Manézinho Araújo – O cabeça chata

Cantor e compositor, Manuel Pereira de Araújo, o Manézinho Araújo, nasceu no município do Cabo, no dia 27-09-1910. Tornou-se embolador no Recife, bairro de Casa Amarela, ouvindo Severino de Figueiredo Carneiro (conhecido como Mestre Minona) que foi o primeiro brasileiro a gravar uma embolada.
Em 1933, com dois mil réis no bolso, Manezinho deixou o Recife seguiu para o Rio, onde logo participou de programas na Rádio Mayrink Veiga e, depois, gravaria o seu primeiro disco, com duas emboladas de sua autoria: “Minha Prantaforma” e “Se eu Fosse Interventô”.

Já fazendo sucesso no rádio e em shows, gravou o segundo disco em 1933, um 78 rotações, com duas emboladas: “Cuidado com o Coco” e “Festa no Arraiá”. De 1933 a meados da década de 1950, chegou a gravar 46 discos, com 92 músicas, quase todas de sua autoria.

Apesar do sucesso, ganhou pouco dinheiro com a música e decidiu abandonar a carreira. Em julho de 1956, realizou um show de despedida, no Tijuca Tênis Clube que ficou lotado por 15 mil pessoas. (texto retirado do site Pernambuco de A/Z)

Esse disco que postamos aqui agora é um disco no qual a chantecler foi resgatar manézinho Araújo que há um tempo já estava no esquecimento, esse disco traz ótimas músicas com uma boa levada de samba.

Manézinho Araujo – O cabeça chata
Chantecler – 1974

01. Dia 40 (Manézinho Araujo)
02. Se o Mané é um homem (Manézinho Araujo)
03. Pipira (Manézinho Araujo)
04. Quando eu vejo a Margarida (Manézinho Araujo)
05. Olha o buraco cavalheiro (Manézinho Araujo)
06. Tadinho do manézinho (Manézinho Araujo)
07. Como é o nome dele (Manézinho Araujo)
08. Festa no arraial (Manézinho Araujo)
09. Sulandá (Manézinho Araujo)
10. Juntou a fome (Manézinho Araujo)
11. Futebol na roça (Manézinho Araujo)
12. Prá onde vai valente (Manézinho Araujo)

Para baixar esse disco, clique aqui

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.