Jota de Brito – O beijoqueiro

Colaboração do Gilberto.

“Jota de Brito, nasceu no sítio Cangalha, município de Camalaú, Cariri do sertão paraibano, foi adotado pelo Sr. José Marques Pereira, conhecido por Zé Antonia e Dona Josefa Ferreira de Brito, conhecida por Dona Zuca.

Jota de Brito iniciou sua carreira artística cantando de improviso, época em que participou de duetos com vários cantadores, mas, na realidade, ele sonhava em defender a Música Popular Brasileira e partiu para o Rio de Janeiro, afim de realizar esse sonho.

Chegando lá bateu em várias portas, mas elas não se abriam, até que um dia ele conheceu Severino Januário (irmão de Luiz Gonzaga), um dos melhores solistas de oito baixos. Esse sim, acreditou em Jota de Brito, o qual participou de 03 LPs de Severino Januário.

Também participou de 03 coletâneas, conhecidas na época por ‘Pau de sebo’. Em 1977 lançou seu primeiro LP, com o título ‘Jota de Brito – paraibano do bom’. Isto foi só o começo promissor da carreira desse artista paraibano.”

Jota de Brito – O beijoqueiro
Art Show

01. Doida demais (Guimarães – Sílvio de Buqueirão)
02. Não é crime a gente amar (João paraibano – Freitas)
03. Carro de boi (Sebastião Dias)
04. O puxa saco (Zé Catraca)
05. O caminhoneiro (Benicio Guimarães – Gomes de Itabira)
06. Recordação do passado (Eleno Gino – Ivone Leão)
07. Bem que meu pai falava (Anastácia)
08. Amor no chão (Afonso – Freitas)
09. Matéria paga (João Gonçalves e freitas)
10. O beijoqueiro (Freitas e Dr. Naldo Brito)
11. Eu sei o que é melhor (Jota de Brito – João Gordo)
12. Forró de mané fu (Asa Branca do Ceará – João Gordo)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.