Volta Seca – Cantigas de Lampeão

volta-seca-1957-cantigas-de-lampeao-capa

Colaboração do DJ Rogérinho, de São Paulo – SP. Esse é um raríssimo 10 polegadas, de um artista único e de uma história de vida bastante pitoresca.

Volta Seca foi cangaceiro do bando de ‘Lampeão’ e gravou, em 1957, o LP, com apenas oito músicas, “As cantigas de Lampeão”, com arranjos e direção do maestro Guio de Moraes. Algumas faixas desse mesmo disco, foram re-lançadas, décadas depois, pela Eldorado, num LP com o título “A Música do Cangaço”.

volta-seca-1957-cantigas-de-lampeao-selo-avolta-seca-1957-cantigas-de-lampeao-selo-b

Volta Seca chamava-se originalmente Antonio Alves de Souza, sergipano, nascido em Saco Torto, povoado de Itabaiana, provavelmente por volta do ano de 1911, entrou para o cangaço aproximadamente com 12 anos, a convite do próprio ‘Lampeão’, no sertão da Bahia.

Preso no início de 1932 e levado para a Casa de Detenção da Bahia, Volta Seca cumpriu uma pena de 20 anos. Casou-se, teve sete filhos e recomeçou a vida através da música, influenciando artistas como Luiz Gonzaga, dentre outros diversos artistas nordestinos.

volta-seca-1957-cantigas-de-lampeao-verso

A Todamérica lançou esse documentário apresentando Volta Seca como o compositor e intérprete responsável por salvar parte do repertório dos grupos de cangaceiros. Músicas ligadas ao dia a dia no cangaço e dos costumes, aventuras e hábitos dos cangaceiros, canções como “Mulher Rendeira” e “Acorda Maria Bonita”.

Volta Seca – Cantigas de Lampeão
1957 – Todamérica

#01. Acorda Maria Bonita (Volta Seca)
#02. A laranjeira (Volta Seca)
#03. Ia pra missa (Volta Seca)
#04. Mulher Rendeira (Volta Seca)
#05. Se eu soubesse (Volta Seca)
#06. Sabino e Lampeão (Volta Seca)
#07. Escuta donzela (Volta Seca)
#08. Eu não pensei tão criança (Volta Seca)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

14 comments

  • Helvecio Freitas

    Brincadeira! Formidável! O posso dizer do seu trabalho de divulgação de pérolas como essa que alguém ainda não tenha dito? Parabéns.

  • lowflyingowl

    Obrigado! Eu estou a pesquisar sobre a canção original e a sua historia. Até agora encontrei mais de 100 versões. A versão original aparentemente foi escrito pelo próprio Lampião em 1922 como homenagem a sua avó.

  • Samuel Machado Filho

    Aqui pode se ouvir a cantiga “Muié rendera” tal como era cantada pelos cangaceiros do bando de Lampião. A música ficou conhecida internacionalmente com o filme “O cangaceiro”, de 1953, premiado com a Palma de Prata no Festival de Cannes, França, como melhor filme de aventuras.

  • angelita aparecida ritter

    amei…tenho estas gravações m cd….amei !
    procurei pelo youtube vídeos com as canções, e não encontrei com “a laranjeira”…quero muito um vídeo com a música a laranjeira……….

  • josias francisco dourado

    gostaria de saber volta seca teve companheira de nome maria
    entre 45 e 49 e filha de nome antonia
    na regiâo santa matia da vitoria ba

  • Archimedes Marques

    Sou delegado de polícia no Estado de Sergipe e também escritor do assunto cangaço. Recentemente lancei o livro LAMPIÃO CONTRA O MATA SETE (para saber de maiores detalhes sobre o meu livro acessem http://www.cangacoemfoco.jex.com.br ). No momento gostaria muito de manter contato com a Rose Meire Santos Cotilha, comentarista acima que diz ser filha de Volta Seca.

    Archimedes Marques – archimedes-marques@bol.com.br

  • antonio josé de oliveira

    É verdade caro Dr. Archimedes Marques, bom seria se alguém informasse sobre os filhos ou mesmo netos do ex-cangaceiro Volta Seca. Creio que os pesquisadores que estão atentos à História do cangaço descobrirão os descendentes do referido cidadão.
    Abraços,
    Antonio Oliveira – Serrinha – Bahia

  • Adriano Santos

    Meu pai tem uma pequena coleção de mais ou menos 500 discos e ele tem esse LP, sempre faz questão de mostrar aos amigos quando visitam nossa casa, estive fazendo uma pesquisa sobre a tiragem desse disco mas não encontrei ainda nenhuma informação, se alguém souber e puder me informar ficarei grato.

    Meu contato: dricosantos@gmail.com

  • Luiz Eduardo Oliva

    Estou encantado com essa relíquia. Como sergipano inclusive não conhecia essa vertente de Volta Seca, como artista, e que artista! Bom seria um relançamento inclusive por autoridades da cultura sergipana que vou propor. Parabéns ao site e seu coordenador.
    Grande abraço.
    Luiz Eduardo Oliva

  • Daniel Cruz

    Parabéns pelo trabalho! Se você tiver mais algum conteúdo musical a respeito do Cangaço como esse disco LP do Volta Seca, peço por favor que me informe pois estou fazendo uma coletânea de canções sobre o tema. Ficaria muito grato. Coisas do Nordeste me fascinam muito. Sou de Fortaleza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
[Vem por aqui]

Um grade abraço,
DJ Ivan