CD – Coletânea – Luiz Gonzaga sua Simpatia e sua Sanfona

Luiz Gonzaga sua Sanfona e sua Simpatia - frente

Colaboração do sergipano Everaldo Santana

Luiz Gonzaga sua Sanfona e sua Simpatia - verso

Essa coletanea reune 15 sanfoneiros diferentes com o mesmo nome de “Zé”.

Com uma faixa de cada intérprete, são eles: Zé Béttio, Zé Piatã, Zé do Forró, Zé Sabino, Zé Paraíba, Zé Januário, Zé do Peba, Zé Raimundo, Zé Gonzaga, Zé Alagoano, Zé Pernambuco, Zé do Fole, Zé Severino, Zé Paraibano e Zé Cupido.

Coletânea – Luiz Gonzaga sua Simpatia e sua Sanfona
CD Center

01 – Até o Sol raiar (Zé Béttio) Zé Béttio
02 –
Asa Branca (Luiz Gonzaga – Humberto Teixeira) Zé Piatã
Mulher Rendeira (D.P. – Adapt. Roberto Stanganelli) Zé Piatã
03 – Respeita o Forró (Pedro Luiz Búbola) Zé do Forró
04 – Homenagem ao Rei Luiz Gonzaga (Roberto Stanganelli – Francisco Barreto) Zé Sabino
05 – Forró do Povo (Roberto Stanganelli – Zé Paraíba) Zé Paraíba
06 – Forró do Zé (Roberto Stanganelli) Zé Januário
07 – Xodozinmho (Roberto Stanganelli – Zé do Peba) Zé do Peba
08 – A Toca do Forró (Roberto Stanganelli – Zé Paraíba) Zé Raimundo
09 – Hoje tem Festa (Roberto Stanganelli) Zé Gonzaga
10 – Alagoinha (Roberto Stanganelli) Zé Alagoano
11 – Casinha pequenina (D.P. – Adapt. Roberto Stanganelli) Zé Pernambuco
12 – Puxando o Fole (Roberto Stanganelli) Zé do Fole
13 – Coração Amoroso (Roberto Stanganelli) Zé Severino
14 – Pé na Estrada (Roberto Stanganelli – Santana) Zé Paraibano
15 – Rapaz Boêmio (Roberto Stanganelli) Zé Cupido

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

CD – Fúba de Taperoá – Chamego do forró

Trechos de uma entrevista do Fúba para a RitmoMelodia:

“Eu nasci em 1942, e comecei quando criança a tocar. Minha mãe (Carminha Basílio) é compositora, mas ninguém gravou as marchinhas de carnaval que ela fazia para o bloco de carnaval do meu pai (O Bloco saía na rua com: Pandeiro, Triangulo e zabumba).

Aos 12 anos comecei tocar zabumba com o sanfoneiro Abdias (Pai) e depois Abdias (Filho, que foi marido de Marinês) que conheci no sudeste. Em 1957 tocava em Taperoá e Campina Grande – PB, nos forrós de casamento e Pé de Serra. Campina Grande em 1960 era o celeiro cultural da Paraíba e tinha muitos artistas no lugar. Naquela época o sucesso era o samba. O forró e os forrozeiros eram discriminados, como sendo festa e música de pobre.

Tocávamos nos casamentos e aniversários samba e bolero. Depois com o sucesso de Luiz Gonzaga, o Forró foi deixando de ser marginalizado. Na seqüência apareceu Jackson do Pandeiro, Ari Lobo, Zito Borborema, Gordurinha e muitos outros. Em Campina Grande toquei zabumba por uns tempos com Zito Borborema (Meu Primo) quando estava no auge do sucesso da música: ‘Mata Sete’.

No final da década 60, cheguei ao Rio de Janeiro, depois de uma viagem longa em cima do Pau de Arara. A ditadura corria solta (E muita gente presa). O rádio divulgava que ninguém podia sair de casa. Eu trabalhei de pedreiro por um ano. Comprei uma roupa bacana, óculos escuros, um relógio e coloquei um dinheiro no bolso e voltei para Paraíba. De volta trabalhei mais três anos de pedreiro (Levantando parede ganhava mais dinheiro).

Em 1970 voltei para o Rio de Janeiro, passei três anos e vim morar em São Paulo e conheci outros forrozeiros (Dominguinhos, Ari Lobo, Zé Gonzaga, Luiz Gonzaga, Pedro Sertanejo, Jackson do Pandeiro) no Forró de Pedro Sertanejo.

Gravei quatro discos em vinil. ‘Lembrança de Taperoá’ em 1981. ‘Na Pisada do Forró’ em 1983. ‘Cantando e Sorrindo’ em 1985. ‘Forró Temperado’ em 1988. Quatro CDs: ‘Pra Virar Xodó’ pela Velas em 1995. ‘Tributo a Jackson do Pandeiro’ pela Atração em 1998. ‘Vai Lá no meu Forró’ em 2000. ‘Chamego do Forró’ pela CD Center em 2002.” (Fonte)

Fúba de Taperoá – Chamego do forró
2002 – CD Center

01 – Guria (Nandinho do Pandeiro – Fúba de Taperoá)
02 – No chamego do forró (Caxiado – Fúba de Taperoá)
03 – Sigo meu destino (Zito de Souza – Antonio Cunha)
04 – Só se vê o peneirado (João Batista da Silva – Fúba de Taperoá)
05 – Noite de São João (Luiz Amorim – Fúba de Taperoá)
06 – A saudade dói (João Batista da Silva – Fúba de Taperoá)
07 – Puxando o fole (Lereu do Pandeiro – Fúba de Taperoá)
08 – Tem pena deu (João Silva – Zé Mocó)
09 – Não erro mais (Luiz Amorim – Zuza da Vila)
10 – Foi embora (Adalto Ferreira Lima – Fúba de Taperoá)
11 – Vô pro forró (Anastácio de Oliveira – Fúba de Taperoá)
12 – Mão boba (João Ferreira da Rocha – Fúba de Taperoá)
13 – Destruiu nosso lar (Fúba de Taperoá)
14 – Andando pelo mundo (Fúba de Taperoá)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

CD – Zezum – Sai de baixo

Até onde eu sei esse é o único trabalho solo do Zezum, compositor e ritmista, acompanha Dominguinhos por onde quer que ele vá tocar. Ficou conhecido como compositor pela música “Onde está você”, gravada pelo Dominguinhos e pelo Trio Xamego.

Participação especial de Dominguinhos, tocando as sanfonas do álbum, zabumba de Dió de Araújo, guitarra de João Neto, baixo de Lau e pandeiro de Fúba de Taperoá, simplesmente a elite do time que acompanha Dominguinhos em seus shows.

Todas as composições são muito boas, e com um detalhe, todas são do próprio Zezum. Pode ser por causa do chapéu, mas quando o Dilú ficar mais velho, já sabe como vai ficar.

Zezum – Sai de baixo
CD Center

01 Sai e baixo (Zezum)
02 Onde está você (Zezum)
03 Meu desejo (Zezum)
04 Forró o mês inteiro (Zezum)
05 Pra me matar de saudade (Zezum)
06 Admiro sua beleza (Zezum)
07 Sensação diferente (Zezum)
08 Sinto sua falta (Zezum)
09 Ganhei milhões de amigos (Zezum)
10 Forró reveilon (Zezum)
11 Senti saudade (Zezum)
12 O nome dele é Luiz (Zezum)

Este disco está fora de catálogo, para baixá-lo, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook