Luiz Gonzaga – Os grandes sucessos de Luiz Gonzaga

OS GRANDES SUCESSOS DE LUIZ GONZAGA - Capa

Colaboração do Armando Andrade

OS GRANDES SUCESSOS DE LUIZ GONZAGA - AOS GRANDES SUCESSOS DE LUIZ GONZAGA - B

“Esse disco foi lançado em 1968. Trata-se de uma coletânea de compactos lançados, em sua maioria, entre 49 e 53.
Um detalhe curioso desse disco é a versão de Forró de Mané Vito, cuja a introdução na sanfona, ao ser repetida antes de voltar para a parte cantada, no solo, e ao final da música, possui um fraseado diferente da versão que saiu em compacto, tendo do outro lado 17 Légua e Meia (1950) e relançada depois pela Revivendo, no CD Verônica.

OS GRANDES SUCESSOS DE LUIZ GONZAGA - Capa Traseira

Não sei a origem dessa versão ou o porquê da existência das duas versões. Trata-se de uma diferença sutil, mas claramente perceptível. Esse disco tem uma das minhas músicas preferidas e que eu destaco, que é Moreninha Tentação, além da clássica Qui Nem Jiló. Há ainda a regravação de Vira e Mexe com participação especial de Jacob do Bandolim.”

Luiz Gonzaga – Os grandes sucessos de Luiz Gonzaga
1968 – RCA Camden

01. No Ceará Não Tem Disso Não (Guio de Morais)
02. Moreninha Tentação (Luiz Gonzaga / Moacir Araújo)
03. Imbalança (Luiz Gonzaga / Zé Dantas)
04. Légua Tirana (Luiz Gonzaga / Humberto Teixeira)
05. Pau-de-Arara (Guio de Morais / Luiz Gonzaga)
06. Qui Nem Jiló (Luiz Gonzaga / Humberto Teixeira)
07. Amanhã Eu Vou (Beduíno / Luiz Gonzaga)
08. Juazeiro (Luiz Gonzaga / Humberto Teixeira)
09. Dezessete Léguas E Meia (Humberto Teixeira / Carlos Barroso)
10. Forró de Mané Vito (Luiz Gonzaga / Zé Dantas)
11. A Volta da Asa Branca (Luiz Gonzaga / Zé Dantas)
12. Estrada de Canindé (Luiz Gonzaga / Humberto Teixeira)
13. Vira e Mexe (Luiz Gonzaga)
14. Dezessete e Setecentos (Luiz Gonzaga / Miguel Lima)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

4 comments

  • LEANDRO

    ESCUTO LUIZ GONZAGA DESDE 1954, SOU SEU FÃ TENHO NO MEU PC MAIS DE 50 DISCO TIRADOS DO FORRO VINIL. OBRIGADO E ABRAÇOS

  • Antônio Santos

    Chorei, sem vergonha de ser feliz, com meus 1,85m de altura, 98kg o Negrão chorou ao assistir o filme dele, e mais ainda ao acompanhar por aqui as belas histórias do nordeste cantadas pela boca daquele que se foi, deixou saudades, e me faz feliz com sua pegada inconfundível.

    Grande Sr. Luiz Gonzaga.

  • Renan

    Estou a montar a discografia do Luiz Gonzaga pelos códigos das músicas que vem nos encartes das coletâneas e por informações disponíveis em sites. Tenho percebido que algumas faixas que foram lançadas depois em coletâneas não correspondem exatamente às originais, apesar de terem o mesmo código. Isso acontece com as músicas lançadas nos discos de 78 rpm. Sem dúvida, elas foram gravadas várias vezes e uma foi escolhida pra ser lançada. Aí, anos depois alguma não escolhida vai parar em uma coletânea. Isso é uma grata surpresa. Um exemplo é Vira e Mexe que tem a mesma codificação em 1941 e 1950, mas não são iguais quando as ouvimos. A de 1941 tem 7 segundos a menos que a de 1950, e algumas nuances musicais que diferem. Se elas têm o mesmo código, era pra ser a mesma gravação nos 2 compactos. Mas não são. Isso quer dizer que apesar de diferentes, elas foram gravadas no mesmo dia. Senão teriam códigos diferentes. E o pior é que as músicas que foram lançadas com elas têm também o mesmo códigos e são músicas totalmente diferente. Em 1941: Saudades de São João Del Rei (34.748/A – matriz 52154); Vira e mexe (34.748/B – matriz 52155). Em 1950: Vira e mexe (34.748/A – matriz S/052155); Qui nem giló (34.748/B – matriz S/092603). Vai entender…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook