CD – Trio Forrozão – De férias com Trio Forrozão

capa

Colaboração do Dú Azevedo, de Belo Horizonte – MG

cd

É uma coletânea com várias músicas dos discos anteriores.

verso

Infelizmente o encarte veio sem as autorias das músicas.

Trio Forrozão – De férias com Trio Forrozão
2004 – Natasha

01 Lisbela
02 Quando Bate o Coração
03 Até Mais Ve
04 Pout pourri de Xotes:
A Vida do Viajante
Capim Novo
No Meu Pé de Serra
05 O Velho Arvoredo
06 Xote Capixaba
07 Diploma Nordestino
08 Pout pourri de Forró
Estrada de Canindé
Forró de Mané Vito
09 Agitando a Rapaziada
10 Mineira
11 Forrobodó
12 Tinguilingue
13 Amor, Amor é Amar
14 Já que Tá Gostoso Deixa

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

CD – Trio Forrozão – Forrobodó

capa

Colaboração do Dú Azevedo, de Belo Horizonte – MG

cd

Formação: Bastos (Voz), Nicodemos (Zabumba), e Chupa Cabra (Triângulo)

verso

Participações: Chiquinho Ceará (Arranjos, Acordeon), Maurício Abrahams (Baixo), Cássio Cunha (Bateria, Percussão) e Edwin das Olindas (Pandeiro)

Trio Forrozão – Forrobodó
2001 – Natasha

01. Forrobodó (Julio Moura / Dino Braia)
02. Porque, Meu Coração (Targino Gondim)
03. Tô Ficando Velho (Edigar Mão Branca)
04. Tinguilingue (João Silva / J. B. de Aquino)
05. Velho Arvoredo (Maciel Melo)
06. Meu Viver (Targino Gondim / Manuca Almeida)
07. Queimei Seu Travesseiro (J. Michiles)
08. Minha História (Pinto do Acordeom / Angela Oliveira)
09. Você Na Minha Vida (Pinto do Acordeom)
10. Que Nem Pandeiro (Maciel Melo)
11. Será Que a Gente Se Namora (Nando Cordel)
12. Que Nem Vem-vem (Maciel Melo)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

CD – Silvério Pessoa – Bate o mancá (O povo dos canaviais)

CAPA DO ENCARTE p

Esse é um disco que muito me agrada. Na época eu peguei um cópia do áudio com o DJ Xeleléu, lá do Rio de Janeiro – RJ. Tive a oportunidade de ir ao show de lançamento desse álbum, e vi um dos melhores shows de forró, até hoje.

Arrependo-me amargamente de não ter comprado uma cópia original, imaginando que iria conseguir compra-la posteriormente, mas quem disse que se acha esse disco por ai? Sendo assim, para completarmos essa postagem recebemos as capas do Nilton Maia, do Rio de Janeiro – RJ.

ENCARTE 1 p

Nesse CD, Silvério Pessoa, logo após sair da banda Cascabulho, realizou um trabalho de resgate da obra de Jacinto Silva e regravou alguns de seus grandes sucessos. Regravou de forma espetacular, com muito bom gosto e altíssima qualidade.

ESTOJO PARTE INTERNA p

No início de cada faixa, há uma fala do próprio Jacinto Silva, falando sobre as frugalidades do forró, e com isso passando um pouco do romantismo da história e origem desse ritmo nosso, tão querido e que, aos poucos, vai se perdendo, assim como todo o conhecimento que não é transcrito e fica somente na memória dos mais antigos.

ESTOJO PARTE DE TRÁS p

“Silvério Pessoa é cantor e compositor, nascido na zona da mata no norte de Pernambuco, na cidade de Carpina. Cresceu ouvindo músicos de forró no Rádio e passou a admirar o estilo de Jacinto Silva de quem tornou-se fã. Sua mãe, professora de acordeon e sua vó, freqüentadora assídua dos programas de auditório de Recife nas décadas de 1940 e 1950, tiveram grande influência em sua formação musical, na qual também muito contribuiram as programação das rádios do interior.” (Fonte)

Silvério Pessoa – Bate o Mancá (O Povo dos Canaviais)
2000 – Natasha

01 Carreiro novo (Jacinto Silva)
02 Sabiá da mata (Jacinto Silva – Ivan Bulhões)
03 Casa de aranha (Fernando Borges – Jacinto Silva)
04 Puxe o fole Zé (Jacinto Silva)
05 Amor de capinheiro (Jacinto Silva – Antonio Clemente)
06 O cantador (D. Matias – Jacinto Silva)
07 Chora bananeira (Onildo Almeida – Jacinto Silva)
08 Gírias do norte (Onildo Almeida – Jacinto Silva)
09 Côco do m (Jacinto Silva – Zé do Brejo)
10 Rabo de saia (Pereira – Elino Julião)
11 Côco da Paraíba (João Silva – Miguel Lima)
12 Corrope de Jaboatão (Jacinto Silva – Antonio Clemente)
13 Pra rapaziada (João Silva – Pedro Cruz)
14 Aquela rosa (Jacinto Silva)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

CD – Trio Forrózão – Agitando a rapaziada

Ainda que cantasse desde criança, Bastos iniciou sua carreira profissional tocando na Feira de São Cristóvão – RJ em 1984. Foram doze anos na feira, tocando com diversas pessoas até chegar a conhecer no ano de 1990 Nicodemus zabumbeiro e Zezinho Sanfoneiro. Nascia aí o TRIO FORRÓZÃO que inicialmente eram um trio, com o agravamento do esforço repetitivo do triangulo Bastos não podendo mais tocar convidou Edson no ano de 1996 para integrar ao trio como triangulista, transformando em um quarteto e batizando Edson artisticamente como Chupa Cabra.

Em 1997, trocaram a feira pela apresentações em faculdades no Rio de Janeiro e aí surgia o Forró universitário. Bastos e o trio com sua interpretação marcante renderam lhe seu primeiro contrato com a gravadora NATASHA RECORDS de Caetano Veloso que acreditou e apadrinhou a banda. Posteriormente gravaram mais quatro obras. (Trecho extraído do sítio do Trio)

A banda de Forró Clássico é composta pelo quarteto Bastos (voz), Miudinho (zabumba), Chupa Cabra (triângulo) e Zezinho Bony (acordeom). Ela foi formada em 1997, na Feira de São Cristovão, conhecido reduto nordestino, na cidade do Rio de Janeiro.

Nos finais de semana, a feira costumava reunir milhares de pessoas, em sua maioria, nordestinos que buscavam relembrar seus costumes. O sucesso veio com a conquista da simpatia do público da feira, onde tocaram por mais de 10 anos.

No final dos anos 90, aproveitaram a explosão do forró no circuito universitário e diversificaram os locais de suas apresentações. Depois do primeiro disco, gravado ao vivo em 1998, lançaram o CD “Agitando a Rapaziada” no ano seguinte, atingindo a marca das 80 mil cópias. (Trecho extraído do sítio do Trio)

Trio Forrózão – Agitando a rapaziada
1999 – Natasha Records

#01. Agitando a rapaziada (Gavião – Marrom)
#02. Até mais ver (Pedrinho – Primo)
#03. Sou o estopim (Antonio Barros)
#04. Amor, amor é amar (Assisão)
#05. Xote capixaba (Juninho – Julio Moura)

#06.
A vida de viajante (Luiz Gonzaga – Hervé Cordovil)
Capim novo (Luiz Gonzaga – José Clementino)
No meu pé de serra (Luiz Gonzaga – Humberto Teixeira)

#07.
Estrada de Canindé (Luiz Gonzaga – Humberto Teixeira)
Forró de Mané Vito (Luiz Gonzaga – Zé Dantas)

#08. Numa sala de reboco (Luiz Gonzaga – José Marcolino)
#09. Zé esteves (Caetano Veloso)
#10. Ela nem olhou pra mim (Alcimar Monteiro)
#11. Quando bate o coração (Accioly Neto)
#12. Mata papai (Paulinho Malacacheta)
#13. Quando os dois se quer (Antonio Barros)
#14. Em plena lua de mel (Clayton – Cleide)

Para baixar esse disco, clique aqui

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

CD – Trio Forrózão – Na batida da zabumba

Esse é o terceiro CD do Trio Forrózão. Nessa época eles ainda estavam com sua formação original, com o vocalista Bastos, Chupa Cabra no triângulo, Nicodemus no zabumba e Chiquinho Chagas na sanfona. Um álbum repleto de re-gravações de músicas consagradas, além de algumas inéditas.

Participação especial de Elba Ramalho na faixa “É só você querer” de Nando Cordel. A canção “Lisbela” de José Almino e Caetano Veloso, foi composta especialmente para a peça teatral ‘Lisbela e o prisioneiro’, com direção de Guel Arraes.

Destaque para o xote “Represa do querer” de Félix Porfírio e Noel Tavares, gravado anteriormente pelo Flávio José, para a outro xote “Diploma nordestino” de Zezito Doceiro e para o arrastapé “Você caiu do céu” de Nando Cordel.

Trio Forrózão – Na batida da zabumba
2000 – Natasha

#01. Forró veneno (Luiz Wanderley – Aloisio J. Silva)
#02. Bom demais (Jorge de Altinho)
#03. Represa do querer (Félix Porfírio – Noel Tavares)
#04. Qui nem jiló (Luiz Gonzaga – Humberto Teixeira)
#05. Lisbela (José Almino – Caetano Veloso)
#06. Eu piso e você pisa (Anastácio de Oliveira)
#07. É só você querer (Nando Cordel)
#08. A pergunta (Arnaldo Farias)
#09. Diploma nordestino (Zezito Doceiro)
#10. Xodó (Zinho – Parafuso)
#11. Saudade (Bastos – Chiquinho Chagas)
#12. Não vê porque não quer (Bastos – Gavião)
#13. Você caiu do céu (Nando Cordel)
#14. Mineira (Sebastião Rodrigues – João Silva)

Para baixar esse disco, Clique aqui

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

CD – Trio Forrózão – Trio Forrózão

O grupo foi surgiu no Rio de Janeiro em 1993, e começou tocando na tradicional Feira de São Cristóvão, conhecido reduto nordestino, casualmente, quando Bastos, até então um modesto porteiro de condomínio, resolveu perder a vergonha e colocar o dom que trazia desde menino pra fora, decidiu então cantar em uma barraca a convite de um velho amigo.

Com seis CDs gravados, atualmente sua formação é Sebastião Brilhante, o Bastos (Voz) de Pombal – PB; José Bonifácio, o Zézinho Boni, de Campina Grande – PB (Acordeon); Edson Belo, o Chupa cabra (Triângulo) de Olinda – PE; e Josenaldo Inácio, o Miudinho (Zabumba) de Mamanguape – PB que antes integrava o Trio Jerimum, junto com Ratinho e Zécimar.

Esse é o primeiro disco do trio, gravado ao vivo em 1998 e lançado pelo selo Natasha Terra. Naquele ano o zabumbeiro ainda era Nicodemus e o sanfoneiro Chiquinho. A curiosidade é que o baixo foi gravado posteriormente em estúdio. Com um repertório finamente escolhido, bom de dançar do início ao fim, destaque para “Cabra desmantelado”.

Trio Forrózão – Trio Forrózão
1998 – Natasha

01-Forró da musa (Gilvan A da Silva – Damião M. Bento)
02.Viciado em forró (Agostinho Pereira dos Reis)
03-Os homi da Paraíba (Arlindo – João Tavares)
04-Zé do rock (João Silva – Raimundo Evangelista)
05-Ovo de codorna (Severino Ramos Oliveira)
06-Cabra desmantelado (Sirano)
07-Xote das meninas (Zé Dantas – Luiz Gonzaga)
08-Pequenininha (Assisão)
09-Espumas ao vento (Aciolly Neto)
10-Amei a toa (João Januário Maciel – João Leocádio da Silva)
11-Xote ecológico (Luiz Gonzaga – Agnaldo Batista)
12-Petrolina-Juazeiro (Jorge de Altinho)
13-É bom fazer assim (Parafuso – Zé Pacheco)
14-Casa da saudade (Coroné Caruá)
15-Sou eu sim (Renato Régis – Aluisio Silva – Lucena)
16-É proibido cochilar (Antonio Barros)

Para baixar esse disco, clique aqui

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook