Manezinho Araújo – Pra onde vai valente

capa

Bela coletânea do Manezinho Araújo

seloaselob

A seleção de repertório é de Waldyr Santos.

verso

A música título do disco foi gravada pela primeira vez em 1938 em 78RPM.

Manezinho Araújo – Pra onde vai valente
1986 – Phonodisc

01 Prá onde vai valente (Manezinho Araújo)
02 Pipira (Manezinho Araújo)
03 Tadinho do Manezinho (Manezinho Araújo)
04 Sulandá (Manezinho Araújo)
05 Festa no arraial (Manezinho Araújo)
06 Quando eu vejo a Margarida (Manezinho Araújo)
07 Como é o nome dele (Manezinho Araújo)
08 Seo Mané é o homem (Manezinho Araújo)
09 Dia 40 (Manezinho Araújo)
10 Juntou a fome (Manezinho Araújo)
11 Futebol na roça (Manezinho Araújo)
12 Olha o buraco cavalheiro (Manezinho Araújo)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

Coletânea – Baião Nr. 3 – 10 Polegadas

Colaboração do Arlindo

Esse disco foi publicado originalmente no saudoso site Loronix.

Participam dessa coletânea Leal Brito e Orquestra, Nilo Sérgio, Três Marias, Manézinho Araujo e Catulo de Paula.

Coletânea – Baião Nr. 3
1953 – Musidisc

01 – Casinha Pequenina – Cangaceiro (Tradicional / Adpt. Leal Brito)
02 – Mulher Rendeira (Tradicional) Casinha na Colina (Tradicional / Adpt. Nilo Sergio / Adpt. Leal Brito) NILO SERGIO
03 – Não Dei Meu Coração (Jorge Tavares / Geraldo Medeiros) Epa o Baião Pegou (Carioca) TRES MARIAS
04 – Peguei Um Ita no Norte (Dorival Caymmi) Trem Ó Lá Lá (Humberto Teixeira / Lauro Maia)
05 – Cuco (Paschoal Melillo / Avaré) No Ceará Não Tem Disso Não (Guio de Morais)
06 – A Mulher Barbada (Manezinho Araújo / Carvalhinho) Coco do Bamba Lê Lê (Manezinho Araújo) MANEZINHO ARAUJO
07 – Meu Limão Meu Limoeiro (Tradicional) Urubu Malandro (Tradicional / Adpt. Lourival de Carvalho “Louro”)
08 – Desengano (S. Barbosa) Não Perdes Por Esperar (Catulo de Paula) CATULO DE PAULA

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

Manézinho Araújo – O cabeça chata

Cantor e compositor, Manuel Pereira de Araújo, o Manézinho Araújo, nasceu no município do Cabo, no dia 27-09-1910. Tornou-se embolador no Recife, bairro de Casa Amarela, ouvindo Severino de Figueiredo Carneiro (conhecido como Mestre Minona) que foi o primeiro brasileiro a gravar uma embolada.
Em 1933, com dois mil réis no bolso, Manezinho deixou o Recife seguiu para o Rio, onde logo participou de programas na Rádio Mayrink Veiga e, depois, gravaria o seu primeiro disco, com duas emboladas de sua autoria: “Minha Prantaforma” e “Se eu Fosse Interventô”.

Já fazendo sucesso no rádio e em shows, gravou o segundo disco em 1933, um 78 rotações, com duas emboladas: “Cuidado com o Coco” e “Festa no Arraiá”. De 1933 a meados da década de 1950, chegou a gravar 46 discos, com 92 músicas, quase todas de sua autoria.

Apesar do sucesso, ganhou pouco dinheiro com a música e decidiu abandonar a carreira. Em julho de 1956, realizou um show de despedida, no Tijuca Tênis Clube que ficou lotado por 15 mil pessoas. (texto retirado do site Pernambuco de A/Z)

Esse disco que postamos aqui agora é um disco no qual a chantecler foi resgatar manézinho Araújo que há um tempo já estava no esquecimento, esse disco traz ótimas músicas com uma boa levada de samba.

Manézinho Araujo – O cabeça chata
Chantecler – 1974

01. Dia 40 (Manézinho Araujo)
02. Se o Mané é um homem (Manézinho Araujo)
03. Pipira (Manézinho Araujo)
04. Quando eu vejo a Margarida (Manézinho Araujo)
05. Olha o buraco cavalheiro (Manézinho Araujo)
06. Tadinho do manézinho (Manézinho Araujo)
07. Como é o nome dele (Manézinho Araujo)
08. Festa no arraial (Manézinho Araujo)
09. Sulandá (Manézinho Araujo)
10. Juntou a fome (Manézinho Araujo)
11. Futebol na roça (Manézinho Araujo)
12. Prá onde vai valente (Manézinho Araujo)

Para baixar esse disco, clique aqui

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook