Zito Borborema – Forró Paraibano

capa

Essa postagem é mais uma cortesia do nosso colaborador DJ Rick, de São Paulo, um dos 5 DJs que apresentarão suas pesquisas acerca dos vinis de forró, no Festival Rootstock 2007.

No início de 1960 Zito Borborema gravou vários LP’s pela gravadora Cantagalo, entre eles, o disco que apresento hoje, “Forró Paraibano”. Esse álbum é um excelente álbum para todos os colecionadores ou mesmo aqueles que gostam de ouvir um bom forró pé-de-serra.

Destaca-se a famosíssima música na época “Zé da Onça”, composta por João do Vale e Abdias, onde ele faz uma paródia com sua esposa Chiquinha do Acordeon. Outras faixas que também gostaria de destacar por seu ritmo mais que dançante são “Minha Campina Grande” de sua própria autoria e Zé Pereira e “Forró do Pedro” de Buco do Pandeiro e Mendes.

(Texto e disco enviados por DJ RICK)

Zito Borborema – Forró Paraibano
Cantagalo

01 – Saudade me chama (Paulo Patricio)
02 – Baile familiar (Rosil Cavalcante)
03 – Minha palhoça (Francisco Leonel – Dê Castro)
04 – Eu sou do norte (Miriam Silva – ZitoBorborema)
05 – Coco do carapiá (Luizito – Otavio Rodriguez Abreu)
06 – Baião da Ridinha (Raimundo Olavo)
07 – Minha Campina Grande (Zito Borborema – Zé Pereira)
08 – Zé da Onça (João do Vale – Abdias)
09 – Forró do Pedro (Buco do Pandeiro-Mendes)
10 – Margarida foi embora (Zito Borborema-Rocha Sobrinho)
11 – Lamento sertanejo (Jóca de Castro – Nelson Macêdo)
12 – Estou da boiada (Manoel Macedo – Jacobina)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Ary Lobo – Suplica Cearense

ary-lobo-saplica-cearence-capa-frente

Com tantas colaborações que estamos recebendo fiquei uns diazinhos sem postar. É isso ai pessoal, continuem colaborando conosco.

Nesse final de semana começaremos a postar a série de entrevistas realizadas pelo nosso amigo Osvaldo Travassos para seu programa “Paraíba é sucesso”, na Radio Tabajara FM de João Pessoa, na Paraíba. São 10 entrevistas no total com artistas como Antonio Barros e Cecéu, Manoel Serafim, Genival Lacerda, João Gonçalves…. entre outros.

Hoje separei aqui para vocês um artista do qual sou um grande fã. Ary Lobo é imcomparavel no seu ritmo e talento. Isso podemos comprovar escutando os discos dele aqui já postados.

capa-verso1

Esse disco tras uma boa curiosidade. Nele encontramos a faixa “Zé Paraíba”, de autoria de gordurinha. Essa música também foi gravada pelo Paulo Tito e pelo Trio Nordestino, porêm esses dois gravaram ela com um outro nome, eles a gravaram como “Vendedor de biscoitos”. Alêm dessa música destaco nesse disco a faixa “Súplica Cearense” de autoria também de gordurinha.

Ary Lobo – Suplica Cearense
1966 – CantaGalo

01. Súplica cearense (Gordurinha)
02. Santana de Ipanema (Barbosa da Silva – José Batista)
03. Ilza chorou (Jeronimo)
04. Zé Paraíba (Gordurinha)
05. Entrei numa fria (Raimundo Olavo – Ary Lobo)
06. Quando o amor é amor (Assumpção Correia)
07. Bem-te-vi (Venâncio)
08. Filho de Tupinambá (Ary Lobo – Barbosa da Silva)
09. O balanço do Garrincha (Palmeira – Celso dos Santos)
10. Te interessa (Rosil Cavalcanti)
11. Dinheiro no fogo (Alvaro Matos – Barbosa da Silva)
12. Semente do bem (Gordurinha)

Para baixar esse disco, clique aqui

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Compacto – Ary Lobo

lado-a

Um dois maiores intérpretes do forró, mostra neste compacto o clássico de Gordurinha, “Súplica Cearense”, e “Filho de Tupinambá” dele e de Barbosa Silva.

lado-b

Ary Lobo é de Belém do Pará e canta forró como um autêntico cabeça chata, voz e sentimento andam junto em suas gravações.

Pra quem não conhece sua obra, vale a pena ouvir e cantar tudo que puder dele. (Texto e disco enviados pelo Cacai Nunes)

Compacto – Ary Lobo
Cantagalo

Lado A – Súplica cearense (Gordurinha)
Lado B – Filho de tupinambá (Ary Lobo – Barbosa da Silva)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

Carmélia Alves – Correndo o norte

Carmélia Alves é Carioca da gema e nasceu em 14 de fevereiro de 1925. Apesar de ser carioca, seu contato com a música nordestina se deu desde cedo, pois Carmélia era filha de pais Cearenses, que sempre organizavam festas de repentistas em sua casa.

No começo de sua carreira no começo dos anos 40 ela interpretava sambas, foi em 1949 que ela gravou ao lado de IvonCuri o seu primeiro baião, de nome ‘Me Leva’.

Deste então Carmélia Alves se tornou uma das maiores divulgadoras do baião aqui pelo sudeste, sendo inclusive coroada por Luiz Gonzaga, o rei do baião como a rainha do Baião.

Carmélia Alves – Correndo o norte
1969 – Cantagalo

01. Dançar baião (Lindolfo Barbosa)
02. Vai pensando (Evaldo Gouveia – Jair Amorim)
03. Marinheiro só (Caetano Veloso)
04. Delim-dilá (João Silva – José Pereira)
05. Lavadeira (João Silva – Anatalicio)
06. Xenhenhem (João Silva – Raimundo Evangelista)
07. Baião de Santa Luzia (Luiz Bandeira)
08. Moinho d´água (Edinho – Francisco Elion)
09. Viola do Zé (Zé Menezes – Luiz Bittencourt)
10. Cajueiro doce (Manézinho Araújo – Antonio Maria)
11. Correndo o norte (Luiz Vieira)
12. Eles não são mansos não (Zé Dantas – Jimmy Lester)

Para baixar este disco, clique aqui

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

1 3 4 5

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook