Geraldo Idalino – Um violino no forró

Colaboração do Lourenço Molla, de João Pessoa – PB

Nesse disco, fugindo um pouco do conceito da sanfona comandando o forró, Geraldo Idalino mostra alguns clássicos regravados ao som do violino e algumas músicas próprias.

Reparem na autoria das faixas do lado B, onde está escrito D.R. significa “Direitos Reservados”, ou seja o próprio artista não sabia quem era o autor quando gravou o disco.

No caso, me lembrei que a música “Araripina” foi gravada pelos 3 do Nordeste e está registrada sob autoria de Zé Cacau, então completei aqui no texto, se alguém souber as autorias das faixas que faltam, por favor, mande pra gente completar.

Geraldo Idalino – Um violino no forró
1982 – Copacabana

01. Forró de Jeremias (Geraldo Idalino Luiz)
02. Forró do Chico (Geraldo Idalino Luiz)
03. A vida do meu sertão (Geraldo Idalino Luiz)
04. Enxuga o rato (Abdias – Luiz Moreno)
05. Radinho de pilha (Namd – Graça Góis)
06. Forró do Zé Boró (Geraldo Idalino Luiz)
07. Menina vem pro forró dançar (D.R.)
08. Forró da cachoeira (Geraldo Idalino Luiz)
09. Forró na casa de pedra (D.R.)
10. Araripina (Zé Cacau)
11. Xaxado de Antonio Silvino (Geraldo Idalino Luiz)
12. É proibido cochilar (Antonio Barros)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

1 comment

  • Niago M.

    Disco maravilhoso! Seu Geraldo da Rabeca, como também foi conhecido, potiguar de Nova Cruz – RN, mas tendo passado a maior parte de sua vida em Campina Grande – PB, era autodidata e tem várias preciosidades gravadas.
    Inclusive, a música “Enxuga o Rato”, apesar de ter na capa a atribuição a Abdias e Luiz Moreno, não é a mesma música gravada por Abdias. Possivelmente houve um engano na gravadora na época do lançamento. A “Enxuga o Rato” de Geraldo fora, em outro momento, gravada sob o nome de “Revendo Mandacaru”, versão que está presente na coletânea “As Músicas de Rabequeiros” (2002).
    A destreza de Seu Geraldo também foi bem aproveitada em alguns choros de sua composição, como “Violino no Choro”.
    Vida longa à toada de cordas de Seu Geraldo Idalino!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook