Broto do Rojão – Roendo o osso

capa p

Colaboração do Luiz Prado

seloa pselob p

Arranjos de Wilson Cordeiro e sanfonas de Oswaldinho do Acordeon.

verso p

Destaque para “Sanfoneiro de São João” de Broto do Rojão.

Broto do Rojão – Roendo o osso
1988 – Hermisom

01 Roendo o osso (Broto do Rojão – Flecha)
02 Cantar dos passarinhos (Broto do Rojão – Cosme de Jesus)
03 Sanfoneiro de São João (Broto do Rojão)
04 Catirimbó (Broto do Rojão)
05 Cumé, cumé (Assis – Edson)
06 Quando a noite chegar (Broto do Rojão – Albuquerque)
07 Forrós de São Paulo (Conterrâneo)
08 Menina nova (Broto do Rojão – Sandrinho)
09 Mundão (Broto do Rojão)
10 As meninas de Cubatão (Broto do Rojão)
11 Pra que casar (Henauro – Socó)
12 Forró pra Marilene (Broto do Rojão – Iza Costa)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

Anastácia – Forrolambando

Colaboração da Anastácia

Esse é o vigésimo nono disco de carreira da Anastácia.

O lado A tem algumas lambadas e os forrós ficam no lado B.

Anastácia – Forrolambando
1990 – Hermisom

01. Quero Sair Com Você (Anastácia / Renato Moreno)
02. A Barca do Amor (Anastácia / Zezum)
03. Sei Lá (Anastácia)
04. Eu Te Amo Tanto (Zezum / Anastácia)
05. Um Pedaço É Dela Outro Pedaço É Meu (Renato Moreno / Anastácia)
06. Deixe Eu Te Amar (Zezum)
07. Tributo a Luiz Gonzaga (Anastácia)
08. O Maior São João do Mundo (Anastácia / Oscar Barbosa)
09. Quero Te Dar Amor (Anastácia)
10. Tá Caindo Chuva (Anastácia / Domingos Nogueira)
11. Canção Pra Você Mamãe (Anastácia)
12. Chamego Chamegadô (Anastácia)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

Anastácia – Vem me buscar

Colaboração da Anastácia.

Destaque para “Eu Me Lembro” de Anastácia e Dominguinhos.

Gravado em 16 canais, em São Paulo – SP, com arranjos e acordeons de Oswaldinho e zabumba de Dió.

Anastácia – Vem me buscar
1991 – Hermison Discos

01. Pra Não Morrer de Paixão (Anastácia)
02. Vem Me Buscar (Anastácia / Edmilson Silva)
03. Coração Vinculado (Anastácia)
04. Eu Me Lembro (Anastácia / Dominguinhos)
05. De Cara Lavada (Anastácia / Edmilson Silva)
06. Meu Coração Tá Doendo (Anastácia / Túlio Ricardo)
07. Vou Com Você (Anastácia / Dominguinhos)
08. Forró da Minha Terra (Anastácia)
09. Até Melado de Areia (Anastácia / Oswaldinho)
10. Café Com Você (Anastácia / Liane)
11. O Bom Filho a Casa Torna (Anastácia)
12. De Cabeça Virada (Anastácia / Oscar Barbosa)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Raimundinho do Acordeon – Mistura gostosa

raimundinho-do-acordeon-mistura-gostosa-capa

Colaboração do Maicon Fuzuê, do Trio Araçá.

raimundinho-do-acordeon-mistura-gostosa-selo-araimundinho-do-acordeon-mistura-gostosa-selo-b

“Raimundo Nonato dos Santos, ou simplesmente RAIMUNDINHO DO ACORDEON, nasceu em Juazeiro da Bahia, e aos 8 anos de idade já fazia parte de um grupo regional, composto pelos primos, onde começou tocando pandeiro e cantando; tomou gosto pela música, passando também a compor.
Aos 16 anos ganhou uma linda sanfona de 80 baixos, presente de sua querida mãe, Dona Santa, primeira fã e incentivadora do pequeno garoto e grande artista.

1977- formou seu primeiro trio de forró com seus irmãos. Animou festinhas, tocou seu primeiro São João em Juazeiro, conheceu o Trio Nordestino, que reconheceu logo um grande talento, o incentivou a procurar os grandes centros, para desenvolver sua arte.

raimundinho-do-acordeon-mistura-gostosa-verso

1978- Dito e Feito! Sem a companhia dos irmãos, partiu para São Paulo em busca de melhores oportunidades. Trabalhou em casas noturnas, salões de forró, com suas músicas matou saudades de muitos conterrâneos residentes na terra da garoa.
Lutou, sonhou, sofreu, amou, conheceu pessoas importantes, manteve contato direto com seus ídolos: Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Pedro Sertanejo, Osvaldinho do Acordeon, César do Acordeon, que produziu um vinil, que saiu pela gravadora Hermison solidificando definitivamente sua trajetória no universo artístico.” (Fonte)

Raimundinho do Acordeon – Mistura gostosa
1989 – Hermison

01 Mistura gostosa (Raimundinho)
02 Pedido a Iemanjá (Raimundinho)
03 Paixonite (Raimundinho)
04 Contidas desilusões (Raimundinho)
05 Apenas recordações (Raimundinho)
06 Coração dói (Raimundinho)
07 Coração vazio (Raimundinho)
08 Sanfoneiro bom (Raimundinho)
09 Boa gente (Raimundinho)
10 Doido por carinho (Raimundinho)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

CD – Trio Sabiá – 20 anos

trio-sabia-20-anos

Oswaldinho do acordeon, Olivinho e Cleyton liderando um time de feras que juntamente com Aluízio, Zito e Tio Joca gravaram esta justa homenagem aos 20 anos de existência e luta do Trio Sabiá, em prol do melhor forró pé-de-serra.

Participações de Zé Maria em música de sua autoria, “Ela só tá pó”, Flávio José na faixa “Olho d´água” e do Trio Virgulino na música Forró fim de semana”.

Destaque para a re-gravação de “Amor de sertão”, um magnífico xote lançado anteriormente pelo Quenga de coco, banda de Recife – PE.

Trio Sabiá – 20 anos
2006 – Hermisom

01 No resfulego da sanfona (João Silva)
02 Oceano do querer (Xico Bizerra – Maria da paz)
03 Amor de sertão (Geraldinho Lins – Luciano Barros)
04 Desabafo (Edson Pereira – Somasso Italiano)
05 Ela só tá o pó (Zé Maria)
06 Pout-porri

  • Saudade (Manoel Fernandes – Tio Joca)
  • Saudade dói (Aluízio Cruz)
  • São João pernambucano (João Caetano – Zito)

07 Olho d´água (Bráulio Medeiros)
08 Forró fim de semana (Miraldo Aragão – José Salvador)
09 O amor que eu tenho pra te dar (Aluízio Cruz)
10 Você não soube me amar (Antonio José)
11 O dono de mim (Aluízio Cruz)
12 Recado (Tônia Santos)
13 Trêmulo (Tio Joca – Jeffinho)
14 Serra da tromba (Tio joca)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Trio Sabiá – Gostoso pra danar

O Trio Sabiá nasceu em São Paulo, no final de 1985, mais precisamente no lendário Forró do Pedro Sertanejo, na Rua Catumbi, 183, bairro do Brás. A iniciativa foi do baiano João Davi Cruz, que cantava na casa e resolveu convidar João Oliveira de Almeida, o Tio Joca, irmão de Pedro, para formar um trio. Tio Joca relutou, mas acabou aceitando o convite e convidaram também outro baiano, José Miranda de Lima, o Roxinho, para tocar zabumba. Esse trio, que ainda não tinha nome começou se apresentando no Forró do Pedro.

Em seguida gravaram um tape, que o cantor e compositor Geraldo Nunes encaminhou para a gravadora Arca, editar um LP e lançar o Trio no mercado. Os três componentes já haviam decidido que o trio se chamaria, Os Filhos da Bahia, considerando a mesma origem dos três. Só que quando o Tio Joca foi buscar o disco na gravadora foi surpreendido com a deliberada alteração do nome escolhido. Os produtores da Arca mudaram para, Trio Sabiá, sem consultar ninguém e alegaram que queriam evitar o regionalismo que o primeiro nome sugeria, guiados pelas orientações do marketing. Só que, tanto Tio Joca quanto Davi e Roxinho acabaram gostando do novo nome. E foi como Trio Sabiá que os três rapazes desandaram a tocar o puro forró pé-de-serra.

No final de 1989 o Davi e Rouxinho acabaram deixando o trio. Tio Joca então tratou logo de encontrar dois novos componentes para refazer o Trio Sabiá. Sebastião Lucindo da Silva, o Tião, que assumiu o lugar de Davi como cantor e José Menezes de Bezerra Filho, o Zito que havia conhecido o Tio Joca, em um show do Luis Gonzaga no ano de 1985 na cidade de Monte Santo na Bahia, recebeu o convite para integrar o Trio Sábia, substituindo na zabumba o Roxinho. Com essa nova formação chegaram a gravar três LPs, em 1990, 1991 e 1992.

No final de 1992 o Tião deixou o Trio Sabiá e em seu lugar entrou o sergipano José Aluízio de Jesus Cruz, que conheceu o Tio Joca, através do Oswaldinho do Acordeón, que convidou o Tio Joca e o Zito para participar do coral de um LP que ele iria lançar, logo em seguida ele foi fazer parte do trio. Dando origem a formação em que o Trio Sabiá se encontra até hoje. (esse texto foi retirado do site do Trio Sabiá).

Esse disco que disponibilizamos agora é da segunda fase do trio sabiá, com Tio Joca, Zito e Tião.

Trio Sabiá, Gostoso pra danar
Hermisom – 1991

01. São João tradição (Osvaldo Aragão – Tio Joca)
02. Meu xodó (João Caetano – Mario Gomides)
03. Belezas do sertão (Edson Alves – Carlos Belmont)
04. A procura de alguém (Valderaci Carneiro – Oscar Barbosa)
05. Mulher manequim (Zé Duarte)
06. Me derreto no forró (João Caetano – Abelardo Zeferino)
07. Suor e poeira (Miraldo Aragão – Tião)
08. Amor perfeito (Antonio José – Florisvaldo Nunes)
09. São João pernambucano (João Caetano – Zito)
10. Gostoso pra danar (Tião – Tio Joca – Zito)
11. Brasil de mulher boa (Tiziu – Eugênio)

Para baixar esse disco, clique aqui

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook