Toninho Guedes – O pedacinho

Essa é mais uma colaboração do Maicon Fuzuê, do Trio Araçá. Ele separou alguns LPs da sua coleção particular que, segundo ele, não poderiam faltar aqui no blog. Entre vários artistas que eu ainda não conhecia, algumas raridades que publicaremos em breve.

Antonio Guedes da Silva Filho, Toninho Guedes, paraibano de Aroeiras, cantor, compositor, músico e produtor, iniciou a carreira em 1987, esse é seu quinto LP e hoje tem cerca de 15 álbuns gravados.

Produção de Toninho Guedes, supervisão de Xameguinho e João Gonçalves, sanfonas de Xameguinho, Samuka e Irineu.

Toninho Guedes – O pedacinho
1994 – GT produções

01 Saudozos mitos (João Gonçalves – Toninho Guedes)
02 O sertão ao Deus dará (Ivanildo vila Nova – Palmeira Guimarães – Amazan)
03 Algo melhor (Toninho Guedes – João Rodrigues)
04 A semelhança da mulher prá o gato (Toninho Guedes – João Gonçalves)
05 Forró movimentado (Roberto Moraes)
06 O pedacinho (Toninho Guedes – João Gonçalves)
07 Gato por lebre (João Gonçalves – Toninho Guedes)
08 Lugar ao sol (João Gonçalves)
09 Amor tentação (Toninho Guedes – Cícero Almeida)
10 Amor ou feitiço (Toninho Guedes – Téo Azevedo)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Marinês – Sonhando com meu bem

Mais uma colaboração do DJ Vinícius de BH, um dos grandes DJs / pesquisadores de forró que temos no Brasil.

Esse é um daqueles LPs que ele deixou por alguns dias aqui em casa e eu pirateei. Um disco bastante raro da Marinês, assim como todos os demais álbuns da fase em que ela lançou pela CBS. Naquela oportunidade, comprei outra pérola da Marinês, que em breve publicarei para todos.

Direção artística de Abdias, composições de grandes compositores com Antonio Barros e Onildo Almeida, destaque para “Um mundo de amor” de Dominguinhos e Anastácia.

Marinês – Sonhando com meu bem
1970 – CBS

#01. Vai meu balão (Antonio Barros)
#02. Terra santa (Riachão – Osvaldo Oliveira)
#03. Quadrilha do amor (Antonio Barros)
#04. Coração sofredor (Antonio Barros)
#05. O nome disso é paz (Francisco Xavier – René Bittencourt)
#06. Um mundo de amor (Dominguinhos – Anastácia)
#07. Queima fogueira (Onildo Almeida)
#08. Indecisão (Onildo Almeida – José Maria de Assis)
#09. Sonhando com meu bem (Zito de Souza)
#10. Chegou o verão (J. B. de Aquino – J. B. Leão)
#11. Largo do Pelourinho (J. Cavalcanti – De Castro)
#12. De amor eu morrerei (Dominguinhos – Anastácia)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Zé Calixto – Cada vez melhor

Colaboração do Lourenço Molla, de João Pessoa – PB. Esse é o último Lp do Zé Calixto que ele nos enviou, só espero que a fonte não tenha secado…

Produção executiva, orquestrações e regências de Bastinho Calixto, novamente, um passeio em grande estilo pelos ritmos que compõem o forró, com muita técnica e talento por parte do mestre Zé Calixto, participação especial de João Mossoró na faixa “A longa partida”, que é a única faixa cantada do disco.

Zé Calixto – Cada vez melhor
1981 – Jangada

#01. Cada vez melhor (Luizinho – Arlindo dos Oito Baixos)
#02. Do jeito que gosto (Truvinca – Zé Calixto)
#03. De enrolar os dedos (Severino Medeiros – Zé Calixto)
#04. Tocando e namorando (De Castro – Moacyr Petronilho)
#05. Tô de bem contigo (Zé Calixto)
#06. Oito baixos no frêvo (Zé Calixto)
#07. A longa partida (Bastinho Calixto – Francisco Azevedo)
#08. Forró em Monteiro (Truvinca)
#09. Com o fole no peito (Zé Calixto)
#10. Grauna (João Pernambuco)
#11. Pela noite afora (Valdinho Arruda)
#12. Foi feito pra mim (Luizinho)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

Camarão – Ao molho de forró

Essa publicação eu dedico ao camarada Lourenço Molla, grande colaborador do blog e fã número 1 do discos de forró instrumentais, ai vai mais um belo disco do mestre Camarão.

Gravado em 8 canais nos estúdios da Rozenblit, coordenação e produção de Camarão, coro da bandinha do Camarão, participação especial de Robson Lima na faixa “Ela não é flor que se cheire”, de Savinho do acordeon na faixa “Meus velhos” e e Miguel na faixa “Moreninha”.

Destaque para a instrumental “Esquerdinha” e das cantadas, “Moreninha”.

Camarão – Ao molho de forró
NIF

01 Zé Pirrita (Anastácia – Dominguinhos)
02 Quase maluco (Victor Simon)
03 Esquerdinha (Camarão)
04 Madeira de dar em doido (Camarão)
05 Sanfoneiro de Garanhuns (Camarão)
06 Xaxado na Paraíba (Reynaldo – Juvenal Lopes)
07 Brejo de Madre Deus (Camarão)
08 Meus velhos (Camarão)
09 Moreninha (Joarez Santiago)
10 Forró do Zé Vaqueiro (Camarão)
11 Ela não é flor que se cheire (Luiz Galvão – Pepeu Gomes – Carda – Jorginho – Gomes)
12 Forró do velho Pedro (Camarão – Onildo Almeida)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

Zé Gonzaga – Zé Gonzaga

O áudio é uma colaboração do Thiago Silva, de Recife – PE, e as capas são uma colaboração do Cacai Nunes, músico e produtor de Brasília – DF. Cacai tem um blog que também é muito interessante, o Acervo Orígens.

Direção artística de Roberto Stanganelli, o lado A é todo instrumental, destaque para “Eu tô” de autoria do próprio Zé Gonzaga.

capa-212capa-213

O lado B é composto de músicas cantadas, destaque para “Sanfoneiro gordo” também de autoria do Zé Gonzaga.

Zé Gonzaga – Zé Gonzaga
1972 – CBS

#01. Frevo na roça (Zé Gonzaga – Zito Borborema)
#02. Estrada velha da Pavuna (Zé Gonzaga)
#03. Vai que é mole (Zé Gonzaga)
#04. Sanfona dourada (Roberto Stanganelli – Zé Gonzaga)
#05. Eu tô (Zé Gonzaga)
#06. Esnobando (Zé Gonzaga – Hildelito Parente)
#07. VIda de cigano (Zé Gonzaga – José Russo)
#08. Camarão é peixe bom (Zé Gonzaga)
#09. Margarida (Zé Gonzaga)
#10. O sertanejo (João Silva)
#11. Não namoro na escola (Miguel Lima – Luiz Wanderley)
#12. Sanfoneiro gordo (Zé Gonzaga)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

CD – João Silva e convidados – Inéditas de João Silva e Luiz Gonzaga

“O calendário marcava o ano de 1958 quando mais um sertanejo semi-analfabeto, saído diretamente de Arcoverde, partia em direção ao Rio de Janeiro. Na verdade, ele não era mais um. Era João Leocádio da Silva, que viria a se tornar, dentro de pouco tempo, o Mestre João Silva, o principal compositor de outro grandissíssimo mestre: Luiz Gonzaga. Até 1989, quando Gonzaga faleceu, os dois nordestinos eram os maiores representantes do nosso autêntico forró em todo o Brasil.”(fonte)

Um dos principais parceiros de Luiz Gonzaga a partir dos anos 1960. Ao todo compôs mais de 30 músicas com Luiz Gonzaga, todas gravadas pelo Rei do Baião. Tem cerca de 2000 composições. (Fonte)

Direção artística de Enoque Alves, produção de Zé do Norte, que é um outro Zé do Norte, José Lázaro Rodrigues Santos, ele que gravou os acordeons, os teclados e a percussão. Luizinho Calixto participa da faixa “Sá Maricota” tocando seu oito baixos.

João Silva e convidados – Inéditas de João Silva e Luiz gonzaga
1997 – For All Music

01. Arre égua (Luiz Gonzaga – João Silva) Participação: Sirano
02. Sá Maricota (Luiz Gonzaga – João Silva) Participação: Dominguinhos
03. Mulher sem juízo (João Silva)
04. Eu e meu amor (Luiz Gonzaga – João Silva) Participação: Waldonys
05. Sá menina (Luiz Gonzaga – João Silva) Participação: Chico Pessoa
06. Te jurei (João Silva)
07. Forró bufado (Luiz Gonzaga – João Silva) Participação: Azeitona
08. Um minuto de um beijo (João Silva)
09. Seu paquerador (João Silva – Zé Mocó)
10. Forró da Sanfoninha (João Silva – Zé Mocó)
11. Não sou rei de nada (João Silva – Zé Mocó)
12. Só você não percebeu (João Silva)
13. Rosa e Ana (Luiz Gonzaga – João Silva)
14. Sossega eu (João Silva)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

post image

CD – Miltinho Edilberto – Viola que fala

Esse é o primeiro CD que o Miltinho lançou, contou-me ele que tem um trabalho novo sendo preparado e que em breve poderemos divulgar para todos.

‘A venda do ‘Seu’ Lidirico’. Um calango mineiro ( que no nordeste é chamado de embolada ), onde Miltinho com humor e criatividade descreve o que pode existir ( para ser comercializado ) numa venda no interior de Minas Gerais. – Seu Lidirico José de Almeida se tornou celebridade, alvo de reportagens. A gravação teve a participação do Cantador baiano Xangai (Eugênio Avelino).”

“Há mais de três décadas Miltinho Edilberto semeia sons do Oiapoque ao Chuí. Com sua viola aprendeu a falar a língua do povo inteiro. Com talento se fez poeta, improvisador de versos, contador de causos, sutil humorista.

Como Pesquisador de Cultura Popular conferiu pessoalmente o verdadeiro jeito de ser brasileiro, aprendendo e divulgando ritmos e sabedoria do povo de regiões distintas.

Como compositor conquistou o respeito de seus pares e da crítica especializada, por exemplo ganhando o Prêmio Sharp de Música em 1998, na categoria Revelação Regional (atual Prêmio TIM ). Muita gente boa já gravou música sua e até na novela das oito ele foi tocar. Além de cantor é um muti-instrumentista, considerado um dos mais completos violeiros do país.

Miltinho Edilberto, um artista brasileiro na vanguarda da cultura de subsistência.” (Trechos extraídos do sítio oficial)

Miltinho Edilberto – Viola que fala
1997 – Devil Discos

01. Hino nacional brasileiro (Francisco Manoel da Silva – Adpt. Miltinho Edilberto)
02. Cantoria certeira (Miltinho Edilberto – Lima Júnior) Participação: Saulo Laranjeira
03. Pagode pro Tião (Improvisos Sobre O Tema ”viola Que Vale Ouro) (Tião Carreiro – Lourival dos Santos – Alberto Calçada) Participação: Renato Andrade
04. Cantiga da ajuda (Miltinho Edilberto) Participação: Ceumar
05. Viola apocalíptica (Miltinho Edilberto)
06. Caminhos desandados (Miltinho Edilberto)
07. Bolero (Maurice Ravel) Variações sobre o tema de Miltinho Edilberto
08. Avenida São João (Paulo Garfunkel – Jean Garfunkel – Pratinha) Participação: Edmirian – Ceumar
09. A moda e a viola (Miltinho Edilberto)
10. Viola que Fala (Miltinho Edilberto)
11. Natureza oculta (Miltinho Edilberto) Participação: Ceumar
12. O chapéu & O bode (Tradicional) Congada Nossa Senhora e Folia de Francisco Badaró – MG
13. A venda Do Seu Lidirico (Miltinho Edilberto) Participação: Xangai
14. Boi-tantã (Miltinho Edilberto) Participação: Tião Carvalho

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Zé Calixto – 20 Anos de Forró

Esse é o penúltino LP do Zé Calixto que recebemos do Lourenço Molla, de João Pessoa – PB.

Produção de Bastinho Calixto, orquestrações e regências de Zé Calixto, destaque para “Vê se gostas” e “Delicado” ambas de autoria de Waldir Azevedo, a primeira em parceria com Otaviano Pitanga.

Zé Calixto – 20 Anos de Forró
1979 – Jangada

01. Só pra assanhar (Zé Calixto)
02. Na base do xodó (Luisinho – Zé Pretinho)
03. Vê se gostas (Waldir Azevedo – Otaviano Pitanga)
04. Dancei no teclado (Luisinho)
05. Tocador de verdade (Dominguinhos)
06. Sanfona ingrata (Zé Calixto)
07. Meu samba vai com você (Joaquim da Silva)
08. Delicado (Waldir Azevedo)
09. O bom chorinho (Zé Calixto)
10. 20 anos de forró (Zé Calixto)
11. Arrastadinho (Luisinho – Truvinca)
12. Pro dono da casa (Manoel Serafim – Zé Calixto)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Ari Lobo – Ari Lobo

capa

Esse belo LP do Ary Lobo foi lançado pela Copacabana em 1974.

seloaselob

Curiosamente seu nome vem escrito com a letra “i”, Ari Lobo, sendo que na maioria de seus discos, antes e depois desse, seu nome vinha escrito com a letra “y”, Ary Lobo.

verso

Direção artística de Oséas Lopes, mais uma produção belíssima num áudio de muito boa qualidade, destaque para “Te manda” de Eronildes de Souza e Jacy Santos.

Ari Lobo – Ari Lobo
Copacabana – 1974

#01. Filho xangô (Ary Lobo – Severino Ramos)
#02. Vamos zarpar (Agenor Lourenço – Assunção Correia)
#03. O santo Padrinho Cícero (Severino Ramos – Elias Soares)
#04. Sou chorão por ela (Natanael Louvise – Severino Ramos)
#05. S.O.S ao INPS (Chico Xavier – Nem)
#06. Te manda (Eronildes de Souza – Jacy Santos)
#07. Nó cego (José Orlando)
#08. Balaio de Guarimã (Lopes Bojea – Antonio Vieira)
#09. Deus fez a mulher (Adolfo José – Paulo Silva)
#10. Quem for Flamengo, levanta o dedo (Luiz Moreno)
#11. Praia de Iracema (Waldemar Ressurreição)
#12. Transição amazônica (Osvaldo Eurico – Edésio Bispo)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

Trio Nordestino – Ninguém pode com você

O áudio é mais uma colaboração do Francisco Edvaldo Silveira, de Morrinhos – CE, as capas eu garimpei na rede, não deu pra melhorar muito a ,imagem, mas servem pra ilustrar.

Acima a capa do re-lançamento, abaixo a contra capa do original.

Direção artística de Abdias, destaque para dois xotes e um arrasta-pé de Antonio Barros, respectivamente, “Cuidado com as coisas”, “Muito tempo não lhe vejo” e “É madrugada”, para um outro xote, este de João Silva e Anatalicio “Estou roendo sim”.

Trio Nordestino – Ninguém pode com você
1971 – CBS

#01. É madrugada (Antonio Barros)
#02. Cuidado com as coisas (Antonio Barros)
#03. A Bahia tem (Tito Mendes – Almeidinha)
#04. Carreteiro (Anatalicio)
#05. Pau e pedra (Antonio Barros)
#06. Ninguém pode com você (Antonio Barros)
#07. Estou roendo sim (João Silva – Anatalicio)
#08. Muito tempo não lhe vejo (Antonio Barros)
#09. Hora da partida (Elias Soares)
#10. Porto velho, bom lugar (Lindolfo Barbosa)
#11. Juracy (Lindolfo Barbosa)
#12. Quebrou-se mas não acabou-se (Osvaldo Oliveira – Raimundo Evangelista)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Se estiver com dificuldade para baixar e descompactar os arquivos, tire suas dúvidas em nosso manual “passo a passo”, clique aqui.

1 2 3 4

Quem somos

Somos uma rede filantrópica colaborativa de colecionadores e músicos.

Uma comunidade que se conheceu e se comunica virtualmente, unidos em torno de uma paixão comum, o forró tradicional.

Quer saber mais da nossa história?
Continue navegando neste portal.

Um grade abraço,
DJ Ivan

Facebook