post image

Trio Sabiá – Mistura nordestina

Esse é o segundo LP do Trio Sabiá, dos quatro LPs gravados com a primeira formação, Rochinho, Tio Joca e Pilão.

“Os três componentes já haviam decidido que o trio se chamaria, Os Filhos da Bahia, considerando a mesma origem dos três. Só que quando o Tio Joca foi buscar o disco na gravadora foi surpreendido com a deliberada alteração do nome escolhido. Os produtores da Arca mudaram para, Trio Sabiá, sem consultar ninguém e alegaram que queriam evitar o regionalismo que o primeiro nome sugeria, guiados pelas orientações do marketing. Só que, tanto Tio Joca quanto Davi e Roxinho acabaram gostando do novo nome. E foi como Trio Sabiá que os três rapazes desandaram a tocar o puro forró pé-de-serra.” (Trecho extraído do sítio do Trio Sabiá)

Em 1987, mesmo tendo passado quatro anos do falecimento de Lindú, do Trio Nordestino, esse disco tem duas homenagens ao gogó e ouro, o “Tributo á Lindú” e o Pot pourrie “Homem de saia – Montanha russa – Procurando tu”. Destaque para o xote “Na casa do velho Antero”.

Arranjos e regências de Chiquinho do acordeon, produção executiva do Pilão, que assina a autoria de algumas faixas como Pilão e outras como David Cruz. Acordeon dee Chiquinho do acordeon, guitarra de Zé Menezes, baixo de Pedro Carlos e percussão de Manoel Serafim.

Trio Sabiá – Mistura nordestina
1987 – Arca

#01. Festa a moda baiana (Miraldo aragão – Davis Cruz)
#02. Só danço agarradinho (João Gonçalves – Pilão)
#03. Gatinha bonita (Durval Vieira – Zé da Silva)
#04. Nunca vi coisa melhor (Durval Vieira – David Cruz)
#05. Tributo a Lindú (Di Lourdes – Roque Sena – Amâncio de Bahia)
#06. Estaca da solidão (João Gonçalves – Di Lourdes)
#07. Pot Pourrie

  • Homem de saia (Enéias de Castro – Gatinho)
  • Montanha russa (Antonio Barros)
  • Procurando tu (Antonio Barros – J. Luna)

#08. Tô morrendo de amor (João Gonçalves – Di Lourdes)
#09. Na casa do Viriato (Zeca de Rosa – Edson Marinho)
#10. Patuá da Bahia (Galego do Acordeon – Rochinho)
#11. Namoro moderno (Miraldo aragão – Pilão)
#12. Na casa do velho Antero (Aragão – Tio Joca)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Buzil – Lá vai forró

buzil-frente

Muito forró, mas mais uma vez poucas informações, será que os frequentadores do Blog que acessam do nordeste não sabem nada pra nos ajudar a publicar informações sobre esses artistas menos famosos do nosso forró?

Buzil tem vários significados, creio que é uma palavra de origem francesa que evoluiu no português para búzio. “Espécie de concha grande, ao se soprar o buzil um som alto e parecido com o do apito é ecoado.” Que deve ter originado a palavra buzina. Em outros relatos buzil pode ser marca de produtos e limpeza, redemoinho de água e até, dentro do contexto certo, o centro da questão, nesse caso o buzil da questão.

buzil-verso

Voltando ao forró, esse disco é muito bom, arranjos e regências de Chiquinho do acordeon e produção executiva de Bastinho Calixto. Não deixem de reparar no baixista! Destaque para as faixas “Na puxada da sanfona” de Cordeiro do Norte e Buzil e “Tamanco no xaxado” de Bastinho Calixto e Vadico.

Buzil – Lá vai forró
1985 – Arca

* 01. Espera longa Ouvir audio (Bastinho Calixto – Ana Paula)
* 02. Nem bombeiro apaga (Enéas de Castro – Buzil)
* 03. Na puxada da sanfona (Cordeiro do Norte – Buzil)
* 04. Recordação do Pará (D. Martins – Clarinha Rodrigues)
* 05. Chamego das meninas (Severino Cordeiro – Buzil)
* 06. Só pra ver ela passar (Luizinho Calixto – Zé Garcia)
* 07. Magreza por pirraça (Bastinho Calixto – Antonio Rodrigues)
* 08. Tamanco no xaxado (Bastinho Calixto – Vadico)
* 09. Beleza morena (Zelita Calixto – Buzil)
* 10. Vá fumar noutro lugar (Zé Garcia – Buzil)
* 11. Vontade também consola (D. Martins – Clarinha Rodrigues)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Trio Sabiá – Maria Grande

sabia-frente

Um dos melhores trios que já vi tocar, atualmente na sua terceira formação e tendo lançado no ano passado um disco em comemoração aos seus 20 anos. Hoje a formação é Tio Joca, Aluízio e Zito, mas esse disco é da época do início do trio, ainda na sua primeira formação. Sanfonas de Oswaldinho do acordeon.

‘O Trio Sabiá nasceu em São Paulo, no final de 1985, mais precisamente no lendário Forró do Pedro Sertanejo, na Rua Catumbi, 183, bairro do Brás. A iniciativa foi do baiano João Davi Cruz, que cantava na casa e resolveu convidar João Oliveira de Almeida, o Tio Joca, irmão de Pedro, para formar um trio. Tio Joca relutou, mas acabou aceitando o convite e convidaram também outro baiano, José Miranda de Lima, o Roxinho, para tocar zabumba. Esse trio, que ainda não tinha nome começou se apresentando no Forró do Pedro.

sabia-verso

Em seguida gravaram um tape, que o cantor e compositor Geraldo Nunes encaminhou para a gravadora Arca, editar um LP e lançar o Trio no mercado. Voltaram para a Bahia e começaram a se apresentar em várias regiões do nordeste. Neste período foram gravados quatro LPs, dois deles pela gravadora Arca e dois pela Pipoco, com a ditribuição feita pela gravadora Continental.’ (Trecho extraído do site do Trio Sabiá)

Trio Sabiá – Maria Grande
1986 – Arca

* 01. Maria grande (Antônio José – Pilão – Geraldo Nunes)
* 02. Conjunto de mulher (Durval Vieira – Pilão)
* 03. Vamos nos amar (Tio Joca – Xandú do Samba)
* 04. Eu vou amar você (Di Lourdes – Adilson Santos)
* 05. Forró colado (Miraldo Aragão – Pilão)
* 06. Vou me desquitar (Miraldo Aragão – Rochinho)
* 07. Vovô e vovó (Zezé Martins – Geraldo Nunes)
* 08. Não pode cochilar (Di Lourdes – Adilson Santos)
* 09. Quanto mais velho melhor (Anastácia – Julinho do Acordeon)
* 10. Visite a Bahia (Antônio José – Di Lourdes)
* 11. Amizade (Roque Sena – Amancio da Bahia)
* 12. Ingratidão (Di Lourdes – Pilão)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Gaviões do nordeste – Gaviões do Nordeste

gaviaues-do-nordeste-capa-frente

Novamente encontramos em nosso caminho um artista de quem não sabemos praticamente nada. Porém, apesar disso, este é um disco e tanto, vou começar aqui só citando a galera que fez parte da produção dele, como a produção executiva de Bastinho Calixto, um dos irmãos de Zé Calixto. Nos arranjos e na regência nada mais nada menos do que Chiquinho do Acordeon.

Os músicos participantes que ajudaram a gravar esse LP são outro prato cheio. Podemos encontrar aqui a sanfona de Chiquinho e Genário, a zabumba de Durval e no coro de Hermelinda (Trio Mossoró), Camarão, entre outros.

E ai, alguma dúvida se vai baixar e escutar esse disco?

Gaviões do Nordeste – Gaviões do Nordeste
1987 – Arca

01. Jogado fora (Cecéu)
02. Meu consolo (Gavião – João Lima)
03. Coração broto (Amadeu Macedo – João Lima)
04. Vamos farrear (Bio – Zé Gomes)
05. Minha fofura (Zé Ramos – Zé Gomes)
06. Somos forrozeiros (Zé Ramos – Luiz Wanderley)
07. Sanfoninha meu xodó (Bastinho Calixto – João Fiúza)
08. Feitiço no olhar (Bastinho Calixto – Reginaldo Regis)
09. Forró com amor (Zé Ramos – Aluízio Silva)
10. Flor divina (Zé Ramos – João Lima)
11. Sonhos dourados (Zé Ramos – Zé Gomes)

Para baixar esse disco, clique aqui

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook