)
04. Sou retirante (João Silva / Sebastião Rodrigues)
05. Caboclo sertanejo (Onildo Almeida)
06. Vendendo xaxado (Antônio Barros)
07. Meu benzinho (Onildo Almeida)
08. Carne de sol (Onildo Almeida)
09. Mais que saudade (Antônio Barros)
10. Casa de farinha (João Silva / K-Boclinho)
11. Sururuzada (João Silva / J. B. de Aquino)
12. Baraúna (Antônio Barros)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

Severino Januário – Sanfoneiro do norte

Colaboração do José de Sousa, de Guarabira – PB

Um disco todo instrumental do Severino Januário, destaque para “Forró lajeado” de Severino Januário e Albuquerque.

Severino Januário – Sanfoneiro do norte
1965 – RCA Victor

01. Forró lajeado (Severino Januário / Albuquerque)
02. Amor sincero (Demetrio Silva)
03. Estrela do norte (Oliveira Batista)
04. Saudade de Andradina (Adão Ferreira)
05. Casamento em Gararu (Dilson Dória)
06. Forró em Macururé (Milton Santos / Albuquerque)
07. Marinete (Severino Januário / Albuquerque)
08. Baião capixaba (Adão Ferreira / Oliveira Batista)
09. Tempo de criança (Paulo Viana)
10. Sanfoneiro gracioso (Gerôncio Cardoso)
11. Arrasta-pé em Bom Conselho (Adão Ferreira)
12. O Canto do azulão (Tito Martins / Edmundo Silva)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

Trio Mossoró – Quem foi vaqueiro

O áudio é uma colaboração do José de Sousa, de Guarabira – PB, as capas foram enviadas pelo DJ Vinny de Belo Horizonte – MG.

Um raro disco do Trio Mossoró.

Destaque para “Carcará” de João do Vale e José Cândido; e para “A topada da menina” de Genival Lacerda e Antonio Clemente.

Trio Mossoró – Quem foi vaqueiro
1965 – Copacabana

01. Quem foi vaqueiro (João do Vale / Luis Guimarães)
02. Carcará (João do Vale / José Cândido)
03. Mineiro pau (Adpt. Genival Lacerda / Adpt. Antônio Clemente)
04. Candomblé da Bahia (Genival Lacerda / Antônio Clemente)
05. Revendo Mossoró (Antônio Ramos / Oséas Lopes)
06. O tricô da Carolina (Genival Lacerda / Antônio Clemente)
07. A topada da menina (Genival Lacerda / Antônio Clemente)
08. João do Maranhão (Osvaldo Teixeira Mendes / Vadoca)
09. Curió (J. Cavalcanti / J. Olegário)
10. Só pago devendo (Raimundo Evangelista / Oséas Lopes)
11. Como tu tá Maria (Oséas Lopes / Manoel Euzébio)
12. Pula-pula (Gomes Cardim)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Compacto – Jackson do Pandeiro e Almira

compacto-jackson-do-pandeiro-e-almira-capa

Colaboração do DJ Cris, de São Paulo – SP.

compacto-jackson-do-pandeiro-e-almira-selo-acompacto-jackson-do-pandeiro-e-almira-selo-b1

Um raro compacto do Jackson do Pandeiro ao lado de Almira Castilho, sua esposa na época. As músicas pertencem ao álbum “E vamos nós”, lançado em 1965, pela Philips.

compacto-jackson-do-pandeiro-e-almira-verso

Do lado A “Babalaô” de Geraldo Nunes; e do lado B “Comprei um berimbau” de Walter Levita.

Compacto – Jackson do Pandeiro e Almira
1965 – Philips

01 Babalaô (Geraldo Nunes)
02 Comprei um berimbau (Walter Levita)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Coletânea – Forró do Zé do Gato

1965-coletacnea-forra-do-za-do-gato-capa

Colaboração do Jorge Paulo, O Bandeirante do Norte.

1965-coletacnea-forra-do-za-do-gato-selo-a1965-coletacnea-forra-do-za-do-gato-selo-b

Dessa coletânea participam: Zé do Gato, Manoel Maurício, Zaccarias, Jair Pimentel, Luiza de Paula, Camarão, Maria dos Prazeres, Nelson Ferreira e Azulão.

1965-coletacnea-forra-do-za-do-gato-verso

O disco alterna músicas cantadas com músicas instrumentais. Das instrumentais, destaque para “Chá de burro” com o versátil clarinete de Jair Pimentel, num belo arrasta-pé. Das cantadas, destaque para “O batisado do José” com Maria dos Prazeres.

Coletânea – Forró do Zé do Gato
1965 – Mocambo

01. Forró de Zé do Gato (Alberto Lopes) Zé do Gato
02. Arrasta pé na serra (Manoel Maurício) Manoel Maurício
03. Na cidade tem (Gildo Branco) Zaccarias
04. Chá de burro (Jair Pimentel) Jair Pimentel
05. Baião da saudade (Aldemar Paiva / Inaldo Vilarim) Luiza de Paula
06. Seu Vargulino (Camarão) Camarão
07. Namoro de gato (Jair Pimentel) Jair Pimentel
08. O batisado do José (Maria dos Prazeres / Eugênio do Arraial) Maria dos Prazeres
09. Polquinha no agreste (Camarão) Camarão
10. São João da meninice (Nelson Ferreira) Nelson Ferreira
11. Choro em 8 baixos (Manoel Maurício) Manoel Maurício
12. Olhei o meu amor (Azulão / Camarão) Azulão

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

Jackson do Pandeiro e Almira – Coisas nossas

jackson-do-pandeiro-e-almira-1965-coisas-nossas-capa

O áudio é uma colaboração do Arlindo e as capas são do DJ Viny, de Belo Horizonte – MG. Mais um belíssimo trabalho do Jackson do Pandeiro, artista do qual aos pouco tentaremos resgatar sua discografia.

jackson-do-pandeiro-e-almira-1965-coisas-nossas-selo-ajackson-do-pandeiro-e-almira-1965-coisas-nossas-selo-b

Desse disco, creio que só a música “Ai Tertulina”, um xote de Elias Soares e Sebastião Rodrigues, que foi escolhida para as coletânes do artista. Reparem que a ordem das músicas da contra capa esta diferente da dos selos.

jackson-do-pandeiro-e-almira-1965-coisas-nossas-verso

Destaque para “É só balanço” de Barbosa da Silva e José Batista e para “Preguiçoso” de Bezerra da Silva e Jackson do Pandeiro, uma das primeiras composições do Bezerra.

Jackson do Pandeiro e Almira – Coisas nossas
1965 – Philips

01. Rio quatrocentão (Vicente Amar)
02. É só balanço (Barbosa da Silva / José Batista)
03. Meu berimbau (Álvaro Castilho / Jackson do Pandeiro / Sebastião Martins)
04. Preguiçoso (Bezerra da Silva / Jackson do Pandeiro)
05. Ai Tertulina (Elias Soares / Sebastião Rodrigues)
06. Vou ver Papai Noel (Elino Julião / Álvaro Castilho)
07. Olé do Flamengo (Jackson do Pandeiro / Braz Marques)
08. Só ficou fará-fa-fá (Venâncio / Corumba)
09. Balanço no frevo (Braz Marques / Jackson do Pandeiro)
10. Sarrabulho (Jota Júnior / Jackson do Pandeiro / Álvaro Castilho)
11. O balanço vai (Álvaro Castilho / Jackson do Pandeiro / Sebastião Martins)
12. Atum (Juraci Alcântara)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Clemilda – Forró sem briga

clemilda-1973-forrosembriga-398-capa

Colaboração do Jorge Paulo, ‘O bandeirante do norte’. Esse disco estava sem a capa, então fotografei os selos do LP original, depois peguei a capa com o Tick e a contra capa, fotografei num sebo aqui do centro da cidade.

clemilda-forra-sem-briga-selo-aclemilda-forra-sem-briga-selo-b

Com o acompanhamento de Betinho e seu regional, o disco é o original, de 1965, pelo selo Discobrás, já as capas são do re-lançamento, da década de 1970, lançado pela Tropicana.

clemilda-1973-forra-sem-briga-verso

É o primeiro LP solo da cantora Clemilda, que teve o auge de seu sucesso na década de 1980 e continua em plena atividade hoje em dia. O destaque vai para a faixa título.

Clemilda – Forró sem briga
1965 – Discobras

01. Forró sem briga (Amadeu Macedo – Garcia Santos)
02. Pescaria em Propriá (Ismael Rufino de Oliveira)
03. Vida de marujo (Amadeu Macedo – Garcia Santos)
04. Coco de Alagoas (Antonio Ramos – Gerson Filho)
05. Oito da Conceição (Gordurinha)
06. Coco do tiro o liro (Zé Catraca – Gerson Filho)
07. São João no arraial (Nito Canhete – Paulo Miranda)
08. Papagaio louro (João Bezerra – Alexandre Melo)
09. Forró do Genuino (Amadeu Macedo – Garcia Santos)
10. São João do Majó (Zé Catraca – José F. Almeida)
11. O sertanejo (Zé violão – Anizio Vinagre)
12. Forró em Cabedelo (Fagundes da Silva – Gouveia Ribeiro)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Compacto duplo – Trio Nordestino – No terreiro da fazenda

compacto-duplo-trio-nordestino-no-terreiro-da-fazenda-capa

Colaboração do DJ Rogérinho, de São Paulo – SP. Que além de uma preciosa coleção de LPs, agora me contou que pretende se dedicar a colecionar compactos raros.

compacto-duplo-trio-nordestino-no-terreiro-da-fazenda-selo-acompacto-duplo-trio-nordestino-no-terreiro-da-fazenda-selo-b

Todas as composições desse compacto estão presentes no LP “Aqui mora o xaxado” de 1965, portanto atribuí a ele essa data, já que a mesma nao é citada nos selos e nem na contra capa. Notem que os selos são prensados na bolacha, deixando uma textura nas bordas do selo.

compacto-duplo-trio-nordestino-no-terreiro-da-fazenda-verso

Destaque para “Aqui mora o xaxado” de João Silva e K-Boclinho.

Compacto duplo – Trio Nordestino – No terreiro da fazenda
1965 – Copacabana

01 No terreiro da fazenda (João Silva / K-Boclinho)
02 A papuda (Riachão)
03 Casinha velha (Geraldo Nunes / Oscar Barbosa)
04 Aqui mora o xaxado (João Silva / K-Boclinho)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Abdias – Sai do sereno

abdias-sai-do-sereno-capa

O áudio é uma colaboração do Lourenço Molla, de João Pessoa – PB, segundo ele, as capas estavam muito judiadas, mas o som ficou bom. As capas foram enviadas pelo DJ Vinícius, de Belo Horizonte – MG, para complementar a publicação.

abdias-1965-sai-do-sereno-selo-aabdias-1965-sai-do-sereno-selo-b

“Outro dia batendo um papo com o Abdias, dizia-me ele naquele jeito de bom nordestino: Compadre, pra não morrer de tristeza, vou tocar meu ‘oito baixos’ ai por esse Brasil, mas antes vou deixar embalado mais um disquinho. Você tem que me ouvir tocar ‘Forró’ até o ouvido doer.” (Trecho extraído da contra capa)

abdias-sai-do-sereno-capa-traseira

Segundo o Everaldo Santana, os cantores com maior participação nos discos do Abdias são Assis Farias, Sussuanil e D. Mathias. Perguntei a ele, se de ouvido ele arriscaria algum palpite:
“Ouvi alguns discos que tem faixas cantadas e vou arriscar um chute.

Faixa 01 – Sai do Sereno > Assis Farias
Faixa 04 – Fulô da Fuloresta > Sussuanil
Faixa 06 – Pra não Morrer de Tristeza > D. Mathias

Estes 3 cantores também eram compositores do Abdias.”

Destaque para essas músicas cantadas “Pra não morrer de tristeza”, “Fulou da fuloresta” e a faixa que dá título ao álbum “Sai do sereno”. Sem contar, é claro, a “Quadrilha do Cel Catuaba” que não é cantada e sim ‘animada’ pelo Coronel Catuaba., personagem interpretado por Luiz Queiroga.

Abdias – Sai do sereno
1965 – CBS

01. Sai do sereno (Onildo Almeida)
02. Januário vai tocar (Januário)
03. Quadrilha em Cabugá (Reginaldo Alves)
04. Fulou da fuloresta (João Silva / Geraldo Nunes)
05. Bizaco de bala (Luis Guilherme / Abdias Filho)
06. Pra não morrer de tristeza (João Silva / K-Boclinho)
07. No tororó (Rosil Cavalcanti)
08. Quebra galho (Reginaldo Alves)
09. Quadrilha do Cel Catuaba (Adpt. Abdias Filho)
10. Forró em Alcantil (Manoel Serafim)
11. Ói o Diabo (Luis Guilherme / Abdias Filho)
12. Borrachudo (Borrachinha)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Zé do Baião – Forró dos namorados

1965-za-do-baiao-forra-dos-namorados-capa

Colaboração do Jorge Paulo, que conheceu pessoalmente esse sanfoneiro pernambucano. Ao que parece, esse é o primeiro disco em Long Play do Zé do Baião, anteriormente ele teria gravado alguns discos em 78rpm.

1965-za-do-baiao-forra-dos-namorados-selo-a1965-za-do-baiao-forra-dos-namorados-selo-b-limpo

Zé do Baião ou José Pereira Lima, nascido em Julho de 1930, em Petrolândia -PE, é o décimo quinto filho, o caçula, ainda menino, trabalhava na roça, comprou sua primeira sanfona e aprendeu a tocar sozinho. Aos 18 anos deixou o lar, a contragosto da mãe, foi para São Paulo, onde passou a ser conhecido por todo Brasil e iniciou uma carreira de grande sucesso.

1965-za-do-baiao-forra-dos-namorados-verso

“O discófilo ouvirá neste LP: 2 chotes, 2 forrós, 2 baiões, 1 rojão, 1 xaxado, 1 toada, 1 pagode, 1 coco, 1 arrastapé. 12 músicas de ritmos variados, onde o artista comprova sua pureza de interpretação sem prejudicar o regionalismo.

Ouça-o e faça uma viagemcom este cantar. Esquadrinhe algumas cidadezinhas do interior do Norte e Nordeste brasileiros, depois entre mata a dentro, entre na zona litoral e pise com um dos cinco sentidos num Brasil ainda vestido de gibão e chapéu de couro.” (Trecho do texto da contra capa, escrito por Venâncio)

Venâncio, além do texto de apresentação, tem várias das composições do disco, algumas em parceria com o Zé do Baião, destaque para “Forrorilá”, para “Ingratidão” e para a faixa título “Forró dos namorados”.

Zé do Baião – Forró dos namorados
1965 – Odeon

01. Nós 3 e meu cavalo (Venâncio / Zé do Baião)
02. Forrorilá (Venâncio / Corumba)
03. Bodega do baiano (Marçal Araújo / Carlos Magno)
04. Turim turim (Venâncio / Corumba)
05. O Livro (Venâncio / Zé do Baião)
06. Ingratidão (Zé do Baião)
07. Forró dos namorados (Venâncio / Zé do Baião)
08. No Buraco de Otília (Venâncio / Pechincha)
09. Sanfona véia (Venâncio / Corumba)
10. Incêndio no canaviá (Venâncio / Guriatã do Coqueiro)
11. Deixei de caçar (Zé do Baião / Guriatã do Coqueiro)
12. Lamento de vaqueiro (Venâncio / Generoso)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

1 2 3

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook